Publicidade
19/02/2018
Login
Entrar

Internacional

18/08/2017

Governo chinês aumenta controle sobre a internet

Reuters
Email
A-   A+
Pequim - As autoridades chinesas emitiram um aviso para as principais plataformas de comércio eletrônico do país, incluindo o Taobao.com, da Alibaba Holding Group, sobre a venda de redes privadas virtuais ilegais que permitem aos usuários escapar da censura estatal.

Cinco sites foram convidados a realizar imediatamente “autoexame e correção” para remover vendedores que forneçam redes privadas virtuais (VPNs) ilegais, de acordo com um aviso divulgado pela filial da Administração do Ciberespaço da China (CAC) na província de Zhejiang.
Alguns deles receberam ordens para interromper novos registros de usuários, suspender serviços e punir pessoal responsável.

“A (CAC) ordenou que esses cinco sites realizem imediatamente uma limpeza abrangente de informações prejudiciais, fechem as contas ilegais correspondentes ... e enviem relatório de retificação dentro de um prazo”, informou ontem o regulador.

Conteúdo - Esta é a última de uma série de medidas tomadas pela China para proteger a Internet e manter um controle rigoroso sobre o conteúdo. A vigilância está ainda mais forte antes do 19º Congresso Nacional do Partido Comunista, no fim deste ano, quando a atenção do mundo estará voltada para a segunda maior economia do planeta.

Recentemente, a China divulgou que estava investigando suas principais redes sociais, incluindo WeChat e Weibo, por não cumprirem as leis cibernéticas. O governo já retirou do ar perfis de redes sociais dedicados a notícias sobre celebridades e ampliou as restrições sobre as notícias que podem ser produzidas e distribuídas por plataformas online.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

17/02/2018
EUA avalia tarifas em importações de aço e pode prejudicar Brasil
Argumento é a defesa da ?segurança nacional? do país
17/02/2018
Japão indica nomes para BC e sinaliza intenção de manter programa de estímulo
Tóquio - O Japão indicou Haruhiko Kuroda para outro mandato como presidente do banco central, na sexta-feira (16), e escolheu um defensor de um afrouxamento monetário mais...
16/02/2018
Trump sugere criação de sistema baseado em méritos
Modelo beneficiaria empresas situadas nos EUA
16/02/2018
Zona do euro registra superávit em dezembro
Bruxelas - As exportações de produtos da zona do euro para o restante do mundo avançaram pelo segundo mês consecutivo em dezembro, um sinal de que a...
16/02/2018
Petroleira substitui diretor alvo de sanções pelos EUA
Caracas - A petroleira estatal da Venezuela PDVSA substituiu o diretor financeiro Simon Zerpa, que foi alvo de sanções pelos Estados Unidos no ano passado, em um movimento que...
› últimas notícias
Sondagem revela retomada do otimismo
Valor liberado para médios e grandes produtores na safra 2017/18 é de R$ 85 bilhões
Justiça decide que elétricas não poderão ter cobrança retroativa de débitos de R$ 6 bilhões
Sebrae pretende atender 69,6 mil MPEs
Nível de atividade do varejo no Brasil aumenta 1,3% em janeiro, aponta a Cielo
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Começam as obras do Aeródromo Inhotim
Folia supera expectativas em Belo Horizonte
Mobiliata une empreendedorismo e impacto social
Carnaval aqueceu setor de brindes na Capital
Fiat Argo Drive tem bom desempenho
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


17 de fevereiro de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.