Publicidade
23/07/2017
Login
Entrar

Economia

20/05/2017

Indústrias no interior do Estado apresentam melhora no faturamento

Porém, crise gerada pelas recentes denúncias contra Michel Temer pode afetar o setor no Estado
Mara Bianchetti
Email
A-   A+
Resultado da próxima pesquisa pode ser afetado pela crise política no País/Eric Gonçalves
De acordo com a Pesquisa Indicadores Industriais Regionais (Index-Regionais) realizada pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), todas regiões do Estado apresentaram melhora nos últimos 12 meses até março, embora a maioria ainda com resultado negativo. “As quedas dos faturamentos já se mostravam com menor intensidade do que as observadas nos meses anteriores”, disse a economista da entidade, Annelise Fonseca. Já as receitas do Centro-Oeste chegaram a crescer 7,8% neste tipo de comparação.

Quando considerado o desempenho de março na comparação com o mês imediatamente anterior todas as regiões apresentaram resultado positivo. Neste caso, a maior alta foi observada também no Centro-Oeste (45,7%), seguido pela Zona da Mata (24,7%), Triângulo (17,2%), Sul (14,3%) e Leste (11,3%).

Já na análise mensal (março de 2017 em relação a março de 2016), três das cinco regiões mineiras apuraram avanço no faturamento da indústria. Enquanto que no acumulado do primeiro trimestre, apenas Sul e Zona da Mata mantiveram resultados negativos nas receitas sobre igual mês do ano anterior: -9,8% e 0,7%. O Leste apresentou crescimento de 28,9%, O Centro-Oeste de 11,1% e o Triângulo de 5,6%.

As receitas das indústrias do Leste foram as que mais cresceram em março em relação ao mesmo mês de 2016: 33%. Segundo a economista da Fiemg, o resultado foi impulsionado por empresas extrativas que atuam na região.

Embora o faturamento da região tenha ficado positivo neste tipo de confronto, os demais índices permaneceram em baixa. As horas trabalhadas recuaram 7,2%, o emprego 11,4% e a massa salarial 13%. O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) saiu de 77,5% em março de 2016 para 79,5% em março de 2017.

No caso do Centro-Oeste, o faturamento cresceu 19,3% em março último frente a igual mês do ano anterior. Conforme Annelise Fonseca, o incremento ocorreu em virtude das produções das siderúrgicas e metalúrgicas da região. Além do faturamento, a região também registrou avanços de 3,7% nas horas trabalhadas, 2,4% no emprego e 0,6% na massa salarial. A Nuci aumentou dois pontos percentuais de março do ano passado até março deste exercício, chegando a 74,5%.

 O Triângulo também apresentou resultado satisfatório no terceiro mês deste exercício. As receitas advindas do parque fabril da região aumentaram 16,7% sobre o mesmo mês do ano passado. O destaque, neste caso, ocorreu no setor de alimentos, especificamente nas empresas de açúcar que venderam mais para o mercado interno.

Lá, assim como o faturamento, as horas trabalhadas também cresceram na análise mensal (0,8%). Por outro lado, o emprego caiu 3,2% e a massa salarial 19,2%. A Nuci baixou de 70,3% para 69,1%.

Na outra ponta, as regiões Sul e Zona da Mata apuraram queda no faturamento em março na comparação com o mesmo período do ano passado. Os recuos foram de 10,9% e 2%, respectivamente.

Crise - No entanto, as recentes denúncias contra o presidente Michel Temer (PMDB) e o agravamento da crise política brasileira poderão impactar diretamente o desempenho da indústria do Estado, que começava a apresentar resultados positivos de faturamento no decorrer de 2017. Para  Annelise Fonseca, ainda é cedo para traçar quaisquer perspectivas. No entanto, serão inevitáveis as consequências sobre o ritmo econômico mineiro, que, aos poucos, retomava seu fôlego após o País registrar uma das piores crises financeiras do período recente.

“A começar pelo nível de confiança dos empresários, que nos últimos meses vinha aumentando. Com a mudança do cenário político, é bem provável que ela volte a cair, em função das incertezas do que ocorrerá com o País. Depois disso, poderá haver impactos também nos níveis de produção, faturamento e emprego. Mas é preciso esperar”, avaliou.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

22/07/2017
Alta de imposto reduz atividade produtiva
Entidades empresariais mineiras alertam para o desestímulo aos empreendimentos e ao consumo
22/07/2017
PBH anuncia reajuste de 2,53% para 50 mil servidores
Ainda sujeita à aprovação, correção salarial valerá a partir de agosto
22/07/2017
Localiza fecha semestre com lucro recorde
Companhia apurou R$ 249,5 milhões, o que significou crescimento de 24,1% frente ao mesmo período de 2016
22/07/2017
Varejo: Vendas recuaram 3,2% no semestre, sinalizando melhora
São Paulo - As vendas do varejo apresentaram queda de 3,2% nos seis primeiros meses do ano em comparação ao período equivalente de 2016, apontou o Indicador do...
22/07/2017
TJLP onerou o Tesouro Nacional em R$ 240 bilhões
Brasília - Em clara defesa à criação da Taxa de Longo Prazo (TLP), que vai refletir mais as condições de mercado, a Secretaria de Acompanhamento...
› últimas notícias
Alta de imposto reduz atividade produtiva
PBH anuncia reajuste de 2,53% para 50 mil servidores
Localiza fecha semestre com lucro recorde
Varejo: Vendas recuaram 3,2% no semestre, sinalizando melhora
TJLP onerou o Tesouro Nacional em R$ 240 bilhões
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Região de Arinos investe na castanha de baru
VW amplia a linha Pepper para 2018
Fnac venderá operações da rede no Brasil para a Cultura
Mineira Teresinha Soares expõe no Masp até o dia 6
Monetizze é eleita melhor plataforma
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› DC Tecnologia
Brasileiros buscam Vale do Silício
Ensino pode sofrer desmonte
Para analistas, políticas podem trazer mudança
Mineira Learncafe é selecionada para programa de aceleração no Chile
Minas Gerais na rota de ampliação da Beblue
Leia todas as notícias ›
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


22 de July de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.