Publicidade
19/01/2018
Login
Entrar

Negócios

05/04/2016

Drogarias e petshops têm queda no ritmo

Daniela Maciel | Tatiana Lagôa | Thaíne Belissa
Email
A-   A+
Como um doente não pode ficar sem medicamentos e um animal não pode deixar de receber cuidados elementares, os resultados das drogarias e pet shops raramente serão negativos. Isso é óbvio. Porém, o que não é esperado e que vem acontecendo é uma redução gradativa do ritmo de crescimento. Ou seja, nem mesmo as empresas de setores que oferecem bens essenciais escapam da força que uma economia recessiva tem sobre...

Exclusivo para assinantes.


Para ler esta e outras matérias, cadastre-se gratuitamente ou assine.

Ler 5 matérias por mês

     

Receber nossas newsletters



Assinar
Cadastrar

Ou faça login

Leia também

19/01/2018
Trevo conclui joint venture com Ehrmann
Associação entre as duas companhias resultará em um investimento de R$ 200 milhões em 5 anos
19/01/2018
MedLogic apresenta software voltado para o atendimento de idosos
A startup mineira MedLogic está entre as idealizadoras de um projeto inovador que pretende trazer mais qualidade para a saúde dos idosos no Brasil. Junto com empresas britânicas...
19/01/2018
Estudantes desenvolvem bengala para cegos que detecta obstáculos
Um grupo de cinco alunos do 3º ano do curso técnico em informática do Cotemig unidade Barroca, região Oeste de Belo Horizonte, que desenvolveu uma bengala que vibra diante...
18/01/2018
Pharma Nectar abre unidade no exterior
Nova operação vai refletir na fábrica em Minas Gerais, que deve crescer seis vezes em produção
18/01/2018
Governo vai investir R$ 1,8 milhão no artesanato
O edital de fomento ao artesanato, lançado pelo governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), em dezembro, irá...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.