Publicidade
22/05/2018
Login
Entrar

Economia

23/01/2018

Copasa pretende captar R$ 595,5 milhões

Recursos serão utilizados em investimentos na ampliação do sistema de abastecimento e esgotamento sanitário
Leonardo Francia
Email
A-   A+
O plano de investimentos da Copasa de 2018 a 2022 vai demandar recursos de R$ 3,650 bilhões/Ortemg/Divulgação
A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) deve contratar empréstimo de longo prazo de R$ 595,5 milhões no âmbito da Instrução Normativa nº 29, de 11 de julho de 2017, do Ministério das Cidades. A operação ainda será submetida à Assembleia Geral Extraordinária de acionistas da companhia, no dia 5 de fevereiro. Os recursos serão revertidos em investimentos em implantação e ampliação de sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário em diversos municípios de atuação da concessionária.

A Copasa não comentou o assunto, mas em comunicado enviado ao mercado via B3 (Bolsa de São Paulo) e em seu site de relações com investidores, a companhia informou que a operação foi recomendada pelo Conselho de Administração para apreciação dos seus acionistas, em assembleia, no dia 5 de fevereiro.

O empréstimo terá um custo de juros de 6% ao ano e taxa de administração de 2% sobre o saldo devedor. O prazo para amortização da dívida será de 20 anos, com carência de até 48 meses. De acordo com o Ministério das Cidades, os recursos a serem disponibilizados no âmbito do Programa Avança Cidades/Saneamento são do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e de outras fontes onerosas, como o Fundo de Amparo ao Trabalhador/Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (FAT/BNDES).

Este empréstimo é mais uma ação que a Copasa vem fazendo para se capitalizar e cumprir seu Plano Plurianual de Investimentos. A companhia deve investir R$ 3,650 bilhões entre 2018 e 2022, considerando também aportes da Copasa Serviços de Saneamento Integrado do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Copanor).

Só para este ano, a concessionária de água e esgoto de Minas vai aportar R$ 690 milhões. A previsão de investimentos para 2019 é de R$ 550 milhões; para 2020, R$ 700 milhões; 2021, R$ 750 milhões; e 2022 outros R$ 800 milhões. Os valores consideram R$ 40 milhões por ano durante o quinquênio em aportes da Copanor. Os investimentos contemplam tanto os serviços de abastecimento de água quanto os sistemas de esgoto sanitário.

Debêntures - No começo deste ano a companhia anunciou sua 12ª emissão de debêntures para levantar R$ 268 milhões. Os recursos, neste caso, serão destinados à ampliação dos sistemas de esgotamentos sanitários dos municípios de Divinópolis (Centro-Oeste) e Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).

De acordo com informações da própria Copasa, ao final de setembro do ano passado, a dívida líquida da companhia era de R$ 2,6 bilhões. Esse montante é o menor registrado desde o segundo trimestre de 2013. A dívida basicamente é resultado de empréstimos e de operações no mercado de capitais.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

22/05/2018
Preços inviabilizam transporte de cargas
Federação do setor, em Minas, alega que insumo responde por metade dos custos de deslocamento
22/05/2018
Confiança do empresário avança 1,2 ponto
Positivo pelo nono mês consecutivo, indicador da Fiemg reafirma o otimismo do setor no Estado
22/05/2018
PIB tem aumento de 0,3% no 1º trimestre
Rio de Janeiro - O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro avançou 0,3% no primeiro trimestre ante os três últimos meses de 2017, estima o Instituto Brasileiro de Economia da...
22/05/2018
Minas recorrerá à expertise chinesa para aproveitar rejeitos
Objetivo é fomentar novos usos, inclusive para a construção civil
22/05/2018
Balança brasileira registra superávit de US$ 1,924 bi na terceira semana de maio
Brasília - A balança comercial brasileira registrou superávit comercial de US$ 1,924 bilhão na terceira semana de maio (de 14 a 20). De acordo com dados divulgados...
› últimas notícias
Preços inviabilizam transporte de cargas
Confiança do empresário avança 1,2 ponto
PIB tem aumento de 0,3% no 1º trimestre
Minas recorrerá à expertise chinesa para aproveitar rejeitos
Balança brasileira registra superávit de US$ 1,924 bi na terceira semana de maio
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


19 de maio de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.