Publicidade
20/11/2017
Login
Entrar

Prêmio José Costa

09/11/2017

Futuro depende das empresas que cuidam de seu legado

Sustentabilidade deve permear os negócios
Mara Bianchetti
Email
A-   A+
José Costa é nosso grande exemplo de empreendedor, disse Olavo Machado Junior/Fernanda Mendes/ Michelle Mulls/ Sílvia Junqueira
Celebrando o 85º aniversário do DIÁRIO DO COMÉRCIO, a entrega do Prêmio José Costa e o lançamento do Movimento Minas 2032 aconteceram na manhã de ontem. O evento foi realizado no auditório da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e contou com a participação de importantes lideranças empresariais mineiras, representantes de entidades de classes, políticos e demais agentes da sociedade. Nesta edição, a premiação contemplou empresas e instituições, levando em conta a inovação, replicabilidade e integridade de iniciativas públicas e privadas.

O presidente do jornal, Luiz Carlos Motta Costa, abriu a solenidade recordando os objetivos do jornalista e fundador do então Informador Comercial, José Costa, de fazer do jornal uma ferramenta de trabalho, instrumento de prospecção de negócios, de identificação de oportunidades e compreensão de cenários.

“Tudo isso está impregnado pelos ensinamentos do José Costa e remete ao significado do jornalismo em seu estado puro. Por isso, estamos sempre tentando encontrar um caminho para as questões que se fazem mais urgentes. Daí a importância de um projeto como o Movimento Minas 2032”, destacou.

Para Costa, a contribuição do jornal para com o desenvolvimento do Estado está no restabelecimento do equilíbrio econômico, provocando um ambiente mais favorável aos negócios e à longevidade das empresas. “Desejamos apontar e apresentar dificuldades e oportunidades, atuando sempre como uma ferramenta de trabalho e de compreensão de cenários, pois os valores e compromissos que reafirmamos depois de 85 anos de atuação são a tradução do que desejamos para o presente e o futuro de Minas Gerais”, garantiu.

O presidente da Fundação Dom Cabral (FDC), Antonio Batista, parabenizou o DIÁRIO DO COMÉRCIO pelos 85 anos e enfatizou que são poucas as empresas brasileiras que chegam à marca. Lembrou, ainda, que tanto o País quanto o mundo vivem hoje paradoxos que dificultam a sobrevivência de qualquer negócio.

“Ao mesmo tempo em que o Brasil conseguiu se colocar entre as 10 maiores economias do mundo, carregava consigo uma desigualdade impossível de se conviver. Assunto necessário de ser tratado e que talvez tenha na educação o melhor caminho”, sugeriu.

Neste sentido, o presidente da FDC lembrou que a liderança corporativa tem papel fundamental em projetos de construção de desenvolvimento sustentável de qualquer país. “O futuro depende daquelas empresas que cuidam do seu legado, que deixam de pensar somente no lado econômico e passam a atuar como agentes de promoção do bem-estar social. Trata-se de uma mudança de paradigma”, completou.

Já o presidente da Fiemg, Olavo Machado Junior, enalteceu a figura do fundador do DIÁRIO DO COMÉRCIO. “José Costa é nosso grande exemplo de empreendedor. “Não era membro de nenhuma entidade de classe, mas frequentava todas e unia os empresários”, disse.

O dirigente da Federação das Indústrias ressaltou que o jornalista viu na fundação do Informador Comercial a oportunidade para transformar a economia do Estado. “Hoje temos o DIÁRIO DO COMÉRCIO, exemplo de jornalismo sério e empresa bem estruturada”, definiu.

Leia também:
Promover o desenvolvimento é essencial


A presidente do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi), Cristiane Serpa, não somente parabenizou o veículo pela liderança e trajetória junto ao Estado, mas também ressaltou os passos futuros a partir da iniciativa do Movimento 2032.

“O projeto mostra o caminho do desenvolvimento sustentável. Assim como o governo vem trabalhando em busca de uma atuação pulverizada em todos os territórios e regiões, o DIÁRIO DO COMÉRCIO começa agora sua agenda propositiva no campo das transformações”, apostou.

O vice-prefeito de Belo Horizonte, Paulo Lamac, destacou a célebre frase de José Costa: “Só o futuro me interessa”. E completou: “De fato isso é o que tem que nos interessar. Na cidade, no Estado e no País”, defendeu. E vice-presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Dalmo Ribeiro (PSDB), por sua vez, homenageou o presidente do DIÁRIO DO COMÉRCIO em nome da Casa pelos 85 anos do veículo.

“O DIÁRIO DO COMÉRCIO tem nossa saudação e nosso respeito. Por tudo que ajudou e ajuda Minas Gerais a construir. E, a partir de agora, terá uma visão ainda mais ampliada, pois é o momento de pensar e construir um cenário conjunto de propostas. E o jornal nos dá a oportunidade de fazermos isso juntos com o Movimento 2032. Que o DIÁRIO DO COMÉRCIO possa continuar sendo exemplo para o desenvolvimento não só do nosso Estado, mas também do nosso País”, concluiu.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

14/11/2017
Movimento Minas 2032 é lançado na Capital
O Movimento Minas 2032 - Pela Transformação Global, idealizado pelo DIÁRIO DO COMÉRCIO, Instituto Orior e Multiverse , tem como objetivo criar uma comunidade de...
10/11/2017
Prêmio José Costa | Galeria de Imagens
09/11/2017
Sexta edição do Prêmio José Costa reconhece oito empresas mineiras
Evento realizado ontem, na Fiemg, valoriza iniciativas para a construção de um mundo melhor
09/11/2017
Vencedores do 6º Prêmio José Costa
Rede Cidadã: Qualidade da Cidadania A Rede Cidadã foi criada em 2002 para formar uma rede social real que integrasse ações complementares, gerando sinergia...
09/11/2017
Promover o desenvolvimento é essencial
De maneira complementar, a homenagem a empresas e instituições mineiras que, com ideias e ações, ajudam a transformar e construir a história de Minas Gerais,...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.