Publicidade
21/02/2018
Login
Entrar

Política

08/04/2017

Impacto de mudanças na Previdência pode chegar a R$ 160 bilhões

Email
A-   A+
Brasília - As alterações em negociação na proposta de reforma da Previdência deverão reduzir de 15% a 20% a economia calculada inicialmente de R$ 750 bilhões a R$ 800 bilhões em dez anos com a mudança do regime previdenciário, afirmou na sexta-feira o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Os valores apresentados por Meirelles colocam o impacto entre um mínimo de R$ 112 bilhões  e um máximo de R$ 160 bilhões ao longo de dez anos. Mesmo assim, o ministro disse que não há necessidade de medidas compensatórias.

“É bastante razoável, já está precificado e está dentro das nossas expectativas. Não se pode pretender que um projeto dessa magnitude apresentado pelo Executivo não tenha alteração de nenhuma vírgula em nenhuma fase”, disse Meirelles.

Nos primeiros cinco anos da reforma, explicou Meirelles, o impacto seria de 4% a 8% da economia prevista. A área política do governo, na última quinta-feira, já afirmava que o governo perderia pelo menos 17% da economia estimada em R$ 678 bilhões em dez anos.

Até esta semana, o governo defendia categoricamente a necessidade de aprovar a reforma como havia sido enviada ao Congresso, sob pena de as mudanças não gerarem a economia necessária. Meirelles, contudo, agora afirma que as mudanças estão dentro do previsto e que não há necessidade de medidas compensatórias.

Alterações - Na última quinta-feira, o presidente Michel Temer chamou o relator da reforma na Comissão Especial da Câmara, Arthur Maia (PPS-BA), e o presidente da Comissão, Carlos Marun (PMDB-MS), e os autorizou a incluir no relatório as alterações que estavam sendo cobradas por parlamentares.

Ao conferir os números das bancadas, o governo concluiu que não haveria chance de aprovar a reforma sem mudanças. (Reuters)

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

21/02/2018
PTB desiste de Cristiane Brasil para pasta
Deputada federal anuncia indicação do ministro interino do Trabalho, Helton Yomura, em seu lugar
21/02/2018
Ministro da Justiça descarta mandados coletivos
Itaguaí, Rio de Janeiro - A possibilidade da adoção de mandados coletivos de busca e apreensão durante a intervenção federal na área de...
21/02/2018
80% das propostas já transitam no Congresso
Câmara e Senado discutem PLs que tratam de 12 dos 15 pontos listados como prioritários pelo governo
21/02/2018
Governo analisa nomes para Segurança Pública
Brasília - O governo ainda não tinha, até a noite de ontem, um nome para o novo Ministério da Segurança Pública e, por isso, segurava o anúncio...
21/02/2018
Presidente nomeia acusado na ANTT
Brasília - O presidente Michel Temer nomeou o engenheiro Mário Rodrigues Júnior para o cargo de diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). O...
› últimas notícias
Alienação fiduciária será analisada pelo STF
Formação Bruta de Capital Fixo recua 2% em 2017, segundo o Ipea
Desistência em aprovar reforma da Previdência é fator negativo para nota
Produção de ouro da AngloGold cresce 4%
Plano Rota 2030 será anunciado neste mês
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Electric Ink investe R$ 12 mi em Uberaba
Coco Bambu vai desembarcar na Capital e Uberlândia
Mudanças legislativas geram divergências
Governo adia votação de reforma
Foliões movimentaram R$ 641 milhões na Capital
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


21 de fevereiro de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.