25/06/2018
Login
Entrar

»

Economia

25/08/2007

Empresário de MG está mais otimista

Email
A-   A+

Índice de confiança medido pela Fiemg apontou alta de 0,9 ponto em julho.

O Índice de Confiança do Empresário Industrial de Minas Gerais (Icei/MG) da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) apresentou alta de 0,9 ponto em julho ante o levantamento de abril, ficando em 59,6 pontos. A pontuação se igualou ao recorde da série histórica, com o mesmo número de janeiro deste ano (59,6 pontos). No quarto mês deste ano contra janeiro, o Icei - que é uma ponderação na qual os empresários avaliam as condições atuais e as expectativas em relação à economia e à própria empresa - se manteve praticamente estável.

Empresário de MG está mais otimista

Para o presidente do Conselho de Política Econômica e Industrial da entidade, Lincoln Gonçalves Fernandes, o otimismo se deve ao bom desempenho da indústria do Estado e, logo, à expectativa de manutenção do crescimento.

Os últimos dados da Fiemg confirmam o bom momento vivido pela indústria mineira que no acumulado dos seis primeiros meses apresentou incremento de 9,76% ante igual intervalo de 2006. Em junho isolado, a expansão foi de 13,93% na comparação com o mesmo período do exercício passado.

As grandes empresas (60,3 pontos) e os pequenos empreendedores (58,3 pontos) mostraram-se mais confiantes que no último trimestre, com aumento de 2,3 pontos e 0,3 ponto no nível de confiança, respectivamente. Já as médias empresas, apresentaram queda de 0,3 ponto. Entretanto, o indicador de 60,1 pontos, de acordo com a entidade, é o maior índice para o período e o segundo maior de toda a série histórica, iniciada em janeiro de 2005.

O indicador de condições atuais, que contempla a economia brasileira e a própria empresa, mostrou o melhor nível desde abril de 2005, com 52,9 pontos. O desempenho foi impulsionado pelas grandes empresas (56,0 pontos) e pelas médias (52,9 pontos). O ambiente de negócios para os pequenos empreendedores foi considerado estável, conforme o indicador de 49,5 pontos, que foi o melhor já registrado por esse grupo de empresas.

Antes das turbulências - De acordo com a entidade, embora tenha apresentado estabilidade na comparação com abril, o indicador de expectativas no que se refere à economia nacional e à própria empresa, que foi de 62,8 pontos, indica uma expectativa de melhora no ambiente econômico para os próximos seis meses. "Vale destacar que o levantamento antecede as turbulências do mercado mundial, que podem influenciar no próximo índice, mas não deverá ser nada expressivo", disse.

A confiança dos empresários de Minas Gerais ficou 0,7 ponto percentual abaixo do Icei/Brasil, que chegou a 60,3 pontos. Houve expansão de 0,9 ponto no índice nacional, o que confirma, segundo a entidade, a expectativa de crescimento da atividade para o próximo semestre.

JULIANA GONTIJO


Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

15/12/2017
Oly Jose de Morais Ramos observa o crescimento de investimento no Tesouro Direto
Mais de R$ 1 bilhão foi investido no Tesouro Direto em janeiro. O número de operações até R$1000,00 também cresceu bastante mostrando que pequenos...
05/06/2016
Petistas que ainda assolam o BNB
A investigação do Ministério Público do Ceará (MP-CE) sobre suposto esquema de fraudes de até R$ 683,4 milhões em empréstimos e...
30/05/2016
MP contesta creditos Escândalo no Banco do Nordeste BNB
Investigação do Ministério Público do Ceará (MP-CE) em curso aponta suposto esquema de fraudes de até R$ 683,4 milhões em empréstimos e...
19/10/2013
Empresa vai criar grife de vestuário
São Paulo - A marca Havaianas, uma das grifes da Alpargatas, vai virar grife de vestuário a partir do segundo semestre do ano que vem. Uma equipe de 20 criadores já foi contratada pela...
19/10/2013
Havaianas: nova fábrica aumenta em 40% a capacidade de produção
A capacidade de produção anual das sandálias Havaianas vai ser ampliada em 40% com a entrada em operação, na sexta-feira, da fábrica da Alpargatas em Montes Claros, no Norte de Minas,...
› últimas notícias
Torcida não aquece as vendas no hipercentro
Prestadoras de serviços terrestres cogitam dispensa de pessoal com reoneração
Liminar contrária não abala Mendes Júnior
Primeiro leilão da Aneel prevê R$ 6 bi
BR Distribuidora aguarda decisão do TRT para mensurar os impactos
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


23 de junho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.