19/07/2018
Login
Entrar




Economia

12/07/2018

Jaguar acha ouro em nova profundidade de mina

Ativo fica em Conceição do Pará
Leonardo Francia
Email
A-   A+
Jaguar Mining confirma que encontrou um novo depósito de ouro na mina de Turmalina, abaixo de onde já explora/Divulgação
O programa de pesquisas e sondagens da canadense Jaguar Mining, importante produtora de ouro com atividades dentro do Estado, começa a dar os primeiros resultados. A companhia confirmou que encontrou depósito de ouro abaixo da profundidade em que estão as operações atuais na mina de Turmalina, que fica no complexo de Conceição do Pará, na região Centro-Oeste. Com isso, a mineradora poderá expandir a produção no ativo.

As operações da empresa estão concentradas na região do Quadrilátero Ferrífero, no Estado. Além da mina de Turmalina, o complexo de Conceição do Pará inclui planta metalúrgica e escritórios. Já os ativos de Pilar e Roça Grande fazem parte do projeto Caeté, localizado no município de mesmo nome, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).

De acordo com as informações da companhia, o programa de perfurações, pesquisas e sondagens confirmou a presença de minério de ouro 300 metros abaixo das operações atuais em Turmalina, o que abre a possibilidade de expansão das reservas em futuramente, da produção.

A mineradora informou que os programas de perfurações em 2018 “continuam focados na conversão e atualização do estoque crescente de recursos minerais e na atualização das reservas minerais”.

Produção - No primeiro trimestre deste ano, a Jaguar produziu 18,8 mil onças de ouro a partir de seus ativos em Minas Gerais. O volume representou uma queda de 15,4% em relação à produção dos mesmos meses de 2017 (22,2 mil onças). O recuo foi consequência de mudanças do material processado na mina de Turmalina.

A Jaguar vendeu 19,2 mil onças de ouro extraído (entre produção e estoques) em suas operações no Estado no primeiro trimestre deste ano contra 24 mil onças nos mesmo meses do exercício passado, uma redução de 19,6%.

Para este ano, a Jaguar prevê alcançar uma produção de 90 mil onças de ouro a 105 mil onças do metal nos seus ativos em Minas Gerais. A produção de Turmalina deve representar pouco mais da metade do volume previsto, a de Pilar, aproximadamente 40%. Caso a projeção seja confirmada, o crescimento sobre 2017 será de pelo menos 7%.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

19/07/2018
Indústria pode recorrer à Justiça por repasse de verbas
Fiemg alega que governo estadual retém cerca de R$ 100 mi desde 2015
19/07/2018
Antecipação do abono anima CDL-BH
INSS paga metade do valor a aposentados e pensionistas em agosto e PBH libera ao funcionalismo amanhã
19/07/2018
Em Minas, setor automotivo espera impulso com o Rota 2030
Também poderão se habilitar ao programa fornecedores de montadoras
19/07/2018
PBH cumpre 1ª etapa de auditoria
Relatório reúne 5 mil documentos de 40 empresas, referentes ao período de 2013 a 2016
19/07/2018
Leilão da Eletrobras deve ter duas etapas
A primeira, segundo o BNDES, deve ser agora em julho, enquanto a segunda está prevista para o fim de agosto
› últimas notícias
Indústria pode recorrer à Justiça por repasse de verbas
Antecipação do abono anima CDL-BH
Em Minas, setor automotivo espera impulso com o Rota 2030
PBH cumpre 1ª etapa de auditoria
Demanda por cães de guarda cresce em BH
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


19 de julho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.