Publicidade
12/12/2017
Login
Entrar

Finanças

18/11/2017

Índice Bovespa volta a subir e fecha a semana em alta

Bolsa paulista valorizou 1,28% na sexta-feira
AE/Reuters
Email
A-   A+
Preços internacionais do petróleo em alta impulsionaram novamente as ações da Petrobras/Agência Petobras/Divulgação
São Paulo - O Índice Bovespa registrou sua segunda alta consecutiva, favorecida principalmente pelo avanço das commodities e pelo ambiente em geral favorável a países emergentes, na sexta-feira. O índice terminou o dia com valorização de 1,28%, aos 73.437,27 pontos. Com isso, terminou a semana com ganho de 1,76%, depois de três semanas consecutivas de perdas. Os negócios do dia somaram R$ 7,8 bilhões.

A alta foi atribuída por operadores a um movimento essencialmente de recuperação de perdas recentes. Apesar da agenda fraca e da proximidade de uma semana mais tensa, profissionais do mercado mostraram-se mais otimistas ao constatar que o Ibovespa conseguiu transpor importantes resistências gráficas. Segundo análise da corretora Itaú BBA, o índice rompeu o suporte dos 72.800 pontos. O indicador também testou a marca dos 73.500, uma vez que chegou até os 73 632 pontos na máxima intraday (+1,55%), antes de perder parte do fôlego.

“O cenário internacional mostra-se previsível, tanto nos Estados Unidos como na Europa. Aqui, não vemos nenhum perigo na economia O que deve continuar a gerar volatilidade na bolsa será mesmo o cenário político, que volta a se aquecer na próxima semana”, disse Alvaro Bandeira, economista da Modalmais Asset, sobre a esperada reforma ministerial e a apresentação da nova proposta de reforma da Previdência.

A alta dos preços do petróleo foi um dos principais destaques do dia. Depois de cinco dias de realização de lucros, os preços da commodity voltaram a subir após informações de que a Arábia Saudita apoiaria a extensão do acordo de corte na produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). As ações da Petrobras tiveram ganhos de 1,04% (ON) e 1,33% (PN). Apesar da segunda alta consecutiva, os papéis da estatal não conseguiram anular o tombo registrado na terça-feira, quando tiveram perdas agressivas. Assim, terminaram a semana em queda de 5,76% e 4,19%, respectivamente.

Apoiada na alta do minério de ferro e outras moedas metálicas, Vale ON subiu 0,98%, com reflexos nas ações do setor de siderurgia, como CSN ON (+5,03%) e Gerdau PN (+2,83%). O setor financeiro subiu em bloco e foi fundamental para a valorização do Ibovespa. Bradesco ON foi o maior ganho, com 2,48%. Banco do Brasil ON avançou 1,68%. Todos os papéis de bancos terminaram a semana com alta superior a 2%.

Leia também:
Dólar registra queda de 0,47% aos R$ 3,263

Locamerica - O conselho de administração da companhia da aluguel de veículos Locamerica aprovou na sexta-feira a 2ª emissão de notas comerciais, no valor de até R$ 150 milhões. Em fato relevante, a empresa diz que o prazo de vencimento será de cerca de quatro anos.

Os recursos obtidos com a operação, destinada exclusivamente a investidores profissionais, serão usados para reforçar o caixa da Locamerica, de acordo com o documento.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

12/12/2017
PIB do Brasil deve crescer acima do esperado neste ano
Entidades revisaram para cima suas projeções
12/12/2017
Cautela ainda dita o ritmo na bolsa de valores
São Paulo - A valorização de ativos no mercado externo foi essencial para a leve alta do Índice Bovespa ontem, que avançou 0,09%, aos 72.800,04 pontos....
12/12/2017
Inflação deverá ficar abaixo da meta
São Paulo - O mercado voltou a ver a inflação abaixo do piso da meta neste ano e ainda elevou a expectativa para o crescimento da economia, mostrou a pesquisa Focus do Banco...
12/12/2017
IGP-M avança 0,73% na 1ª semana
Rio - O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) subiu 0,73% na primeira prévia de dezembro, após ter recuado 0,02% na primeira prévia de novembro. A...
08/12/2017
Indústria de fundos acumula patrimônio de R$ 4,1 trilhões
Resultado líquido reflete captação recorde em 2017, aponta Anbima
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.