16/08/2018
Login
Entrar

Economia

04/08/2018

Consumidor ainda está cauteloso

Ana Carolina Dias
Email
A-   A+
Os consumidores belo-horizontinos se mostraram mais confiantes em julho deste ano e o resultado positivo trouxe expectativas positivas para o Dia dos Pais. O Índice de Confiança do Consumidor de julho de 2018, divulgado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead), alcançou 36,97 pontos, alta de 4,52% na comparação com o mês anterior. Apesar disso, o indicador permanece abaixo dos 50 pontos, o que ainda indica que os consumidores não estão otimistas.

Entre os componentes do ICC, o Índice de Expectativa Financeira (IEF) registrou aumento de 6,57% em relação ao mês anterior, com destaque para o componente de Pretensão de Compra, que subiu 14,81% na comparação mensal e influenciou diretamente o cálculo geral do indicador.

O Índice de Expectativa Econômica (IEE) também apresentou aumento (1,15%) na mesma base comparativa, influenciado principalmente pelo item Inflação, que subiu 9,58%. O Emprego ainda é o pior item, com queda de -8,10% em julho em relação ao mês anterior.

Dia dos Pais – A expectativa de que esse seja o melhor Dia dos Pais dos últimos três anos em Belo Horizonte foi diretamente influenciada pela Pretensão de Compra apontada pelo ICC. Entre os entrevistados em julho deste ano, 50% tem a intenção de presentear o pai ou alguma pessoa próxima na data comemorativa, maior percentual desde que a pesquisa começou a ser realizada, em 2014.

Além disso, o tíquete médio para 2018 aumentou e o valor dos presentes que serão adquiridos neste ano é, em média, R$ 91,19 frente aos R$ 86,69 apontados no ano passado. O levantamento mostrou ainda que 23,81% dos consumidores que pretendem presentear afirmaram que vão gastar, neste ano, um valor superior ao investido em 2017.
A coordenadora de pesquisa do Ipead, Thaize Martins, ressaltou que os resultados são reflexos de uma mudança de comportamento do consumidor.

“Os consumidores estão, aos poucos, voltando a injetar dinheiro na economia. Nos anos anteriores, a componente de intenção de compra caiu e ficou muito tempo estabilizado, com faixas de valores menores. Aos poucos os consumidores têm conseguido equilibrar as contas e voltam a gastar mais com presentes”, avaliou Martins.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

15/08/2018
BH Airport amplia espaço para cargas
De janeiro a julho, o volume para embarques e importações aumentou 32%
15/08/2018
Brasil tem recursos para financiamento, diz Oliveira
São Paulo - O Brasil não tem restrições para financiar infraestrutura do ponto de vista de fontes de recursos, informou na terça-feira (14) para uma plateia de...
15/08/2018
Lucro líquido da Locamerica avança 196%
Valor salta de R$ 25,1 milhões, no 1º semestre de 2016, para R$ 74,3 milhões, no mesmo período deste ano
15/08/2018
Atividade do setor de serviços em Minas sinaliza retomada, com alta de 9,8%
Segmento recuperou perdas ante maio
15/08/2018
1ª parcela do 13º será paga em agosto e setembro
Brasília - Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começam a receber, ainda neste mês, a antecipação da primeira parcela do...
› últimas notícias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


15 de agosto de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.