22/07/2018
Login
Entrar




DC Turismo

26/05/2018

Estratégias para desenvolver o potencial do setor

Daniela Maciel
Email
A-   A+
O dia de trabalho no Encontro da Hotelaria e Gastronomia Mineira – edição Serra do Cipó –, ontem, promovido pela Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação – Minas Gerais (FBHA-MG), no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte (BH Airport), em Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), reuniu especialistas, hoteleiros, fornecedores e interessados em turismo em Minas Gerais. O encontro foi focado em negócios e estratégias que podem fazer com que o turismo nacional, especialmente o mineiro, desenvolva todo o seu potencial e se torne, efetivamente, um vetor de crescimento econômico e social.

O consultor de planejamento e gestão, Henrique Michel, levou para o palco a palestra “Alinhando estratégia e operação para gerenciar diferencial competitivo”. Para o profissional, ainda existe muita confusão no campo do planejamento estratégico. Ele se refere a um lugar, um estágio que a empresa quer alcançar. A manutenção de um resultado o apenas o seu crescimento orgânico é apenas parte da operação.

“As empresas ainda têm muita dificuldade em saber qual é a sua missão, que é, simplesmente, saber o que ela faz. A missão serve para dar alinhamento à operação. Isso parece simples, mas é uma grande dor de cabeça para muita gente. É a partir da missão que é possível construir o planejamento estratégico”, explicou Michel.

Após a missão estabelecida, é a visão o próximo foco. Ela é a meta e, por isso, muda sempre. Cumprir o objetivo exige esforço e dedicação. No Brasil esse é um feito ainda a ser alcançado. Dados trazidos pelo palestrante apontam que apenas 5% da força de trabalho entende a estratégia da empresa. Só 25% dos gestores oferecem aos colaboradores incentivos ligados à estratégia; apenas 40% das organizações ligam seus orçamentos à estratégia e meros 15% dos executivos investem mais de uma hora por mês discutindo a estratégia.

“Vivemos um cenário crítico. Em muitas empresas o planejamento é incoerente com os processos. Existe uma inabilidade crônica em monitoramento, testes e adaptação. Faltam dados estatísticos. O objetivo do planejamento não precisa ser, necessariamente, financeiro, pode ser um reposicionamento da empresa, por exemplo, mas os gaps precisam ser fechados matematicamente”, alerta o consultor.

A diretora-executiva da Ietur Treinamento Empresarial, Leila Serra de Menezes, apresentou a palestra “Hotelaria de luxo – oportunidades e tendências”. No passado, segundo a especialista, o luxo estava vinculado à decoração interna dos hotéis, baseada nos estilos clássicos e até suntuosos. Hoje o luxo é aquilo que é percebido e não no ostentado.

“Isso agora está mudando porque o cliente mudou. Os hotéis passaram a repensar a decoração para as gerações X e Y. É hora de entender que as novas gerações preferem decorações mais leves e despojadas, ainda que elegantes. É um cliente que observa os detalhes, da obra de arte à qualidade da roupa de cama”, destacou Leila Menezes.

Uma tendência são os hotéis de luxo dentro de um empreendimento convencional, tanto em hotéis como em navios. O cliente que consome o serviço de luxo não aceita improvisos. Por isso os hotéis se esmeram em detalhes como cardápios de travesseiros e sabonetes, unidades habitacionais especiais para alérgicos, lareiras, obras de arte e mini-bar silencioso, por exemplo, entre outros mimos.

“Esse é um cliente que desconhece crise e, portanto, não aceita menos que o excelente. Ele busca também por exclusividade desde que o produto valha o preço cobrado. A estada tem que ser memorável”, afirmou a diretora-executiva da Ietur.

CIRCUITOS

Fazem parte do Circuito Serra do Cipó: Conceição do Mato Dentro, Congonhas do Norte, Itambé do Mato Dentro, Jaboticatubas, Morro do Pilar, Nova União, Santa Maria de Itabira, Santana do Riacho.

E fazem parte do Circuito das Grutas: Baldim, Caetanópolis, Capim Branco, Cordisburgo, Funilândia, Inhaúma, Jequitibá, Lagoa Santa, Paraopeba, Pedro Leopoldo, Sete Lagoas, Vespasiano.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

21/07/2018
Cervejarias viram atração turística
Fabricantes abrem as portas para visitantes interessados na produção da bebida artesanal
18/07/2018
Hotelaria deve voltar a investir em 2018, aponta levantamento
Boa parte dos empreendimentos hoteleiros de todas as regiões deverá receber investimentos ainda neste ano. Essa disposição foi manifestada pelos empresários...
30/06/2018
Destinos históricos se preparam para os turistas
Cidades fora do Sul de Minas contam com programação especial no período para atrair visitantes
30/06/2018
Praça da Liberdade passa por reforma
Obras devem receber investimentos R$ 5,2 milhões e serão finalizadas em novembro
30/06/2018
Serro promove eventos nas férias de julho
O Serro, famoso nacionalmente pelo queijo que leva o nome da cidade, deve receber, só nos quatro dias da Festa de Nossa Senhora do Rosário, entre os dias 29 de junho e 2 de julho, 10...
› últimas notícias
Exportações de soja devem ser recorde no próximo ano
Renovação da concessão da EFVM pode ser resolvida na Justiça
Pessimismo aumenta na indústria mineira
Minas mantém sequência de superávit
Brasil fecha 661 vagas com carteira assinada
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


21 de julho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.