31/05/2018 - Encontro na Capital falará de BH e outras capitais do Sudeste

Conhecida por concentrar 62 instituições de ensino superior e abrigar um dos maiores parques tecnológicos do País, a capital mineira vem implementando, por meio do Programa Estratégico “Belo Horizonte Cidade Inteligente, ações voltadas ao desenvolvimento da cidade e transformação dos serviços oferecidos, com o objetivo de proporcionar mais qualidade de vida à população. As novas tecnologias incorporadas fazem parte das ações sugeridas pelo Connected Smart Cities, iniciativa que tem o objetivo de desenvolver, nas cidades brasileiras, soluções inovadoras por meio da participação efetiva de empresas, entidades, governo e cidadãos. Os indicadores de desenvolvimento de Belo Horizonte e o Case de Desenvolvimento Sustentável da cidade, entre outros dados de capitais do Sudeste, serão apresentados no Encontro Regional Sudeste Connected Smart Cities, evento em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte e com apoio do governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes). O encontro será realizado em 6 de junho, no Auditório da Prefeitura de Belo Horizonte. De acordo com o Ranking Connected Smart Cities Nacional, a capital mineira estaria na primeira colocação em Meio Ambiente e na segunda em Saúde e Urbanismo. Já os projetos que compõem o programa Belo Horizonte Cidade Inteligente estão estruturados nos eixos Governança e Serviços ao Cidadão; Desenvolvimento Econômico e Urbanismo; Cultura Tecnológica e Inclusão Digital; Mobilidade e Segurança; Meio Ambiente, Sustentabilidade e Cidadania. Propósito - De acordo com Paula Faria, idealizadora do Connected Smart Cities e Diretora Executiva da Sator, o propósito do Connected Smart Cities é desenvolver e participar de ações que tenham como principal objetivo tornar as cidades brasileiras mais desenvolvidas e sustentáveis, onde os projetos implantados reflitam na qualidade de vida dos seus habitantes. “Nosso objetivo é unir forças, por meio da sinergia entre todos os envolvidos. Acreditamos e trabalhamos para que cada vez mais nossas ações tenham resultados efetivos, como os que temos acompanhado, por exemplo, em Belo Horizonte, Salvador, Florianópolis, Vitória, Recife, Fortaleza, entre outras cidades do País”, comenta. A executiva ressalta, ainda: “Os Encontros Regionais permitem que o poder público avalie as melhores práticas de cidades inteligentes e, consequentemente, possa desenvolver ações que potencializem ainda mais os pontos fortes alcançados no Ranking Connected Smart Cities”, conclui. Além da capital mineira, que no Ranking Connected Smart Cities Nacional está na quarta colocação na classificação geral, o Encontro Regional Sudeste Connected Smart Cities apresentará indicadores de desenvolvimento das cidades de São Paulo/SP, Campinas/SP, Rio de Janeiro/RJ e Vitória/ES. Serviço: Encontro Regional Sudeste Connected Smart Cities – Belo Horizonte/MG Data: 6 de junho Horário: Das 8h30 (Credenciamento) às 17h30 Local: Auditório da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte (Avenida Afonso Pena, 1.212, Belo Horizonte)