18/08/2018
Login
Entrar

Negócios

14/06/2018

Gigatron busca expansão em cidades do interior

Da Redação
Email
A-   A+
Há algum tempo a interiorização de franquias vem se consolidando como uma forte tendência no Brasil. O mercado consumidor em cidades pequenas, que geralmente ânsia por novidades, possui um potencial de consumo muito positivo e vem despertando o interesse em muitas marcas. Como é o caso da Gigatron Franchising. A empresa especializada em software de gestão para pequeno e médio varejo e prestadores de serviços, possui 67 unidades por todo o Brasil. Dessas, 39% são localizadas em cidades pequenas - assim como a própria franqueadora que nasceu em Birigui, cidade do interior de São Paulo com pouco mais de 120 mil habitantes.

A empresa de tecnologia, desde 2011, ano a ano estuda e traça seus planos de expansão de acordo com as tendências de mercado. Para 2018, a meta é atingir cidades de até 100 mil habitantes. “Enxergamos grandes oportunidades no interior por conta do número de novas empresas que estão sendo abertas”, afirma o diretor executivo da Gigatron, Marcelo Salomão.

A percepção do empresário tem base. Os municípios menores têm despontado como modelos de desenvolvimento nos últimos anos, representando 10% de todas as riquezas produzidas no Brasil e reunindo 11% das empresas formais abertas em território brasileiro.
Além disso, um estudo promovido no ano passado pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) mostrou o intenso movimento de negócios que vem ocorrendo nessa localidade. A associação listou as 30 cidades brasileiras com o maior número de unidades e de marcas atuantes, dez já são pequenos municípios.

Para Salomão, fatores como custo de ocupação baixo, grande potencial de consumo e saturação das capitais e grandes metrópoles, são impulsionadores que influenciam para essa realidade.

Vantagens - Para esse público, a Gigatron ofertará uma condição especial. “No modelo atual de franquia (software) o franqueado tem um custo por software ativo, nesta nova ação, ele vai ter apenas a taxa operacional, tendo as licenças ilimitadas para serem implantadas”, explica.

Atualmente são duas as modalidades de negócios da marca: home office e loja física. Para a primeira, o investimento inicial é de R$10.500 e lucro líquido mensal de R$ 3.500, já a segunda exige um investimento de R$ 13.900 e lucro de R$ 4 mil.

A expectativa de avanço é otimista. Até dezembro a perspectiva é de que haja a abertura de 15 unidades em cidades do interior. “A gente acredita que os resultados serão satisfatórios porque além do número de empresas que estão abrindo e que já estão abertas no interior, há também o crescimento de pessoas querendo empreender na área de tecnologia em cidades menores”, finaliza o empresário.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

18/08/2018
Lar Imóveis investe em tecnologia
Empresa tem plano de aportes de R$ 2,5 milhões neste ano em transformação digital
18/08/2018
Congresso em Uberlândia deve girar R$ 40 mi
Mais de 5 mil pessoas são esperadas na segunda edição do Congresso Internacional de Tecnologia, Inovação, Empreendedorismo e Sustentabilidade (Cities), que...
18/08/2018
Empresários portugueses visitam polo da Capital
A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE) quer atrair investidores para diversificar a economia de Belo Horizonte, especialmente nas áreas de inovação e...
18/08/2018
Empresas devem buscar a reinvenção no mundo atual
Tecnologia provoca mudanças
18/08/2018
Livros contam a história de Cícero Ferreira
Acontece nesta segunda-feira, no Salão Nobre da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o lançamento da biografia do fundador da Faculdade de Medicina de...
› últimas notícias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


18 de agosto de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.