Publicidade
22 de June de 2017
Login
Entrar

DC Lab

16/05/2017

Engajamento será o mote do Fiemg Lab

Ana Carolina Dias
Email
A-   A+
Expectativa é de que, no final da fase, as empresas estejam com vendas e receitas crescentes/Alisson J. Silva
Com foco no engajamento, conexões e troca de experiências para fortalecer o ecossistema de inovação, o programa de aceleração de startups Fiemg Lab realizou na quinta-feira (11) uma reunião de alinhamento com as 35 empresas que seguiram para a segunda etapa do projeto. A conversa aconteceu no complexo do centro de inovação Atmosphera, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), e apresentou como será o acompanhamento da aceleração.

De acordo com as diretrizes apontadas, a expectativa é de que, no final da fase, as empresas estejam com vendas e receitas crescentes para um acompanhamento mais intenso entre as 15 da etapa seguinte. Para isso, serão observados indicadores como:

• Faturamento,
• Número de clientes ativos,
• Leads qualificados,
• Margem de lucro,
• Investimento captado,
• Estágio de desenvolvimento do produto.


O encontro foi conduzido pelo gestor do Fiemg Lab, Fábio Veras, que ressaltou a importância de desenvolver um programa diferenciado que possa evoluir por meio da contribuição de cada uma das startups com críticas e sugestões. Segundo ele, a ênfase depois dos primeiros 60 dias de aceleração é nas conexões. “A conexão é a marca desse programa. A gente quer fazer conexões para gerar negócios e que essa experiência seja singular para todos, desenvolvendo negócios de sucesso”, afirmou.

Após a apresentação, o espaço foi aberto para os representantes das startups compartilharem resultados e perspectivas. A CEO da My Personal Stylist, Juliana Brasil Rocha, que oferece consultoria de imagem e estilo com compras on-line, pontuou os objetivos de crescimento orgânico e desenvolvimento de produtos com foco na monetização. “Durante esses dois meses, já tivemos crescimento e muita troca de experiências com empresas, foram boas as conexões. Dentro do programa conseguimos ter uma curva diferente de crescimento orgânico, mas precisamos de uma expansão ainda maior e é o que esperamos para esses próximos seis meses. Temos a meta de escalar e também algumas tecnologias para desenvolver etapas que façam nossa conversão em monetização”, explicou.

O serviço digital de câmbio turismo da Coinaction passou por ampliações significativas nos últimos meses de aceleração, como contou o sócio Lucas de Castro Santos. “Na história da CoinAction, esses dois últimos meses foram os que apresentaram maior crescimento. Nós pivotamos o modelo de negócios e a partir daí foi uma grande evolução para a empresa. Fizemos nossas primeiras vendas, colocamos nosso site no ar e queremos agora, com a segunda fase, expandir, continuar com as conexões e parcerias que já fizemos para nos lançar no exterior, que é parte do nosso negócio”, comemorou.

Comitê de founders - Para acompanhar mais de perto o resultado das empresas, cada uma delas participará de três reuniões com um comitê de founders, que são empreendedores relevantes no ecossistema. De acordo com Veras, o intuito é realizar direcionamentos estratégicos que serão acompanhados ao longo de cada uma dessas reuniões. “Nós queremos ter muito essa ‘pegada’ de como interagir com o ecossistema. As bancas do comitê de founders vão receber indicadores e farão observações após ouvir pitches de cinco minutos das startups e, dois meses depois, a mesma banca vai ver como foi a evolução”, anunciou.
Além disso, nesta nova etapa, as empresas serão divididas em grupos de acordo com o setor e a natureza da sua tecnologia. Dessa forma a interação entre elas é maximizada para estimular trocas de experiências e estratégias mais específicas.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/06/2017
3D Lopes planeja fechar parcerias com hospitais
Os processos de modelagem, impressão e adaptação de próteses personalizadas realizados dentro dos hospitais é o plano de negócios da startup...
07/06/2017
Startup cria solução que substitui cartilagem e tecido
Ideia é acelerar cultivo de células para produzir minitecidos e miniórgãos
07/06/2017
Imaginação pode virar realidade virtual
A paixão que leva fãs a acreditarem em novas possibilidades colocadas dentro de uma caixa. A Holobox parte da experiência que os colecionadores têm com seus personagens...
07/06/2017
InvestPlay, Figurini e Sales Creators de volta ao programa Fiemg Lab
Potencializar as vendas por meio do marketing de influência, ensinar as pessoas a investir melhor o dinheiro e prestar consultoria de moda e estilo por meio de uma plataforma on-line. As...
31/05/2017
eBidOne: compliance com custo competitivo
A complexidade do processo de concorrência para produtos em série nas indústrias e a quantidade diversa de equipes e empresas envolvidas, motivou os criadores da eBidOne...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.