19/07/2018
Login
Entrar




Opinião

16/03/2018

Editorial

Muito além do aceitável
Email
A-   A+
Completa hoje uma semana que o tombamento de uma carreta na BR-040, próximo ao trevo de Ouro Preto, interrompeu o trânsito na rodovia por cerca de vinte horas. Houve em consequência e como seria de se esperar, uma espécie de reação em cadeia que afetou a circulação em toda a região metropolitana de Belo Horizonte, com prejuízos de monta, além de inconvenientes que alcançaram parcela expressiva da população. Uma vez que a carreta acidentada transportava etanol e havia risco de explosão, procedimentos de cautela eram necessários, mas nada, se não o despreparo da concessionária e omissão das autoridades, justifica a demora na remoção da carreta, possibilitando a reabertura da rodovia com menores transtornos.

A região metropolitana, por sua posição central em relação ao território nacional, abriga hoje o maior e mais importante entroncamento rodoviário no País, passagem obrigatória, todos os dias, para milhares de veículos pesados. Acidentes que se repetem com frequência indesejável fazem ver que esta malha já não oferece condições adequadas à circulação, por conta do traçado e da manutenção e da inadequação dos veículos de carga, que são hoje maiores, mais pesados e mais velozes.

Absolutamente não se trata de mera fatalidade, de algo que não possa ser previsto e evitado, situação, aliás, bem evidenciada nas reconhecidamente precárias condições do Anel Rodoviário que, em tese, faria a interligação de todo este sistema, cuja modernização não se deu de forma minimamente satisfatória nem mesmo nos trechos sob concessão privada. E são condições prevalentes também na Rodovia Fernão Dias, que faz a ligação terrestre com São Paulo, no prolongamento da BR-040 em direção a Brasília, na BR-262 que ruma para o Triângulo Mineiro e Mato Grosso ou, pior ainda, na BR-381, extensão da Fernão Dias em direção ao Vale do Aço, seguindo para o Nordeste e como acesso também ao litoral capixaba.

Faltaram investimentos cruciais e os resultados não poderiam diferir daqueles que agora são observados. Nada, porém, que torne aceitáveis problemas como os registrados há uma semana e que, conforme relatado, provocaram a interrupção do trânsito por quase um dia numa das mais importantes rodovias do País. Minimamente era de se esperar mais agilidade na remoção da carreta acidentada e consequente retomada da normalidade em mais breve espaço de tempo, sem os transtornos que acabaram acontecendo. Por elementar, a concessionária do trecho, que recolhe pedágio e tem obrigações a cumprir, deveria dispor dos meios necessários para melhor atender aos usuários que estão pagando por serviços que não lhes são entregues. A falta desse entendimento combinado com a omissão das agências reguladoras e autoridades produziu o caos que pode se repetir a qualquer momento.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

19/07/2018
EDITORIAL | Muito perto do confronto
Bastante controvertido, para usar expressão delicada, o presidente Donald Trump regressou de sua, até agora, mais longa viagem internacional, com a única certeza de que fez...
19/07/2018
A Operação Lava Jato e compliance
mais operações correlatas, ainda não conseguimos apontar uma data para o seu fim. No entanto, já é possível extrair dos fatos algumas lições...
19/07/2018
Ao mestre Serafim, com carinho
“Humilde e probo, simples no falar”. (Elizabeth Rennó, referindo-se ao Dom Serafim Fernandes de Araújo) A Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais...
19/07/2018
A importância do quinto constitucional
O quinto constitucional é a regra esculpida na Constituição Federal que determina que a composição dos órgãos de segunda e superiores...
18/07/2018
EDITORIAL | Trilha dos insensatos
As tentativas do governo mineiro para levantar recursos que lhe permitam reduzir, em parte, o déficit público e equacionar, parcialmente, dívidas com fornecedores além...
› últimas notícias
Indústria pode recorrer à Justiça por repasse de verbas
Antecipação do abono anima CDL-BH
Em Minas, setor automotivo espera impulso com o Rota 2030
PBH cumpre 1ª etapa de auditoria
Demanda por cães de guarda cresce em BH
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


19 de julho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.