16/07/2018
Login
Entrar

Economia

17/04/2018

Institutos para promover a inovação da indústria

Fiemg
Email
A-   A+
O presidente da Fiemg, Olavo Machado Junior, na inauguração dos três novos institutos, no Horto, em Belo Horizonte/Divulgação
Cada um dos três Institutos Senai de InovaçãoEngenharia de Superfícies; Processamento Mineral e Metalurgia e Ligas Especiais – é especializado em uma área de conhecimento transversal e atende a diversos setores industriais. Os institutos são compostos por laboratórios prontos para gerar inovação, engenharia de alta complexidade, pesquisa e desenvolvimento.

Já o Instituto Senai de Inovação em Processamento Mineral é líder nacional em pesquisa, desenvolvimento e inovação no segmento. O ISI se dedica aos segmentos estratégicos de minerais ferrosos, metais básicos, agrominerais, minerais industriais e minerais complexos e de baixo teor, além de apoiar o desenvolvimento tecnológico ao longo de toda a cadeia produtiva da mineração.

Com uma equipe composta por doutores, mestres e graduados, o instituto oferta soluções diferenciadas com a utilização de equipamentos de última geração tecnológica. O órgão conta ainda com planta-piloto multiprocessual e vários laboratórios destinados à realização de análises, ensaios e estudos de caracterização tecnológica. A grande diversidade de bens minerais e de processos formadores de cada depósito torna toda ocorrência única, exigindo o desenvolvimento de um processo de beneficiamento específico. Por isso, o ISI em Processamento Mineral possui capacitação para desenvolver, analisar e aperfeiçoar os processos de beneficiamento de minérios nas escalas de laboratório e piloto.

Leia também:
Desenvolvimento tecnológico ao alcance das empresas mineiras

Soluções para a indústria mineira:


• Caracterização geometalúrgica;
• Caracterização tecnológica contínua das frentes de lavra;·
• Caracterização tecnológica de minerais estratégicos;
• Desenvolvimento de métodos para o processamento de· minérios de baixo teor;
• Otimização de processos de cominuição e classificação mineral;
• Análise da viabilidade técnica do aproveitamento de Ultrafinos e rejeitos;
• Racionalização do uso de água e energia no processamento mineral.



Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

14/07/2018
Setor de serviços encolhe 6,7% em maio em Minas Gerais
Recuo foi apurado na comparação com igual período de 2017
14/07/2018
Cemig pretende alongar prazo de dívida
Companhia anunciou reabertura de eurobonds lançados no ano passado com vencimento em 2024
14/07/2018
Arrecadação da Cfem em Minas tem aumento de 44%
Os R$ 405,4 mi do 1º semestre de 2017 subiram para R$ 584 mi
14/07/2018
Aposentadoria preocupa brasileiros
País é o que tem maior temor quanto a perda de benefícios
14/07/2018
TJ suspende operação financeira do governo de MG
AGE deve recorrer da decisão
› últimas notícias
JPMorgan encerra trimestre com receita 6,5% maior e lucro acima das expectativas
Setor de serviços encolhe 6,7% em maio em Minas Gerais
Cemig pretende alongar prazo de dívida
Faemg concede Medalha do Mérito Rural aos que contribuem com a agropecuária
Mercado de eventos dribla a crise em Belo Horizonte
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


14 de julho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.