Publicidade
24/11/2017
Login
Entrar

Legislação

14/04/2017

Contrato pode ser extinto com consenso

Agência Estado
Email
A-   A+
Brasília - O relatório da reforma trabalhista lido na última quarta-feira na comissão especial da Câmara prevê a demissão “de comum acordo” entre trabalhador e empresa. Pela proposta, havendo consenso, o contrato de trabalho poderá ser extinto, com pagamento de metade do aviso prévio e metade da multa de 40% sobre o saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A medida prevê também...

Exclusivo para assinantes.


Para ler esta e outras matérias, cadastre-se gratuitamente ou assine.

Ler 5 matérias por mês

     

Receber nossas newsletters



Assinar
Cadastrar

Ou faça login

Leia também

24/11/2017
DiasToffoli pede vista e decisão é adiada
Na tarde de ontem, sete dos onze ministros do STF votaram por limitar a prerrogativa para parlamentares
24/11/2017
Avança na ALMG proposta do Tribunal de Justiça de extinção de serventias
O Projeto de Lei 4.543/17, do presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), recebeu parecer pela legalidade da Comissão de Constituição e Justiça...
24/11/2017
Volume de ações trabalhistas recua em SP
São Paulo - A abertura de novas ações trabalhistas no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de São Paulo despencou na primeira semana após a...
24/11/2017
Congresso recompõe trechos da lei
Brasília - O Congresso Nacional derrubou os vetos do presidente Michel Temer à Lei de Convalidação e restaurou os trechos que equiparam os incentivos fiscais de ICMS a...
23/11/2017
CCJ aprova PEC que limita privilégio
Prerrogativa valerá apenas para cargos mais altos do Executivo, Legislativo e Judiciário
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.