Publicidade

FAEMG

16/12/2016

Diversidade propicia bons resultados na fruticultura

Maior incidência de chuvas e pesquisa de qualidade da Anvisa devem estimular plantio e consumo
Da Redação
Email
A-   A+
O VBP da banana, uma das principais frutas produzidas em Minas, no Norte, deve ter aumento de 32,4% neste ano/Mapa/Divulgação
A produção de frutas em Minas Gerais é diversificada e os cultivos são estabelecidos de acordo com o clima de cada região. Enquanto no Sul os frutos de clima frio, como morango, pêssego e nectarina se destacam, no Norte são cultivados manga, mamão, limão e banana. No Triângulo, abacaxi e laranja são produzidos em grande escala, e o abacate ganha cada vez mais espaço no Alto Paranaíba.

O Valor Bruto da Produção (VBP) da banana neste ano está estimado em R$ 1,55 bilhão, 32,4% maior que o de 2015. A laranja também apresentou crescimento de 23,9% no mesmo período, com o VBP estimado em R$ 373 milhões.

Em 2016, entre as principais ações da Faemg para o setor, estão o apoio ao combate a doenças importantes e que podem causar danos severos à produção de citros, e a criação da Comissão Técnica de Fruticultura, para discutir ações e medidas mais eficazes para o setor.

Também foi solicitada à Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) a realização de novo estudo para alteração do Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc). O objetivo é contemplar a produção das principais frutas produzidas no Estado, como abacate, mamão e manga.

Abacaxi - Com 90% da produção no Triângulo, o volume colhido na safra 2015/16, de 252 mil toneladas, foi 4,18% menor que o da safra anterior. A área plantada também foi menor, passando de 8,6 mil hectares para 7,9 mil.

Banana - Uma das principais frutas produzidas no Estado, com predominância de cultivo na região Norte, a banana registrou queda de 3,72% na produção, que caiu de 796 mil toneladas para 766 mil. A área plantada também reduziu de 45,6 mil hectares para 45,2 mil, 0,77% menos que em 2015. A produtividade acompanhou a tendência de queda e foi de 17.455 kg/ha para 16.936 kg/ha.
 
Laranja - A produção de laranja caiu de 987 mil toneladas na safra 2014/15, para 951 mil, na safra 2015/16. A área plantada reduziu em 4,7%, passando de 44 mil hectares para 42 mil. Por outro lado, a produtividade aumentou 1%. A média da safra 2014/15 foi de 22.428 kg/ha contra 22.664 kg/ha na safra posterior.

Projeções - A demanda por frutas no Brasil deve aumentar em 2017, depois da publicação de uma pesquisa da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que confirma a segurança dos produtos in natura cultivados no País, para o consumo humano. O Programa de Análises de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (Para) focou no monitoramento do risco agudo para a saúde humana.

Outro ponto positivo até o momento é a quantidade de chuvas nas regiões produtoras. Como a fruticultura é uma atividade que depende quase totalmente da irrigação, a maior segurança hídrica poderá estimular o cultivo de frutas.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

16/12/2016
ENTREVISTA | Gestão, inovação e qualidade garantem estabilidade em momentos de crise
Roberto Simões, o presidente da Faemg
16/12/2016
Elevação de custos comprometeu lucratividade
Agronegócio mineiro cresceu 5,18% até agosto, mas sinaliza cautela
16/12/2016
Conhecimento e saúde para o homem do campo
O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar Minas) deve aumentar em 10% no próximo ano o número de pessoas atendidas nos cursos das áreas de Formação...
16/12/2016
Um ano de safra recorde na cafeicultura, com 28,9 milhões de sacas
Alta foi de 29,7% frente a 2015
16/12/2016
Cenário favorável para milho e soja
Demanda aquecida, incremento das exportações e quebra da safra elevaram os preços
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.