17/08/2018
Login
Entrar

Negócios

10/02/2018

Folia na Capital esgota estoque de grades da BH Fechamento

Empresa planeja aumentar a produção para 2019
Thaíne Belissa
Email
A-   A+
Quem passa pelas ruas de BH observa grandes fileiras de grades para proteger o patrimônio/Alisson J. Silva
Quem passa pela Praça da Liberdade, na região Centro-Sul, esplanada do Mineirão, na Pampulha, ou mesmo na região central de Belo Horizonte observa, desde o início da última semana, grandes fileiras de grades para proteger o patrimônio da cidade dos foliões no período de Carnaval. Do total de gradil espalhado pela Capital, 80% foram fornecidos pela BH Fechamentos, com sede no Barreiro. A empresa, que fechou 2017 com 15% de crescimento no faturamento, atende grandes clientes como a própria Belotur, mas também Gerdau, Vale e Fiat. Para 2018, a expectativa é ampliar o estoque com aumento de 30% de grades baixas e de 20% de tapumes.

Com 13 anos de operação, a empresa tem fábrica própria, no Distrito Industrial do Jatobá, no Barreiro. De acordo com a sócia-diretora, Elenilda Claudino Aguiar Barbosa, a BH Fechamentos trabalha, hoje, com um estoque de 10 mil grades pequenas, 1.800 grades altas, 500 barricadas (instaladas na frente dos palcos) e 5 mil metros de tapumes, além de 120 catracas e 80 caixas bilheterias. Segundo a empresária, a quantidade de produtos foi suficiente para atender a demanda de 2017, mas ela destaca que, em 2018, será necessário aumentar o estoque.

“No Carnaval, a demanda aumenta cerca de 80% em relação ao resto do ano. Com certeza é a melhor época para a BH Fechamentos. Este ano, meu estoque esgotou: não tenho mais nada no galpão”, comemora. Ela afirma que a empresa ficou com 80% do fornecimento de gradil para o Carnaval em Belo Horizonte e só não pegou uma fatia maior da demanda porque não tinha material. De acordo com a produtora oficial do Carnaval da Capital, Do Brasil Projetos e Eventos S/A, além da BH Fechamentos, outras cinco empresas forneceram grades para a folia na cidade.

Leia também:
HB Locações faturou 20% a mais somente nesse feriado


Reforço - A sócia da BH Fechamentos afirma que, para atender a crescente demanda, a empresa vai produzir mais 3 mil grades pequenas e mil metros de tapumes este ano. Isso significa um crescimento de 30% em grades e 20% em tapumes em relação ao atual estoque. Ela acredita que o aumento da produção ajudará a empresa a manter, em 2018, o crescimento de 15% em relação a 2017. “Nós entendemos a empresa que pretende se manter tem que crescer todos os anos. Em 2017, crescemos 15% em relação a 2016 e este ano queremos repetir esse crescimento”, afirma.

Elenilda Barbosa afirma que a concorrência no setor é alta, mas ela acredita que o tempo de operação, a experiência da empresa e a grandeza dos clientes já atendidos por devem ajudar o negócio a se destacar. Entre os clientes fixos da BH Fechamentos está o Mineirão, que foi conquistado na época em que o estádio ainda estava sendo construído. “Começamos fechando a obra e fomos desenvolvendo uma parceira, na medida em que mostramos a qualidade do nosso trabalho. Hoje, fazemos todos os eventos do estádio”, diz.

Outro cliente fixo é a Gerdau, que demanda a grade baixa no período de manutenção das máquinas da empresa. “Cercamos um caminho para a segurança dos funcionários terceirizados, que fazem a manutenção das máquinas”, explica. A empresa também atende eventos particulares e shows, tanto de Belo Horizonte, quanto do interior do Estado. De acordo com a empresária, o segmento tem demanda sazonal: além do Carnaval, o período das festas juninas e do fim do ano também são positivos para o negócio.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

17/08/2018
Alto número de animais aquece o setor em Minas
Estado concentra 10 mil empresas
17/08/2018
Lojas inovam na prestação de serviços
Há uma série de estratégias para se driblar a concorrência e sair na frente, segundo a analista do Sebrae, Simone Lopes. Não se trata de uma...
15/08/2018
Camicado investe R$ 3 milhões em BH
Rede abriu sua oitava loja própria em Minas Gerais no Shopping Del Rey, na região Noroeste da Capital
15/08/2018
Casa do Construtor estima um faturamento 15% maior neste ano
Especializada na locação de máquinas e equipamentos de pequeno porte para a construção civil, a paulista Casa do Construtor confia na retomada da economia e,...
15/08/2018
Rede Pay investe R$ 100 mi em franquia de meios de pagamento
Rede pretende ter 50 unidades em MG
› últimas notícias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


17 de agosto de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.