Publicidade
20/01/2018
Login
Entrar

Agronegócio

14/11/2017

Exportações brasileiras para a China já representam 37,5% do total embarcado pelo País

Reuters
Email
A-   A+
São Paulo - As exportações brasileiras de carne bovina para a China cresceram 16,5 % no acumulado do ano até outubro, para 449,18 mil toneladas, e já representam 37,5 % do total embarcado pelo País no período, informou ontem a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), com base em dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

Conforme a Abrafrigo, as importações chinesas de carne bovina brasileira significavam 25 % do total comercializado pelo Brasil em 2014 e apenas 4 % em 2005.

“Essas importações têm potencial de crescimento ainda maior porque o crescimento da demanda por carnes bovina, suína e de aves na China devido ao recente movimento de urbanização do país e a mudança nos hábitos alimentares é superior a 300 mil toneladas por ano”, citou a Abrafrigo.

O Brasil recebeu recentemente autorização para que 22 novas plantas frigoríficas possam exportar para a China, sendo que há ainda outras 36 em processo de habilitação, lembrou a associação. (Reuters)

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/01/2018
VBP da agropecuária cai 9,59% em MG
Resultado de 2017 é atribuído à menor produção de café e à queda nos preços de commodities
20/01/2018
Anvisa define novas regras para rastreabilidade
Brasília - A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta semana a Instrução Normativa Conjunta (INC), elaborada...
20/01/2018
Na pecuária mineira, alta foi de 0,82%
Em 2017, o Valor Bruto da Produção (VBP) da pecuária de Minas Gerais alcançou R$ 20,15 bilhões, variação positiva de 0,82% frente a 2016. No setor,...
20/01/2018
No Brasil, receita cresceu 1,3%
O ano de 2017 se encerra com um Valor Bruto da Produção (VBP) de R$ 540,3 bilhões, 1,3% em valores reais acima do obtido em 2016, que foi de R$ 533,1 bilhões. É o...
19/01/2018
Produção de café em Minas deve crescer até 25,3%
Projeção para 2018 é atribuída à bienalidade positiva e ao ingresso de áreas renovadas, com mais tecnologia
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.