Publicidade
26 de May de 2017
Login
Entrar

Agronegócio

16/05/2017

Exposição reabre o Parque da Gameleira

Após reforma, espaço sediará a 57ª edição da Exposição Estadual Agropecuária, que contará com 1.200 animais
Michelle Valverde
Email
A-   A+
Organizadores estimam um público de aproximadamente 50 mil pessoas no evento na Gameleira/IMA /Divulgação
Minas Gerais sedia de 1º a 4 de junho a 57ª Exposição Estadual Agropecuária, no Parque de Exposições da Gameleira, em Belo Horizonte. Considerado uma das principais vitrines da pecuária mineira, o evento reunirá mais de 1.200 animais entre equídeos, bovinos, caprinos e bubalinos nos julgamentos de raças e leilões. O evento será o primeiro a ser realizado no Parque da Gameleira, após a reforma do espaço, onde estão sendo investidos cerca de R$ 4,6 milhões.

A exposição, que tem entrada gratuita, é organizada pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg), Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e as vinculadas: Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado de Minas Gerais (Epamig) e Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Estado de Minas Gerais (Emater-MG).

De acordo com o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Pedro Claudio Coutinho Leitão, as expectativas em relação ao evento são positivas. “A Exposição Agropecuária é um evento importante para mostrar o potencial da pecuária mineira. O setor está otimista e mais de 10 associações de criadores de bovinos, cavalos, jumentos, caprinos, suínos, entre outros já confirmaram a presença”, explicou.

A expectativa é receber cerca de 1.200 animais para a exposição e leilões das principais raças. Na edição anterior, os leilões movimentaram cerca de R$ 900 mil. O valor a ser movimentado em 2017 ainda não foi estimado.

Ao longo do evento, cerca de 50 mil pessoas deverão visitar o Parque da Gameleira, incluindo pecuaristas, produtores rurais, profissionais do agronegócio, estudantes de áreas afins ao setor e público em geral.

“A Exposição é um evento muito importante para o setor produtivo. É a oportunidade das pessoas do campo mostrarem a produção e os avanços, especialmente na questão genética da pecuária, que tem se desenvolvido tanto. É um momento importante que a Faemg sempre participa estimulando os criadores e apoiando estes movimentos”, disse o presidente da Faemg, Roberto Simões.

Peixes e flores - Assim como na edição anterior, o evento contará com a Exposição de Peixes Ornamentais, o Concurso Nacional de Guppys e Bettas de linhagem e mostra de peças de vestuário e acessórios confeccionados com couro de tilápia.

Também será realizada a Exposição de Flores e Folhagens e os visitantes poderão participar de cursos voltados para a área que abordarão temas como os cuidados básicos com as orquídeas, arranjos e plantio em vasos.

A programação conta ainda com eventos técnicos e palestras coordenadas pela Seapa e vinculadas. Serão realizados cursos abordando o tema “Novas Tecnologias”, cujas inscrições poderão ser feitas durante a visita aos estandes.

Obras receberam aporte de R$ 4,6 milhões

A 57ª Exposição Estadual Agropecuária será o primeiro evento após o processo de reforma do Parque da Gameleira, onde serão investidos cerca de R$ 4,6 milhões. Com a conclusão das obras prevista para 31 de maio, o parque voltará a ser um palco de importantes eventos do agronegócio de Minas Gerais.

De acordo com o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg), Roberto Simões, a expectativa é atrair novos eventos para o espaço.
“A reforma do Parque da Gameleira é uma demanda antiga e muito importante para o setor agropecuário. Com instalações novas e os pavilhões revitalizados esperamos desencadear uma série de bons eventos para o setor, utilizando o espaço adequadamente e de forma contínua”, disse.

A reforma abrangeu os currais, onde foram utilizadas as mais novas técnicas e priorizando o bem-estar animal. Os pavilhões foram ampliados e terão a capacidade de abrigar 800 animais.

“O parque tem importância histórica por ser um espaço que dá visibilidade aos produtores mineiros. É um novo início para o espaço e nosso objetivo, junto com parceiro, é buscar vários eventos agropecuários ao longo do ano para fortalecer o setor. Estamos muito animados, o agronegócio está em um momento muito especial, mantendo o crescimento, gerando emprego e renda”, explicou o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Pedro Claudio Coutinho Leitão.

Além das exposições tradicionais de animais, o espaço poderá também será utilizado para divulgar outros segmentos como a piscicultura, a apicultura, entre outros.
“Queremos que o espaço seja utilizado pelo setor para fortalecer o setor. Várias parceiras estão sendo firmadas para inaugurar do espaço revitalizado e para que o Parque da Gameleira seja um local de fortalecimento do setor”, disse Leitão.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

26/05/2017
Juros do Plano Safra serão menores
Redução deve ser de 1 ponto percentual e recursos são estimados em R$ 202,8 bi
26/05/2017
Aumento na oferta resulta na redução dos preços das frutas no País em abril, aponta Conab
O aumento na oferta das principais frutas comercializadas nas centrais de abastecimento (Ceasas) mais representativas do País incentivou a queda de preços registrada nos mercados...
26/05/2017
Reconquistar a confiança na carne brasileira é desafio
O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, que retornou esta semana do Oriente Médio destacou que os empecilhos impostos por diversos países após...
26/05/2017
Ministro apoia a adoção do drawback
A importação de café por parte das indústrias, pelo sistema drawback, é apoiada pelo Mapa. O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo...
25/05/2017
Genética bovina brasileira entrará em novos mercados
Argentina e Ruanda autorizaram a exportação de material
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.