Publicidade
24/05/2018
Login
Entrar

Agronegócio

10/02/2018

Embarques de café do Brasil tiveram retração de 5,9% em janeiro

ABr
Email
A-   A+
São Paulo - As exportações de café recuaram 5,9%, em janeiro, na comparação com o mesmo mês no ano passado, segundo o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé). Foram exportadas 2.490.023 sacas, com receita cambial de US$ 400,9 milhões.

O café arábica respondeu por 93% do volume total de exportações (2.316.280 sacas), seguido pelo solúvel, com 6,5% (160.766 sacas), e robusta, com 0,5% (11.320 sacas). O preço médio foi de US$ 161,01, com decréscimo de 8,5% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando a média era de US$ 175,96.

A Alemanha foi o maior importador do café brasileiro em janeiro, com 20,6% de participação (513.070 sacas). Os Estados Unidos, que lideravam o ranking desde março de 2017, ocupam a segunda posição, com 17,9% (444.726 sacas). O Japão está na terceira colocação, com 8,8% de participação (218.817 sacas).

Ainda figuram no ranking a Itália, com 8,6% (214.808 sacas), e Bélgica, com 6,5% (162.413 sacas). No período, o Reino Unido e o Canadá ganham destaque com crescimento nos embarques recebidos do Brasil, respectivamente de 38,25% (62.967 sacas) e 15,52% (58.076 sacas).

Pelo Porto de Santos saiu a maior parte das exportações, equivalente a 83,5% (2.079.833 sacas). O Porto do Rio de Janeiro aparece na sequência, com 12,7% dos embarques (315.384 sacas).

Os cafés diferenciados registraram 21,1% de participação nas exportações em janeiro. No mesmo mês do ano passado, esse volume representou 14,9%. O total de sacas exportadas foi de 524.851 e o preço médio ficou em US$ 189,39.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

24/05/2018
Greve interrompe produção em Minas
A avicultura já está sendo afetada pela paralisação dos caminhoneiros, faltando alimento para 2 milhões de aves
24/05/2018
Preços abusivos encarecerão alimentos, critica a Faemg
Em nota oficial, divulgada ontem, o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais (Faemg), Roberto Simões, apresentou a posição da...
24/05/2018
Custos de grãos preocupam a suinocultura
A paralisação dos caminhoneiros também está deixando os suinocultores de Minas Gerais apreensivos. Apesar de ainda não estar faltando insumos para a...
23/05/2018
Comunidade de Sem-Peixe investe R$ 110 mil em cozinha comunitária
Financiamento é da Fundação Banco do Brasil e BNDES
23/05/2018
Greve dos caminhoneiros afeta abastecimento
São Paulo - A greve dos caminhoneiros, iniciada na terça-feira (21), está afetando o abastecimento em vários estados, segundo a Associação Brasileira de...
› últimas notícias
Mestre-Cervejeiro está em expansão
Preço do etanol acompanha alta da gasolina na Capital
Plano Diretor da Capital é questionado
Sem acordo, caminhoneiros decidem continuar greve
Biomm aciona Anvisa para liberar remédio
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


25 de maio de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.