Publicidade
20/01/2018
Login
Entrar

DC Inovação

10/11/2017

Fiemg Lab divulgou as 15 startups selecionadas para a terceira fase

Thaíne Belissa
Email
A-   A+
O programa de aceleração de startups e spin-offs corporativas, Fiemg Lab Novos Negócios, da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), finalizou, nesta semana, mais uma fase do seu processo de aceleração e anunciou as 15 startups selecionadas para a terceira fase. Com soluções diversas e inovadoras para a indústria, as empresas seguirão no processo por mais quatro meses e receberão, ao todo, R$ 1,45 milhão de investimento do BMG UpTech.

Lançado há oito meses, o Fiemg Lab Novos Negócios recebeu empreendedores de 100 startups, que passaram por diversas mentorias e atividades de conexão com o mercado. Uma primeira seleção realizada, em maio deste ano, destacou 35 empresas, que permaneceram para a segunda fase do projeto. A terceira seleção aconteceu esta semana, quando 15 startups foram escolhidas para permanecer no programa e receber o investimento do BMG UpTech, que pode ser de R$ 30 mil (com cessão de 5% de participação da empresa) ou de R$ 50 mil (com cessão de 12% de participação da empresa).

De acordo com o gestor do Fiemg Lab, Fábio Veras, os critérios para a escolha foram baseados em um conjunto de indicadores que têm a ver com a performance das startups durante o programa. “Foram analisadas métricas como a capacidade de crescimento, o potencial do mercado e o aumento de vendas das empresas nos últimos meses”, explica. Segundo o gestor, a terceira fase do projeto vai focar, principalmente, na conexão dessas empresas com o mercado.

Ele também comemora os resultados do programa até o momento. Nesses oito meses, foram realizados cerca de 2 mil esforços de conexão entre startups e grandes empresas, dos quais 63% resultaram em conversas de sucesso. Além disso, até o momento, cinco, das 35 startups da segunda fase, têm investidores-anjo e outras três participam de programas de investimentos. O gestor lembra, ainda, que o coworking e as palestras realizadas no Fiemg Lab Novos Negócios continuam à disposição das demais startups que passaram pelo programa.

Entre as 15 startups selecionadas para a terceira fase do Fiemg Lab Novos Negócios estão empresas com soluções nas áreas de saúde, finanças, gestão, educação, logística, agronegócio, marketing e segurança alimentar. Juntas, as startups têm um valuation de R$ 32,5 milhões.

Case - A AS31 é uma das empresas selecionadas. Ela desenvolve um selo inteligente que monitora o frescor de carnes e informa se elas estão apropriadas para o consumo. A CEO, Marcella Rocha Franco, afirma que a seleção para a próxima fase do programa e a possibilidade de receber investimento foi uma grande oportunidade para a empresa investir na validação do produto.

“Escolhemos receber R$ 30 mil, valor que será suficiente para investir na validação em escala do nosso produto. Esse investimento será muito importante porque se não fosse assim teríamos que ficar muito dependentes das indústrias e, agora, podemos fazer isso de forma mais independente”, comemora. Ela destaca a importância dos oito meses de aceleração vividos no programa até então. “Somos uma spinoff da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop) e todo o processo de construção de um produto que sai da universidade como pesquisa e chega ao mercado como produto só foi possível graças a essa parceria com o Fiemg Lab”, revela.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

06/12/2017
Marco legal terá texto até 5 de março
Ontem, durante audiência pública na CMBH, também foi sugerida a criação de uma comissão especial
06/12/2017
Walory fecha parceria com Drogaria Araujo
Apesar do orçamento apertado e do rígido controle de gastos, as famílias brasileiras não abriram mão do consumo de itens de higiene e beleza. Os percalços...
06/12/2017
Algar lança tecnologia Ultra 4G em Uberlândia
São Paulo - A Algar Telecom, empresa de telecomunicações do grupo Algar, lançou a tecnologia LTE-advanced (Ultra 4G) para seus clientes de Uberlândia, no...
06/12/2017
Gêmeos "do Facebook" se tornam bilionários
São Paulo - Os gêmeos Winklevoss, que processaram Mark Zuckerberg argumentando que a ideia do Facebook era deles, hoje têm mais de um bilhão em bitcoins. Da...
25/11/2017
Oportunidades e cases de sucesso são apresentados
Como a relação belgo-luxemburguesa com o Brasil é bicentenária, muitos são os exemplos e as expertises a serem compartilhadas neste momento de alavancagem dos...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.