Publicidade
22/10/2017
Login
Entrar

DC Turismo

15/07/2017

Divinópolis se junta ao Circuito Turístico Verde

Objetivo é fortalecer o setor e ter acesso a recursos dedicados à política de regionalização do turismo
Daniela Maciel
Email
A-   A+
O município de Divinópolis tem mais de 215 mil habitantes segundo dados do IBGE/Divulgação
Divinópolis, no Centro-Oeste de Minas Gerais, acaba de se juntar ao Circuito Turístico Verde - Trilha dos Bandeirantes. O objetivo é fortalecer o setor na cidade e ter acesso a recursos federais e estaduais dedicados à política de regionalização do turismo desenvolvida tanto pelo Ministério do Turismo (MTur) e pela Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG).

O município, que tem mais de 215 mil habitantes segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), se junta às cidades de Conceição do Pará, Esmeraldas, Igaratinga, Leandro Ferreira, Onça do Pitangui, Pará de Minas, Pequi, Pitangui, Ribeirão das Neves, São Gonçalo do Pará e São José da Varginha.

De acordo com a gerente de Infraestrutura da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Divinópolis, Naiara Coelho, o próximo passo é a criação de um Conselho Municipal de Turismo (Contur). “Queremos colocar Divinópolis na rota dos turistas que visitam Minas Gerais. Hoje, temos um turismo de negócios muito forte, ligado, principalmente, ao polo de confecções. Queremos que as pessoas conheçam outros atrativos, trazendo para a cidade recursos e reconhecimento”, explica Naiara Coelho.

Atrativos - Entre as atrações estão a Catedral Divino Espírito Santo e o Santuário de Santo Antônio, ambas no centro da cidade; o Museu GTO, que reúne as obras do mestre Geraldo Teles de Oliveira; a antiga estação de trem; o Museu Municipal de Divinópolis e o Teatro Usina Gravatá, construído em 1932 para abrigar a Usina de Álcool Motor de Mandioca do Estado de Minas Gerais, a primeira deste gênero na América Latina.

Com grande potencial turístico, está sendo desenvolvido o projeto “Cruz de Todos os Povos”. O projeto, que teve o termo de autorização de montagem assinado em dezembro do ano passado, prevê a construção de uma estrutura em forma de cruz com 74 metros de altura, que deverá ser instalada no Morro do Gurita, no bairro Santo Antônio dos Campos, em um terreno de 10 mil metros quadrados. Existem outras duas torres com as mesmas dimensões, uma no México e outra no Líbano.

Distante 120 quilômetros da Capital, é possível acessar a cidade por via rodoviária. O aeroporto Brigadeiro Antônio Cabral recebe apenas uma rota de Campinas (SP), da companhia aérea Azul. Para o “Projeto de Integração Regional de Minas Gerais - Modal Aéreo (Voe Minas), da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Estado de Minas Gerais (Codemig), não houve demanda.

“Para 2018 existe um projeto de ampliação da pista e do terminal. Vamos buscar novos voos. Isso é determinante para o crescimento de toda a região. O orçamento é de R$ 30 milhões”, afirma a gerente de infraestrutura.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

16/10/2017
Intenção de viagem de avião atinge maior índice em três anos
64,5% dos entrevistados deverão optar pelo transporte aéreo. Essa é a maior média desde junho de 2014, quando marca foi de 66,9%
14/10/2017
Despachatur se reinventa na crise
Através de assessoria gratuita, houve aumento de 20% no volume de demandas
14/10/2017
Capital terá avaliação ambiental estratégica
A atividade turística de Belo Horizonte será estudada sob a ótica do meio ambiente. Os diagnósticos darão origem a projetos estruturantes dirigidos à...
14/10/2017
Horário de verão será adotado por 11 estados
Brasília - Moradores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste passarão por uma mudança de horário a partir da madrugada do dia 15 de outubro (domingo). O...
14/10/2017
Gol inicia venda de três destinos operados pela Passaredo
Trechos estarão disponíveis dia 15
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.