Publicidade
20/01/2018
Login
Entrar

Economia

14/12/2017

Fábrica Seu Ninico chega ao mercado internacional

Empresa exportará para Emirados Árabes, EUA, Canadá e Portugal
Mara Bianchetti
Email
A-   A+
Abertura de mercado foi resultado de capacitação na Fiemg/
Fundada em 2011, a fábrica de pão de queijo Seu Ninico Indústria e Comércio de Alimentos Ltda, sediada em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), acaba de chegar ao mercado internacional. O primeiro embarque da iguaria mineira ocorreu para os Emirados Árabes e em breve deverá chegar também aos Estados Unidos, Canadá e Portugal.

As informações são do diretor de Planejamento e Novos Negócios da empresa, Felipe Dolabela Correa. Segundo ele, a entrada da marca no mercado externo ocorreu depois de dois anos de trabalhos de pesquisa e prospecção de clientes em diversos continentes.
Com o auxílio do Centro Internacional de Negócios (CIN-MG) da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), o processo incluiu a participação em capacitações, eventos e feiras, necessários ao processo de internacionalização.

“Com pouco mais de três anos de atuação demos início às conversas para ingressar no mercado externo. As negociações avançaram e há cerca de um ano estamos enviando remessas de amostra, até que, finalmente, chegamos a um acordo com um distribuidor nos Emirados Árabes para vendermos nossos pães de queijo em restaurantes e padarias que comercializam produtos brasileiros e hotéis. Paralelamente, seguimos negociando com outros destinos”, comentou.

Ainda conforme o diretor, a empresa teve o apoio do CIN em todas as etapas, começando pela inserção da cultura exportadora na empresa, passando pelo desenvolvimento de produto e adequação de processos até a viabilização comercial, Certificação de Origem e logística para a exportação.

“Começamos com o envio de um pallet em transporte aéreo, que vai funcionar como um teste de aceitação do mercado, e esperamos já no ano que vem embarcar maiores quantidades e de forma constante em contêineres e por meio do frete marítimo”, revelou.

As expectativas confirmam os planos da Seu Ninico para o ano que vem. De acordo com Correa, a meta é não somente firmar as vendas no mercado internacional e chegar a novos países, como continuar crescendo também dentro do Brasil, elevando ainda mais os resultados, que se mantiveram positivos, mesmo em meio à crise econômica.

Atualmente, a empresa comercializa para toda Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Paraíba. Minas é o principal mercado nacional, seguido por São Paulo e Rio. Inclusive, a marca abriu sua primeira filial, neste ano, na capital paulista.

Balanço - “Por este e outros motivos, 2017 foi muito satisfatório para nós. Iremos encerrar o exercício com desempenho favorável e superior ao inicialmente esperado. No ano passado, embora tenhamos registrado crescimento, os números ficaram aquém do planejado pela empresa”, explicou sem, no entanto, revelar os números.

Já em relação aos segmentos de atuação, os pães de queijo da marca são vendidos no setor de food service e varejo, sendo que o primeiro grupo responde por cerca de 70% do faturamento, mas o segundo tem aumentado sua participação a cada ano. “A Seu Ninico nasceu com a missão de levar ao mundo o verdadeiro pão de queijo. Trata-se de um produto de aceitação global e com bastante potencial para crescer”, finalizou.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/01/2018
Empresário mineiro segue mais confiante
Em janeiro, o Icei-MG chegou a 50,7 pontos, o melhor resultado para o mês nos últimos sete anos
20/01/2018
Montadoras reivindicam créditos tributários
Brasília - Com o fim do Inovar Auto em dezembro e sem definição do novo programa automotivo, chamado de Rota 2030, as empresas de automóveis tentam que os...
20/01/2018
Índice de investimentos de empresas caiu 0,7% em novembro ante outubro
Brasília - O indicador de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), divulgado na sexta-feira, 19, pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), sofreu uma queda de...
20/01/2018
Faturamento recua no interior de Minas
Quatro regionais apresentaram queda na receita em novembro, conforme levantamento da Fiemg
20/01/2018
Exportações mineiras devem continuar em alta em 2018
Especialistas estimam aumento de 7%
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.