Publicidade
17/02/2018
Login
Entrar

Negócios

08/12/2017

Governo vai oferecer crédito de R$ 450 mi para obras e compra de equipamentos

Da Redação
Email
A-   A+
O ministro Marx Beltrão lançou em Maceió o Novo Fungetur, linha de crédito do Ministério do Turismo com condições diferenciadas para dinamizar o mercado. As micro e pequenas empresas terão prioridades para acessar os R$ 450 milhões disponíveis para construção, reforma, ampliação ou compra de equipamentos turísticos. No novo formato, oito instituições financeiras estarão habilitadas para gerir o recurso.

“O turismo é um dos setores da economia que mais cresceu nos últimos anos. A oferta de mais crédito tem como objetivo manter esse crescimento e dar mais fôlego para que empresários continuem investindo, gerando emprego e renda através de nosso setor”, afirmou o ministro durante o lançamento.

A ampliação dos investimentos no setor, citada pelo ministro, é fundamentada em pesquisa realizada pelo Ministério do Turismo com 716 empresas que empregam 79.319 mil pessoas (Boletim de Desempenho Econômico do Turismo). De acordo com o estudo, 66% dos empresários do setor manifestaram intenção de investir parte do faturamento apurado ainda em 2017. O maior percentual, 15,2%, é projetado pelo segmento de turismo receptivo, seguido dos organizadores de eventos (8,1%), meios de hospedagem (5,2%) e transporte aéreo (4,7%).

Para Marx Beltrão, os financiamentos com recursos do Novo Fungetur melhoram não só os serviços prestados ao turista, mas também geram oportunidades de novos negócios e, consequentemente, abrem vagas no mercado de trabalho em atividades direta ou indiretamente ligadas ao turismo.

O Fungetur é um fundo especial criado por lei e vinculado ao MTur. Os financiamentos têm prazo de amortização de até 20 anos com até cinco anos de carência. Os juros são a partir de 5% ao ano somados mais o INPC.

A novidade anunciada na quinta-feira (7) pelo ministro Marx Beltrão foi o credenciamento de oito instituições financeiras para operação da linha de crédito, o que deve tornar o Fungetur mais competitivo. Antes, só a Caixa Econômica Federal operava os recursos do Fundo. Outra novidade é que os recursos transferidos à instituição financeira credenciada, caso não contratados, poderão ser recolhidos após 120 dias e redistribuídos para as demais instituições financeiras credenciadas, de acordo com seu desempenho na concessão de crédito. Instituições credenciadas para operar o novo fungetur:

• Agência de Fomento do Mato Grosso;
• Agência de Fomento do Rio Grande do Sul (Badesul);
• Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes);
• Banco do Estado de Sergipe (Banese);
• Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG);
• Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE);
• Caixa Econômica Federal (CEF);
• Agência de Desenvolvimento Paulista (Desenvolve SP).


Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

17/02/2018
Oi terá geração própria de energia solar
Operadora de telefonia já economizou R$ 128 milhões em dois anos após aderir à energia limpa
17/02/2018
Colégio Pitágoras Cidade Jardim vai oferecer ensino bilíngue para crianças
O início do ano letivo trouxe uma novidade para os alunos do turno integral do Maternal III ao 1º ano do Ensino Fundamental do colégio Pitágoras no bairro Cidade Jardim,...
17/02/2018
Operadora apura crescimento de 16,4%
Ocupando o terceiro lugar em market share no serviço de TV por assinatura em Minas Gerais, a Oi avança no Estado, conquistando mais clientes nessa modalidade. Segundo o diretor de...
16/02/2018
Folia supera expectativas em Belo Horizonte
Hotéis comemoram ocupação média de 52,76% nos quatro dias de festa; na Zona Sul, índice chegou a 100%
16/02/2018
Melhor Câmbio amplia base de serviços
Startup mineira agora oferece comparativo de preços de criptomoedas, inicialmente Bitcoin e Litecoin
› últimas notícias
Sondagem revela retomada do otimismo
Valor liberado para médios e grandes produtores na safra 2017/18 é de R$ 85 bilhões
Justiça decide que elétricas não poderão ter cobrança retroativa de débitos de R$ 6 bilhões
Sebrae pretende atender 69,6 mil MPEs
Nível de atividade do varejo no Brasil aumenta 1,3% em janeiro, aponta a Cielo
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Começam as obras do Aeródromo Inhotim
Folia supera expectativas em Belo Horizonte
Carnaval aqueceu setor de brindes na Capital
Mobiliata une empreendedorismo e impacto social
Fiat Argo Drive tem bom desempenho
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


17 de fevereiro de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.