Publicidade
24 de May de 2017
Login
Entrar

DC Turismo

12/04/2017

Governo lança pacote de medidas para desenvolver o turismo no País

Entre as ações, abertura de capital de empresas aéreas e emissão de vistos eletrônicos
Email
A-   A+
O Brasil + Turismo vem para corrigir uma miopia histórica e fazer com que o turismo seja visto como protagonista na geração de emprego e renda/Divulgação
Brasília - O ministro do Turismo, Marx Beltrão, anunciou nessa terça-feira (11), em Brasília, o Brasil + Turismo, um pacote de medidas para fortalecer o setor no Brasil. As ações têm como finalidade trazer soluções técnicas para gargalos históricos, aumentar o número de turistas nacionais e estrangeiros, contribuir para melhorar destinos nacionais, proporcionar o desenvolvimento regional e gerar emprego e renda.

“Essas ações são resultado de muito diálogo para entender as necessidades do setor. Precisamos criar condições para que os empresários invistam no País. O Brasil + Turismo vem para corrigir uma miopia histórica e fazer com que o turismo seja visto como protagonista na geração de emprego e renda. Chegou a hora e a vez do turismo”, disse Marx Beltrão.

O presidente da Organização Mundial do Turismo (OMT), Taleb Rifai, destacou em seu discurso o legado dos megaeventos sediados recentemente pelo Brasil e reforçou a importância de o País atrair mais turistas estrangeiros. “Eu parabenizo o ministro Marx Beltrão por lançar um pacote dessa magnitude e desejo muito sucesso. Esta é a quinta vez que venho ao Brasil e a primeira que venho a Brasília, uma cidade incrível. Ontem visitei os principais pontos turísticos, aprendi sobre as belezas e Oscar Niemeyer, o que me fez muito feliz. Mas também fiquei triste porque eu queria que milhares de pessoas de todo o mundo estivessem aqui comigo. Quando fecho os olhos e penso no Brasil, eu penso no estilo de viver e na alegria. É a vez do Brasil!”

O conjunto de medidas anunciadas pelo MTur reúne sugestões de integrantes da cadeia produtiva do turismo nacional e de entidades internacionais, como a Organização Mundial do Turismo (braço da ONU para o setor) e o Conselho Mundial de Turismo e Viagem (WTTC).

Leia também
Medidas visam impulsionar atividade no Brasil
Ainda existe enorme potencial a ser explorado


Dentre as ações, está a abertura de todo capital das empresas aéreas brasileiras ao investimento internacional. “Com a abertura para o capital estrangeiro, nosso objetivo é aumentar a competitividade entre as empresas e, consequentemente, reduzindo preços e oferecendo mais rotas e mais destinos. E essa iniciativa conta com apoio da população. Um estudo recente do MTur mostrou que 73% dos brasileiros é a favor de ter mais empresas aéreas operando no território nacional”, revelou o ministro do Turismo.

O Brasil + Turismo é também uma resposta do governo ao apelo da população brasileira sobre o melhor aproveitamento de nosso potencial turístico. Pesquisa encomendada pelo Ministério do Turismo perguntou a 2002 brasileiros - entre 17 e 23 de março - qual a avaliação sobre o turismo no País. A amostra é representativa da população brasileira.

Como resultado, 86% dos entrevistados disseram que os principais benefícios do turismo são impulsionar a economia e gerar empregos e negócios, e mais de 80% indicam que o País tem potencial para explorar o turismo como uma alavanca para a economia. Porém, 60% dos brasileiros avaliam que aproveitamos pouco esse patrimônio.

A ideia, a partir do Brasil + Turismo, é mudar o cenário e saltar de 6,5 milhões de turistas estrangeiros no País por ano (dado de 2016) para 12 milhões em 2022. A estimativa é de que a receita com os visitantes passe dos US$ 6 bilhões anuais para US$ 19 bilhões. Outro impacto esperado é a inserção de 40 milhões de brasileiros no mercado consumidor de viagens. Atualmente, menos da metade da população viaja todos os anos (cerca de 60 milhões).

A criação de quase 6 milhões de empregos é outra das consequências esperadas como resultado do Brasil + Turismo. Em âmbito mundial, o setor responde por um em cada 11 empregos (9%) de acordo com a OMT. No Brasil, o turismo emprega direta e indiretamente 7 milhões de pessoas.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/05/2017
Turistas que partem do Estado são responsáveis por cerca de 10% do total de hóspedes dos hotéis do grupo
Dona de 13 hotéis no Rio de Janeiro, capital, e dois em Brasília (DF), a rede Windsor tem no mercado nacional e nos nossos vizinhos de América do Sul a sua principal...
13/05/2017
Projeto pretende posicionar BH como destino competitivo
Ideia é mostrar a Capital tanto como roteiro de negócios quanto de lazer
13/05/2017
Entrada de estrangeiros foi recorde em 2016
Brasília - Os últimos 12 meses foram de boas notícias para o turismo. Do revezamento da Tocha Olímpica, passando pela Rio 2016 e culminando no lançamento de um...
13/05/2017
Lei que regulamenta a gorjeta no comércio entra em vigor
Brasília - Começa a valer neste sábado (13) a Lei nº 13.419, que regulamenta a cobrança e distribuição de gorjetas em bares, restaurantes,...
13/05/2017
Inverno aquece turismo em Minas Gerais
Maria da Fé, Caxambu, Poços de Caldas e Macacos são ótimas opções para quem quer curtir o friozinho
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.