Publicidade
25/05/2018
Login
Entrar

Internacional

09/02/2018

Exportações têm expansão anual de 11,1%

Importações saltam também em janeiro - 36,9% - ante igual período de 2017, confirmando sólida demanda
AE/Reuters
Email
A-   A+
Pequim - As exportações e importações da China apresentaram crescimento de dois dígitos em janeiro, refletindo sólida demanda tanto externa quanto doméstica, embora tenham sido provavelmente influenciadas pelo feriado do ano-novo lunar.

No mês passado, as exportações chinesas medidas em dólares tiveram expansão anual de 11,1%, depois de subirem 10,9% em dezembro, segundo dados da Administração Geral de Alfândega do país. O resultado, que marcou o 11º mês consecutivo de aumentos, superou a expectativa de analistas, que previam acréscimo de 10,2% nas exportações.

As importações da China, por sua vez, saltaram em janeiro 36,9% ante igual mês do ano passado, após subirem em ritmo relativamente mais modesto de 4,5% em dezembro. A projeção do mercado era de ganho significativamente menor, de 9,2%.

Já o superávit comercial da China diminuiu para US$ 20,34 bilhões em janeiro, de US$ 54,69 bilhões em dezembro. O saldo positivo ficou bem abaixo da projeção da Trading Economics (+US$ 45 bilhões) e também da previsão do WSJ (+US$ 56,4 bilhões).

O período em que ocorre o feriado do ano-novo lunar, que caiu em janeiro no ano passado e será em fevereiro neste ano, normalmente distorce os dados da balança comercial do primeiro bimestre. Antes da divulgação do indicador, analistas previam que o avanço das exportações seria sustentado pelo maior número de dias úteis de janeiro de 2018 em comparação ao mesmo mês do ano passado.

Petróleo e gás - A China importou um volume recorde de petróleo e a segunda maior quantidade de gás natural da história em janeiro, mostraram dados divulgados ontem, em meio a um grande apetite das refinarias e a uma maior demanda no principal consumidor global de energia.

Refinarias independentes estão impulsionando as compras de petróleo após receberem cotas maiores de importação para 2018 e dada a expansão de um oleoduto russo.
A China elevou a importação de gás no mês passado para evitar um aperto no fornecimento à população, uma vez que a nação se prepara para as festividades do Ano Novo Lunar na próxima semana.

As importações de petróleo bruto pela China aumentaram 20% em relação a igual período do ano passado, para um recorde de 40,64 milhões de toneladas, ou 9,57 milhões de barris por dia (bpd), de acordo com dados da Administração Geral de Alfândegas divulgados ontem.

Recorde anterior - Esse volume se compara a um de 33,7 milhões de toneladas, ou cerca de 7,94 milhões de bpd em dezembro e supera o recorde anterior, registrado em março de 2017, de 9,17 milhões de bpd.

As importações de gás em janeiro, incluindo as importações de gasodutos e compras de gás natural liquefeito, totalizaram 7,7 milhões de toneladas, um terço acima do ano anterior e apenas aquém do recorde de 7,9 milhões de toneladas visto em dezembro.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

25/05/2018
Trump cancela cúpula histórica e faz alerta
Presidente norte-americano não descartou risco de guerra contra país liderado por Kim Jong-un
24/05/2018
Fed sinaliza alta dos juros em próxima reunião
Washington - A maioria dos membros do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos (EUA), avaliou que outro aumento dos juros seria justificado “em breve”, se a perspectiva...
24/05/2018
G-7 pressiona e pede novas eleições
Genebra - Os presidentes e primeiros-ministros das maiores economias do mundo estão pressionando a Venezuela e pedem que o presidente Nicolás Maduro convoque novas...
23/05/2018
Trump admite que cúpula pode não acontecer
Dúvida do presidente norte-americano ocorre por receio de que Kim não esteja comprometido com acordo
23/05/2018
Opep pode aumentar produção em junho
Khobar (Arábia Saudita)/Londres - A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) pode decidir aumentar a produção de petróleo em...
› últimas notícias
Minas arrecada R$ 380 milhões até abril
Editorial
Grupo Bernoulli terá unidade voltada para o público infantil
Caixa tem lucro de R$ 3,2 bi no 1º tri
A magistratura sob mira da bandidagem
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


25 de maio de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.