Publicidade
22/05/2018
Login
Entrar

Internacional

01/02/2018

Fed mantém juros, mas prevê inflação alta

Reuters
Email
A-   A+
Washington - O Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, deixou as taxas de juros inalteradas ontem, mas afirmou prever que a inflação aumentará neste ano, em um sinal de que mantém o curso para elevar os juros em março sob o comando do novo chair Jerome Powell.

Citando ganhos sólidos em empregos, consumo das famílias e investimentos de capital, o Fed divulgou esperar que a economia se expanda a um ritmo moderado e o mercado de trabalho permaneça forte em 2018.

“A inflação em uma base de 12 meses deverá subir neste ano e estabilizar” em torno da meta do Fed de 2% no médio prazo, informou o banco em um comunicado depois de reunião, a última da chair Janet Yellen.

O Fed divulgou que seu comitê de definição da taxa de juros escolheu por unanimidade Powell para suceder Yellen, a partir de 3 de fevereiro. Powell, vice-chair do Fed que trabalhou em estreita colaboração com Yellen nos últimos anos, foi nomeado pelo presidente Donald Trump e confirmado pelo Senado dos EUA.

Powell não deverá mudar drasticamente as políticas adotadas por Yellen, que liderou o afastamento das taxas de juros próximas a zero adotadas para devolver saúde à economia e estimular o crescimento do emprego após a recessão de 2007 a 2009.

Altas graduais - Na sua declaração ontem, o Fed repetiu esperar que altas “graduais adicionais” nos juros serão possíveis.

Os membros-votantes do Fed se sentiram encorajados nos últimos meses com a economia dos EUA acelerando e a taxa de desemprego caindo para 4,1%, o menor índice em 17 anos.

Os investidores, que quase descartaram um aumento de juros nesta semana, estão apostando fortemente em um aumento da taxa em março, seguida de mais duas altas até o fim de dezembro.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

22/05/2018
Grupo de Lima não reconhece vitória de Maduro em eleições
Brasília - Brasil e mais 13 países latino-americanos integrantes do chamado Grupo de Lima emitiram ontem uma declaração na qual afirmam não reconhecer o...
19/05/2018
OMS alerta Brasil sobre surtos de doenças
Diretor-geral de entidade diz que País corre grande risco com alto fluxo de pessoas que circulam nas fronteiras
19/05/2018
Programa de resgate vai focar em redução da dívida pública da Argentina
Washington - A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, afirmou, na sexta-feira (18), que o objetivo do programa de resgate à Argentina...
18/05/2018
Tensões começam a afetar comércio
Segundo entidade internacional, protecionismo pode prejudicar avanço do setor no mundo
18/05/2018
Detalhes de apoio do FMI já estão em discussão
Washington - O Fundo Monetário Internacional (FMI) espera fornecer à Argentina um programa de apoio de alto acesso, mas detalhes precisos sobre o que ele irá abranger ainda...
› últimas notícias
Preços inviabilizam transporte de cargas
Confiança do empresário avança 1,2 ponto
PIB tem aumento de 0,3% no 1º trimestre
Minas recorrerá à expertise chinesa para aproveitar rejeitos
Balança brasileira registra superávit de US$ 1,924 bi na terceira semana de maio
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


23 de maio de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.