16/08/2018
Login
Entrar

Finanças

08/08/2018

Ibovespa recua e dólar avança, em meio à cena eleitoral

Reuters
Email
A-   A+
São Paulo - O Ibovespa fechou em queda ontem, em meio a uma onda de boatos relacionados ao cenário eleitoral, conforme a bolsa paulista segue sensível a perspectivas relacionadas à corrida presidencial, enquanto Magazine Luiza encerrou em máxima histórica após resultado forte no segundo trimestre.

O Ibovespa caiu 0,87%, a 80.346,52 pontos. O volume financeiro somou R$ 11,89 bilhões. No melhor momento, o Ibovespa subiu 0,85%, encontrando suporte no cenário externo favorável, com Wall Street no azul e commodities em alta.

Na parte da tarde, contudo, o humor mudou apesar do quadro ainda benigno lá fora, em movimento puxado pelas ações de bancos e da Petrobras.

O papel da Magazine Luiza subiu 5,72%, para R$ 145,90, máxima histórica de fechamento, tendo atingido R$ 148,49 no melhor momento do dia, recorde intradia, após a varejista quase dobrar o lucro líquido do segundo trimestre para R$ 140,7 milhões, registrando, no período, a maior expansão trimestral de vendas em cinco anos. Para o Morgan Stanley, os resultados foram surpreendentemente fortes.

Câmbio - O dólar terminou ontem em alta ante o real, pela segunda sessão consecutiva, depois que os rumores cercando a cena eleitoral doméstica inverteram a trajetória da moeda norte-americana e a levaram a fechar na contramão do mercado externo.

O dólar avançou 0,98%, a R$ 3,7671 na venda, depois de ter batido a máxima de R$ 3,7724. Na mínima, marcou R$ 3,7035. O dólar futuro tinha elevação de cerca de 0,80%. “O mercado prefere se defender até saber qual o fundo de verdade por trás dos rumores”, justificou um profissional da mesa de derivativos de um banco nacional.

Ele se referia a informações não confirmadas que circularam nas mesas durante a tarde, que inverteram a trajetória do dólar bruscamente, levando a moeda norte-americana a renovar sucessivamente as máximas, até ultrapassar 1% de valorização.

Os boatos envolviam desde mau desempenho em pesquisas eleitorais até iminente eventual delação citando o nome do tucano Geraldo Alckmin, candidato preferido pelo mercado por seu perfil reformista.

O Banco Central brasileiro ofertou e vendeu integralmente 4,8 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, rolando US$ 1,2 bilhão do total que vence em setembro. Se mantiver essa oferta diária e vendê-la até o final do mês, terá feito a rolagem integral.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

15/08/2018
Ibovespa tem novo avanço após trégua
Índice acionário foi favorecido pela menor aversão ao risco no cenário internacional
15/08/2018
Fundo vai dividir R$ 6,2 bilhões de lucro com trabalhadores
Brasília - Trabalhadores com conta no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) receberão rendimento extra de 1,72% pelo lucro que o próprio fundo obteve com...
15/08/2018
Guardia aponta Brasil mais resistente do que Turquia
São Paulo - O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, disse que o Brasil é mais resistente à volatilidade do dólar do que a Turquia, que vem enfrentando...
14/08/2018
Dólar avança e se reaproxima dos R$ 3,90
Influenciada pelo cenário externo, moeda norte-americana atingiu o maior nível em mais de um mês
14/08/2018
Mercado eleva projeção da inflação para 2018 e vê atividade econômica crescer menos
São Paulo/Brasília - O mercado passou a ver mais inflação neste ano, mas manteve a visão de que o Banco Central (BC) não vai mexer na Selic tão...
› últimas notícias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


15 de agosto de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.