16/08/2018
Login
Entrar

Negócios

26/04/2018

Facebook apura lucro líquido de US$ 4,98 bilhões

Email
A-   A+
Número de usuários ativos mensais da rede social atingiu 2,20 bilhões no mês passado/Dado Ruvic/Reuters
São Paulo - O Facebook apresentou lucro líquido de US$ 4,988 bilhões no primeiro trimestre deste ano, o equivalente a US$ 1,69 por ação, representando um avanço de 63% em relação ao mesmo período do ano passado, quando o ganho foi de US$ 3,064 bilhões, ou US$ 1,04 por ação. O resultado veio acima do esperado por analistas consultados pela FactSet, que previam lucro de US$ 1,35 por ação.

A receita da companhia no período entre outubro e dezembro foi de US$ 11,966 bilhões, um avanço de 49% em relação à receita de US$ 8,032 bilhões registrada no mesmo período de 2017. Analistas consultados pela FactSet esperavam que a receita mostrasse avanço menor, para US$ 11,42 bilhões. A receita de publicidade para aparelhos móveis representou 91% da receita de publicidade no primeiro trimestre, em comparação com aproximadamente 85% da receita de publicidade entre janeiro e março de 2017.

Para o presidente-executivo da companhia, Mark Zuckerberg, 2017 “foi um ano forte para o Facebook, mas também difícil”. Nesse sentido, ele afirmou que, em 2018, “estamos focados em garantir que o Facebook não seja apenas divertido de usar, mas também bom para o bem-estar das pessoas e para a sociedade». Zuckerberg disse, ainda, que a empresa está “incentivando conexões significativas entre pessoas em vez de consumo passivo de conteúdo”.

Leia também:
Resultado do Twitter supera as expectativas


De acordo com o Facebook, o número de usuários ativos diários foi de 1,45 bilhão no fim de março, um avanço de 13% na comparação anual, em linha com o resultado esperado por analistas consultados pela FactSet. Já o número de usuários ativos mensais foi de 2,20 bilhões no fim do mês passado, marcando uma alta de 13% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

No after hours em Nova York, a ação do Facebook se firmou em alta e ganhou impulso com os resultados da companhia. Às 17h26 (de Brasília), o papel do Facebook saltava 4,60%, a US$ 167,03. No ano, ações de tecnologia têm se mostrado mais vulneráveis do que companhias de outros setores, em um movimento que ganhou impulso após a companhia de Zuckerberg divulgar, no mês passado, que a empresa de análise de dados Cambridge Analytica utilizou, de forma incorreta, informações de até 87 milhões de usuários do Facebook.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

15/08/2018
Camicado investe R$ 3 milhões em BH
Rede abriu sua oitava loja própria em Minas Gerais no Shopping Del Rey, na região Noroeste da Capital
15/08/2018
Casa do Construtor estima um faturamento 15% maior neste ano
Especializada na locação de máquinas e equipamentos de pequeno porte para a construção civil, a paulista Casa do Construtor confia na retomada da economia e, com...
15/08/2018
Rede Pay investe R$ 100 mi em franquia de meios de pagamento
Rede pretende ter 50 unidades em MG
15/08/2018
Como evitar a polarização de ideias no ambiente corporativo
O termo polarização já está no mainstream, ou seja, no cotidiano dos brasileiros. É mais comum ainda ouvir essa palavra em referência à atual corrida...
15/08/2018
Via\W passa a atender pequenas empresas
Consultoria busca parceiros comerciais em Minas Gerais
› últimas notícias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


15 de agosto de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.