18/08/2018
Login
Entrar

Economia

17/05/2018

Empresa já investiu R$ 269 mi

Mara Bianchetti
Email
A-   A+
Também durante a divulgação de resultados dos primeiros três meses de 2018, foi falado pela Cemig sobre os investimentos previstos pela companhia para o decorrer deste exercício. De um total de R$ 1,6 bilhão para este ano, R$ 269 milhões, ou 16,8%, foram realizados no primeiro trimestre.

A maior parte (R$ 182 milhões) ocorreu na rede de distribuição. O valor faz parte do ciclo tarifário 2013-2018, que corresponde a um montante total de R$ 5,1 bilhões em cinco anos.
Esse valor é o que baseará o reajuste da tarifa a ser confirmado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) na semana que vem.  A Cemig espera que a tarifa média cobrada seja reajustada em 25%.

Segundo o diretor de finanças, Maurício Fernandes, o novo valor passará a vigorar a partir do dia 28. No ano passado, a companhia energética teve que reduzir em 10% sua tarifa e a última revisão tarifária ampla, como a que está para ser anunciada, ocorreu há cinco anos.
Por fim, Fernandes destacou ainda que, dos 25% esperados na revisão tarifária, só 4% ficariam com a Cemig. O restante (21%) é referente a encargos e custos de energia.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

18/08/2018
ABC da Construção planeja ganhar mercados
Associação com a ConstruBrasil pode gerar desenvolvimento de produtos, redução de custos e preços
18/08/2018
Empresa alerta para risco de desabastecimento de diesel
Rio de Janeiro - A Petrobras avalia que a nova fórmula proposta pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para calcular o...
18/08/2018
Avanço do e-commerce não incomoda shoppings
Evento internacional reúne executivos e acionistas em São Paulo
18/08/2018
Cenário da economia é visto como ruim por 83,9% dos consumidores
São Paulo - O pessimismo dos consumidores sobre o momento da economia brasileira chegou no mês passado ao maior nível do ano, segundo sondagem feita pela...
18/08/2018
País tem vários fatores detendo produtividade, acredita secretário
Brasília - O secretário de Promoção da Produtividade e Advocacia da Concorrência do Ministério da Fazenda, João Manoel Pinho de Mello, avaliou na...
› últimas notícias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


18 de agosto de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.