Publicidade
21/09/2017
Login
Entrar

Negócios

14/09/2017

Construção: programa vai capacitar 240 alunos este ano

Iniciativa da Fiemg em parceria com o Sebrae, curso gratuito incentiva novas ideias e talentos
Ana Carolina dias, de Uberlandia*
Email
A-   A+
Programa Engenheiro Empreendedor tem duração de dois meses e não tem custo/Divulgação
O fomento à inovação por meio da capacitação de estudantes universitários é um dos caminhos mais curtos para desenvolver soluções inovadoras com foco na indústria da construção. O programa Engenheiro Empreendedor, iniciativa da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), incentiva novos talentos e ideias, desde 2015, por meio de um curso gratuito de qualificação - com duração de dois meses - que contempla alunos dos cursos de Engenharia, Arquitetura, Design, Sistema da Informação, Ciência da Computação e Administração a partir do 5º período e recém-graduados com até cinco anos de conclusão do curso.

Os selecionados participam de 99 horas de capacitação, mentorias, palestras e capital empreendedor, além de trabalhos supervisionados utilizando a estrutura e a equipe do Laboratório Aberto do Centro de Inovação e Tecnologia do Senai. Com a expectativa de atender 240 alunos neste ano, as atividades são oferecidas nas cidades de Belo Horizonte, Ipatinga e Itajubá. A coordenadora do Engenheiro Empreendedor, Renata Lisboa, ressalta que o programa é uma oportunidade de incentivar comportamentos e atitudes empreendedoras nos estudantes. “A partir do perfil empreendedor do estudante, eles recebem insumos para desenvolver ideias por meio de mentorias técnicas com especialistas das entidades e de negócios com empresários, que vão compartilhar experiências desde a concepção do produto ou do serviço, até colocar o projeto em prática”, afirma Renata Lisboa.

O engenheiro mecânico Alexsandre Baldaia participou do programa no ano passado e venceu a edição com o projeto Smartilhão. Ele e a equipe que desenvolveu a ideia fundaram a startup Alinhar. A solução está em fase de testes e promete eliminar alguns equipamentos de aferição e reduzir falhas no processo construtivo como uma parede desalinhada, que parecem simples, mas impactam todo o resto do processo. “As conexões do programa nos colocaram em contato com construtoras e então identificamos esse problema que influencia na fase de acabamento, na instalação dos azulejos, portas e janelas. Além de aumentar o custo da obra, impacta na marca da empresa, que corre o risco de oferecer um produto final com imperfeições”, afirma Baldaia.

Composto por uma base compacta em formato de esquadro, um sistema de ajuste, uma haste metálica que evita empenamento, linhas elásticas que servem como gabarito e um sistema integrado de laser e módulo ultrassônico para conferência em tempo real do prumo, esquadro, nível e alinhamento, nos próximos dois meses o Smartilhão vai ser aperfeiçoado para permitir supervisão remota, como explica Baldaia. “Estamos desenvolvendo um equipamento eletrônico que, por meio de sensores audiovisuais, alerta sobre inadequações no momento do processo construtivo e enviam também uma mensagem para o supervisor da obra, informando falhas”, diz.

O grupo que forma a CoverBox, vencedor da terceira turma do 2º semestre de 2016, desenvolveu uma placa monolítica feita de polipropileno que cobre todo o piso do box de banheiro, impermeabilizando de forma simples e rápida. A estudante de engenharia e sócia-diretora da startup, Manuela Abreu Santos, fala sobre o diferencial do produto que procura atender uma demanda setor de impermeabilização também detectada por meio de contatos com profissionais da área. “Percebemos diversas queixas de infiltrações no ralo por causa de dilatação e trincas, principalmente nas trincas. Toda água que infiltra no piso cai na placa e é direcionada para um ralo linear integrado, que proporciona uma dilatação uniforme e, ao mesmo tempo distribui a água para todo o sistema hidráulico”, explica Manuela Santos.

A solução busca evitar manutenções pós-obra e consequentes gastos adicionais, além da sustentabilidade com menor desperdício de material. A diretora da CoverBox garante ainda que, além do produto, a startup oferece garantia e treinamento dos clientes para instalação. “Em casos de infiltração é preciso quebrar toda a estrutura e fazer de novo, com despesa extra de materiais. Além disso, um índice menor de manutenção e retrabalho colaboram para melhorar a imagem da empresa”, diz.

Os dois projetos desenvolvidos durante o programa Engenheiro Empreendedor em 2016 estão em exposição durante o evento unificado da cadeia da construção, Minascon, em Uberlândia. Os estudantes interessados em participar do programa podem se inscrever no site da Fiemg (http://bit.ly/2155vvZ) sem a obrigatoriedade de apresentar um projeto para participar.

*A repórter viajou a convite da Fiemg

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

21/09/2017
Lideranças precisam ser mais efetivas
Ao educar, é necessário desenvolver agentes da transformação global, envolvendo todas as esferas
21/09/2017
Universidade apresenta os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável aos alunos
Professora da Federal de Uberlândia trabalha projetos que têm ajudado na implementação dos objetivos na prática
21/09/2017
Metade das empresas considera os ODS como referência
Internalização dos objetivos é um grande desafio
21/09/2017
Só 1% dos brasileiros conhece bem os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável
Ao falar sobre a importância da agenda dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), o diretor do Departamento de Educação para a Cidadania e...
21/09/2017
Educação na área de biologia é estratégia da Novozymes
Entre as empresas que têm desenvolvido ações em prol dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) está a Novozymes, multinacional de origem dinamarquesa...
› últimas notícias
Integração deve gerar US$ 600 milhões ao ano à Vale
Fiemg apresenta plano para o Alto Paranaíba
3Corações e Toko: sem ato de concentração
Thyssenkrupp e Tata anunciam a criação de joint venture europeia
Venda de fatia da Alpargatas é concluída
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Usiminas reajustará preços em 10,2%
Setor de mineração deve mudar o foco dos investimentos
BR Food cogita reduzir produção em fábricas de Uberlândia
Crise econômica impacta o financiamento estudantil
Fiemg apresenta plano para o Alto Paranaíba
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


22 de September de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.