20/06/2018
Login
Entrar

FAEMG

14/12/2017

Controle da oferta de carnes mantém valores ajustados em ano de baixa demanda

Setor de bovinos apurou alta nos embarques
Email
A-   A+
Desde o início, o ano de 2017 foi marcado por um cenário difícil para setor. A economia em recessão e a redução do poder de compra do brasileiro fizeram recuar o consumo per capita dos produtos pecuários.

Ainda assim, o setor desempenhou papel significativo na balança comercial. No acumulado dos onze primeiros meses, houve incremento nas exportações do Brasil e de Minas, de 9,3 % (14,2 bilhões) e 27,6% (893,4 milhões), respectivamente.

Para o período das festividades do fim de ano, é esperado o aumento no consumo de carnes, especialmente de suínos e aves. Há também expectativa de manutenção de preços ao consumidor, uma vez que a oferta de animais a serem abatidos deve ser compatível com a demanda no mercado doméstico.

Ponto favorável deverá ser a criação de um Fundo Sanitário em Minas, esperada para 2018, o que possibilitará a abertura de novos mercados para a carne, fomentando ainda mais as exportações e dando novo fôlego ao setor.

Leia também:
Mercado de suínos tende a aumentar
Outros produtos pecuários
Período festivo deve incrementar vendas

Bovinos -
A redução do poder de compra do brasileiro resultou na diminuição do consumo da carne bovina. A perspectiva de que 2017 seria início de um ciclo pessimista para a pecuária de corte fez aumentar a oferta de gado para o abate logo nos primeiros meses do ano. Além disso, fatores externos como a Operação Carne Fraca, o retorno da cobrança do Funrural e a delação da JBS pioraram as condições.  

Por outro lado, no acumulado de 2017, o valor médio da arroba pago ao produtor (R$ 120,91) acabou 4,9% maior que no mesmo período do ano passado. Um dos fatores que explica a valorização é a oferta enxuta de animais acabados; principalmente devido à redução, no segundo ciclo, de animais de confinamento. Ao mesmo tempo, há ainda arrefecimento do consumo, devido ao cenário econômico atual.

De janeiro a novembro, as exportações brasileiras cresceram 12,6% em valor e 8,5% em volume. Já as remessas mineiras aumentaram 71,7% em receita, e 62,1% em volume, quando comparadas ao mesmo período de 2016.

A expectativa para o próximo ano é de recuperação da demanda. Para o mercado interno, espera-se que o fortalecimento da economia e do mercado de trabalho promova aumento do consumo brasileiro de carne bovina.

Para o mercado internacional, deve seguir consistente a demanda mundial que, desde agosto, registra evolução, em patamares próximos a 200 mil toneladas mensais. Além disso, a alta cambial estimada para 2018 torna o Brasil ainda mais competitivo como agente exportador. O aquecimento da demanda, no mercado interno e no internacional, deverá sustentar os preços da arroba do boi ao longo de 2018, mesmo que a perspectiva seja de aumento na oferta de animais terminados e bezerros, devido ao ciclo pecuário.

Produtos pecuários

• VBP total em Minas Gerais em 2017 foi estimado em R$ 21,06 bilhões.
• Redução de 7,9% em relação a 2016

Bovinos

• VBP MG 2017: R$ 6,02 bilhões. Crescimento de 8,5%
• De janeiro a outubro, foram abatidas 2,1 milhões de cabeças (9,4% do rebanho)
• Minas Gerais está em 2º lugar no ranking nacional do efetivo rebanho de bovinos, com 23,6 milhões de cabeças (10,8% da participação total).

Suínos

• VBP MG 2017: R$ 1,8 bilhão. Crescimento de 23,3%
• Produção total mineira: 456 mil de toneladas, volume 0,9% superior ao ano passado.

Frangos
• VBP MG 2015: R$ 2,2 bilhões. Recuo de 4,9%



ESPECIAL FAEMG

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

14/12/2017
Conhecimento e integração são caminhos para a superação dos desafios
ENTREVISTA | Robertos Simões, presidente do Sistema Faemg
14/12/2017
Agropecuária fortalece a economia
Além de gerar emprego e renda, o setor tem contribuído para diminuir a inflação
14/12/2017
Melhoria de qualidade do café amplia mercado
Mesmo em um ano de adversidades e preços baixos, o café de Minas ganhou mais espaço no cenário internacional
14/12/2017
Minas tem safra recorde de grãos, com alta de 21% ante 2016
Clima e tecnologias contribuíram
14/12/2017
Silvicultura | Queda no consumo reduz áreas florestais em 0,4%
Com 1,4 milhão de hectares de florestas plantadas e respondendo por 20% da área nacional, Minas Gerais possui a maior área de reflorestamento do Brasil, segundo os dados da...
› últimas notícias
Novo cenário econômico impacta a construção civil
MRS firma parcerias para avançar
Camex susta antidumping a produtos de China e México
Compras das siderúrgicas retraem 3%
Anfavea e Finep estudam construção de centro de testes automobilísticos
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


20 de junho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.