17/06/2018
Login
Entrar




Economia

13/03/2018

Embarques avançam 16,8% em janeiro, mas balança tem déficit de US$ 2,5 bi

Da Redação
Email
A-   A+
As exportações de produtos eletroeletrônicos cresceram mais de 16,8% em janeiro na comparação com o mesmo intervalo do ano passado. Os dados foram divulgados ontem pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee).

Os embarques, no primeiro mês do ano, totalizaram US$ 407,9 milhões. Na mesma comparação, as importações chegaram a US$ 2,93 bilhões, 15,3% acima das registradas no mesmo mês de 2017 (US$ 2,54 bilhões).

Com o resultado, o déficit da balança comercial dos produtos elétricos e eletrônicos brasileiros somou US$ 2,52 bilhões em janeiro, 15% superior ao computado no mesmo período de 2017 (US$ 2,19 bilhões).

“O déficit comercial dos produtos elétricos e eletrônicos deverá seguir trajetória de crescimento devido ao aumento da atividade econômica. Apesar das exportações terem aumentado 16,8%, o saldo da balança comercial apresentou maior déficit do que no ano passado devido à influência do aumento expressivo das importações”, destacou, em nota a Abinee.

Segundo a entidade, o destaque para as vendas ao exterior ficou por conta de bens de informática (acréscimo de 90,1%), automação industrial (34,2%) e de componentes (20,3%). Nas importações, destacaram-se os componentes para telecomunicações (30%), semicondutores (21%) e eletrônica embarcada (21%).

Produção - A produção do setor eletroeletrônico apontou crescimento de 17,4% em janeiro de 2018 na comparação com o mesmo mês de 2017, puxado pelas expansões da indústria eletrônica (31,9%) e da indústria elétrica (4,9%).  É o que mostram os dados divulgados pelo IBGE e agregados pela Abinee. O desempenho foi melhor do que o registrado pela indústria geral (+ 5,7%).

No acumulado dos últimos 12 meses, a produção da indústria eletroeletrônica soma crescimento de 7,2%. Em relação ao mês anterior, com ajuste sazonal, a produção do setor apresentou queda de 1,9%. A indústria eletrônica recuou 0,5% e a indústria elétrica, -3,3%.  O resultado foi menos pior do que o verificado pela indústria brasileira, que recuou 2,4% em janeiro frente a dezembro do ano passado.

O presidente da Abinee, Humberto Barbato, destaca que os bens de consumo eletrônicos continuam registrando expansões robustas, mas as áreas relacionadas à infraestrutura também começam a recuperar a sua capacidade produtiva. Com informações da Agência Brasil

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

16/06/2018
BDMG reduz juros para MPEs
Empréstimos para capital de giro agora têm taxas a partir de 1,27% ao mês e prazo de 51 meses
16/06/2018
Valor de dívidas de estados e municípios foi de R$ 594,1 mi
Brasília - O Tesouro Nacional pagou, em maio, R$ 594,10 milhões em dívidas atrasadas de estados e municípios, informou o órgão na sexta-feira (15). Do...
16/06/2018
Fazenda critica MP do frete ao STF
Parecer vê adoção de tabelamento em setor de livre concorrência sem análise de impacto
16/06/2018
Liberação de saque deve injetar R$ 39,3 bi no mercado
Rio de Janeiro - A decisão do governo federal de liberar o saque das contas inativas do PIS/Pasep para quem tem direito ao benefício é positiva para o comércio do Rio...
16/06/2018
Uberlândia está no rumo da universalização
Município é o único de Minas a figurar em ranking, em nível nacional, entre polos com mais de 100 mil habitantes
› últimas notícias
BDMG reduz juros para MPEs
Valor de dívidas de estados e municípios foi de R$ 594,1 mi
Fazenda critica MP do frete ao STF
Liberação de saque deve injetar R$ 39,3 bi no mercado
Uberlândia está no rumo da universalização
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


16 de junho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.