Publicidade
26/04/2018
Login
Entrar

Agronegócio

13/04/2018

Empréstimos em Minas crescem 15%

Na atual temporada agrícola, recursos passados aos produtores já somam R$ 15,9 bi
Leonardo Francia
Email
A-   A+
No Estado, a cultura do milho foi um dos principais destinos do crédito liberado para a linha de custeio no último mês/PEDRO REVILLION/DIVULGAÇÃO
Balanço divulgado pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) mostrou que os produtores rurais do Estado tomaram R$ 15,9 bilhões em empréstimos, no âmbito do Plano Agrícola e Pecuário (PAP), na atual temporada agrícola 2017/2018. Minas Gerais respondeu por 13% do crédito agrícola e pecuário disponibilizado para o País, que, no período, somou R$ 119,2 bilhões.

O montante referente aos financiamentos para as atividades de custeio, comercialização, industrialização e investimento entre julho de 2017 e março de 2018 foi 15% maior do que os R$ 13,8 bilhões contratados em igual período da safra anterior. Os empréstimos rurais foram liderados para o custeio das atividades do campo, com participação de 55,3%.

O crédito rural para custeio, utilizado para cobrir as despesas do ciclo produtivo, na safra atual (2017/2018) chegou a R$ 8,8 bilhões contra R$ 7,9 bilhões dos mesmos meses do período produtivo anterior (2016/2017), um crescimento de 12%, segundo os dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Em número de contratos, houve uma queda de 3%, mostrando que o tíquete médio dos financiamentos aumentou, mas menos operações foram feitas.

Dentro dos financiamentos para custeio das atividades rurais do Estado, a área agrícola recebeu R$ 6,1 bilhões e a pecuária R$ 2,7 bilhões na safra atual, com crescimentos de 14% e 8%, respectivamente, frente à temporada agrícola anterior, de acordo com as informações do Mapa.

Em março, o crédito liberado para a linha de custeio foi destinado, principalmente, para as culturas do café (R$ 159,4 milhões), soja (R$ 61,2 milhões) e milho (R$ 42,1 milhões). Na pecuária, a maioria dos recursos foi aplicada em bovinos (R$ 162,5 milhões), suínos (R$ 26,5 milhões) e avicultura (R$ 11,9 milhões).

Investimentos - Para investimentos na lavoura e no rebanho mineiro, os produtores rurais contrataram R$ 3,5 bilhões na temporada atual, com alta de 27% em relação aos R$ 2,8 bilhões da temporada passada. Os recursos disponibilizados para a área agrícola alcançaram R$ 1,8 bilhão e para a pecuária, R$ 1,7 bilhão, evoluções de 41% e 15%, nesta ordem.

Conforme já afirmou o superintendente de Abastecimento e Economia Agrícola da Seapa, João Ricardo Albanez, o aumento da demanda pelos recursos do crédito agrícola para investimento mostra maior otimismo e confiança dos produtores rurais de Minas Gerais.

Comercialização e industrialização - O crédito rural oficial para comercialização de produtores mineiros somou R$ 3,4 bilhões na temporada atual, contra R$ 2,8 bilhões na anterior, crescimento de 21%, conforme os dados do Mapa. A pecuária recebeu R$ 890 milhões e a agricultura, R$ 2,5 bilhões na modalidade. Os contratos para a industrialização nos campos mineiros somaram R$ 80 milhões nesta temporada e despencaram 70% em relação aos R$ 270 milhões da temporada passada.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

26/04/2018
Projeto fomenta desenvolvimento da agricultura em regiões mineiras
Iniciativa da Epamig já teve 1º passo dado
26/04/2018
Vacinação contra aftosa tem início em maio
Começa na próxima terça-feira, 1º de maio, a primeira etapa anual de vacinação contra a febre aftosa em Minas Gerais. Produtores rurais terão...
26/04/2018
Brasil vai negociar material genético e animais em feira
O Departamento de Saúde Animal (DSA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a Agência Brasileira de Promoção de...
25/04/2018
Levantamento aponta recuo de 3,6% na safra de cana-de-açúcar
Ainda segundo dados da Conab, produção do etanol se manteve estável e a do açúcar caiu na temporada 17/18
25/04/2018
3corações investe em novos produtos para expandir mercado pelo País
São Paulo - O grupo 3corações, líder brasileiro no segmento de café torrado e moído, buscará ampliar suas vendas de cafés especiais com...
› últimas notícias
Taxa de juros do cheque especial sobe para 324,7% ao ano
Incertezas do Brasil e juros dos EUA levam o dólar a subir
Porto de Santos atinge nível recorde no movimento de cargas em março
Confiança do consumidor sobe só 0,3%
Caixa retoma 1.089 imóveis em Minas
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


27 de abril de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.