Publicidade
23/09/2017
Login
Entrar

Negócios

21/03/2017

ForGreen planeja investimento de R$ 10 milhões

Expectativa é crescer 150%
Da Redação
Email
A-   A+
ForGreen possui linha de financiamento própria, que viabiliza a instalação de usinas fotovoltaicas para o consumidor final/Divulgação
A geração própria de energia é a alternativa do futuro para evitar um colapso no sistema energético brasileiro. Não por acaso, as empresas do segmento têm apresentado crescimento exponencial. É o caso da ForGreen, fundada em 2013 em Minas Gerais, que atua na geração de energia renovável, sobretudo a energia solar fotovoltaica, fonte que cresce em utilização no Brasil. A empresa planeja investimentos de R$ 10 milhões em 2017. A expectativa é de que o crescimento alcance a marca de 150%.

A empresa - que instala usinas fotovoltaicas em empreendimentos de diversos portes, desde residências até grandes indústrias e redes varejistas - realiza todo o projeto, no formato turn-key, ou seja, em que o cliente tenha que se preocupar com detalhes nesse processo. As etapas são planejamento, de acordo com o perfil do consumidor; instalação de placas de geração de energia, respeitando as regras das concessionárias; e ainda garante a manutenção pelos próximos 10 anos. O tempo médio de vida útil de uma usina fotovoltaica é de 25 anos, com base na experiência comercial da Alemanha, país que possui larga tradição em geração particular de energia.

“Para este ano, o projeto é consolidar a ForGreen no segmento de energia solar. Mas já estamos visando as demais possibilidades de geração energética renovável, como fontes eólicas, biomassa e usinas térmicas de lixo. Nossa expectativa de crescimento está alinhada com a necessidade do mercado. O Brasil só não entrou em colapso energético porque o País não estava crescendo. Por isso, é necessário que o consumidor final também produza a própria energia”, avalia o diretor comercial da ForGreen Energia Renovável, Antônio Terra.

Economia sustentável - O grande diferencial da ForGreen é que a empresa possui uma linha de financiamento própria, com taxas abaixo do mercado. “O cliente paga para a ForGreen mensalmente o que costumava pagar na conta de energia, que será zerada com a instalação da usina fotovoltaica. Muito antes dos 25 anos de vida útil do sistema, o financiamento será quitado e ele vai continuar consumindo a energia que produz, sem custos adicionais”, explica Terra.

Funciona assim: a instalação de um sistema de geração particular de energia possibilita que o consumidor compartilhe o que produz com as grandes concessionárias, por meio do Sistema de Compensação de Energia. Dessa forma, a unidade geradora instalada em uma casa ou empresa, por exemplo, produz para o consumo e o que não for utilizado é repassado ao sistema da distribuidora. Isso se transforma em crédito, que será abatido das próximas contas do produtor. Todo esse processo é regulamentado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

“As grandes concessionárias estão incentivando a geração particular de energia em função do baixo custo, pois não é preciso investir, por exemplo, na construção de usinas e linhas de transmissão. Para o consumidor, a vantagem é que o financiamento da ForGreen apresenta taxas que devem se manter abaixo, inclusive, do aumento anual no preço da energia, que deve ser de 7% pelos próximos oito anos, sem considerar os acréscimos regulados pela inflação”, destaca Terra.

Expansão - Esse contexto faz com que a empresa faça planos ambiciosos para este ano. A expectativa é expandir e consolidar as atividades da ForGreen para além de Minas Gerais, em estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Goiás, além do Distrito Federal.

A ForGreen também planeja intensificar a atuação no Mercado Livre de Energia. A empresa faz a ponte entre o consumidor e as empresas geradoras. Para comprar do Ambiente de Contratação Livre - que dá liberdade para as partes negociarem as condições comerciais - é preciso ter demanda mínima de 500Kw. A ForGreen atua na consultoria para a definição de aspectos como precificação, prazos e volumes contratados.

Para alcançar os objetivos, a empresa aposta no relacionamento personalizado com o cliente, no financiamento próprio - que viabiliza o serviço para o consumidor final -, no preço acessível e qualidade dos equipamentos, além de uma equipe de vendas preparada em todo o país. “Nosso plano é oferecer ao mercado soluções completas em energia renovável e disseminar a ideia de um cenário mais consciente para o futuro energético brasileiro”, declara Terra.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

23/09/2017
Unifei entre as mil melhores universidades do mundo
UFMG também foi listada
23/09/2017
Labfar desenvolve teste antes feito em SP ou nos EUA
Após desenvolver tecnologia própria, a mineira Labfar foi credenciada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) para realizar o conhecido “Teste do...
22/09/2017
Via Varejo expande formato Mobile para todas as lojas Casas Bahia e Pontofrio
Crescimento nas vendas em telefonia levam empresa a expandir modelo para mais 539 filiais até o final de setembro
22/09/2017
Adoção do Watson cresce no Brasil
Plataforma pode ser aplicada em várias áreas, ajudando a resolver grandes desafios
22/09/2017
Cerveja Uai Sô Serious da Verace é premiada
Um bate-papo entre amigos que produziam cerveja artesanal para consumo próprio fez surgir, após a estruturação de um projeto de mercado, cursos e estudos, a Cervejaria...
› últimas notícias
Minas Gerais terá planta de grafeno até 2020
Planta da Mercedes em Juiz de Fora opera com estabilidade
Empresariado está mais otimista e Icei atinge o maior nível desde março de 2013, aponta CNI
Carrefour Brasil troca de presidente e anuncia a emissão de R$ 2 bi em notas
Unifei entre as mil melhores universidades do mundo
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Usiminas reajustará preços em 10,2%
Setor de mineração deve mudar o foco dos investimentos
Fiemg apresenta plano para o Alto Paranaíba
BR Food cogita reduzir produção em fábricas de Uberlândia
Crise econômica impacta o financiamento estudantil
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


23 de September de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.