Publicidade
23 de June de 2017
Login
Entrar

DC Auto

10/02/2017

Jeep Compass Trailhawk sai na frente com o diesel

Na sua faixa de preço, é o único com essa opção
José Oswaldo Costa
Email
A-   A+
O Jeep Compass foi lançado no início do mês de novembro do ano passado. Como a pré-venda já vinha sendo realizada, podemos considerá-lo para uma pequena análise de mercado. Naquele mês, foram vendidas 2.539 unidades. No mês seguinte, em dezembro, foram emplacadas 3.708 unidades do novo SUV da Jeep.

O ano de 2017 começa no mesmo embalo. De acordo com os números da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), foram comercializadas 3.093 unidades do Compass no mês de janeiro. Um grande sucesso.

Tanto que, por mais incrível que pareça, o modelo ultrapassou em vendas seu “irmão mais novo”, também um grande sucesso, o Renegade. Em janeiro, o utilitário compacto emplacou 2.731 unidades.

Isso mostra que as previsões feitas à época do lançamento do Compass estavam corretas. Muitos jornalistas especializados apostaram que o novo modelo atrairia vários compradores que queriam um Renegade, mas não estavam satisfeitos com o tamanho do seu porta-malas (260 litros).



O Compass Trailhawk possui as mesmas qualidades do Renegade, o supera em alguns quesitos e ainda oferece um porta-malas com 388 litros de capacidade, muito mais adequado para uma família.

DC Auto recebeu, para avaliações, a versão topo de linha do Jeep Compass: a Trailhawk. Utilizamos o modelo em trecho urbano, no uso diário, e também tivemos a oportunidade de verificar o seu comportamento em mais de 1 mil quilômetros rodados em estradas pelo interior de Minas Gerais.

O Compass Trailhawk compartilha com o Renegade, e com a picape Toro, o mesmo motor 2.0 turbodiesel que rende até 170 cv e 35,7 kgfm de torque. O câmbio também é o mesmo: automático de 9 marchas com opção de trocas manuais por meio de “borboletas” atrás do volante. Apesar da diferença de quase 80 kg entre o Renegade Trailhawk e o Compass Trailhawk, o último mostrou bom desempenho, tanto na cidade quanto nas estradas.

Leia também
Pacote farto de equipamentos se destaca


Na cidade, o bom torque do motor evita trocas constantes de marcha e permite que o conta-giros fique sempre em baixas rotações, o que auxilia na economia de combustível. O conjunto da suspensão é bastante eficiente para filtrar as (inúmeras) imperfeições das nossas vias. O modelo roda de forma bastante confortável e macia.

Na estrada, levando-se em conta a proposta familiar do Compass – ou seja, ele não foi concebido para ter o desempenho de um VW Golf GTI, por exemplo – o SUV se saiu muito bem nas retomadas e garantiu segurança para as ultrapassagens. Em nenhum momento ele passa a sensação para o motorista de ser “lerdo” ou pouco ágil, muito pelo contrário.

Mesmo não nos importando, em nenhum momento, com o consumo, já que forçamos o modelo ao máximo, exigindo muitas reduções para ultrapassagens e outras situações, a média de consumo da nossa viagem, medida pelo computador de bordo, foi bastante razoável e dentro do que havia sido informado pela Jeep no lançamento: 11,5 km/l.

Apesar do tamanho (ver a ficha técnica), surpreende sua boa capacidade para percorrer curvas sinuosas em velocidades mais elevadas. A carroceria não demonstra muita tendência à rolagem, algo esperado para um utilitário esportivo, e o condutor não passa sustos com o modelo. Ele “fica na mão” e suas reações são bastante previsíveis.

Outras fotos do Jeep Compass no: www.flickr.com/photos/detalhauto

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

23/06/2017
Captur ganha opção pelo câmbio CVT
Somente as versões do utilitário equipadas com motor 1.6 foram contempladas com a tecnologia
23/06/2017
Renault Kwid já pode ser reservado
A Renault apresentou o Kwid, seu novo modelo compacto urbano. Ele foi a principal atração no estande da marca no Salão de Buenos Aires, realizado entre os dias 10 e 20 desse...
15/06/2017
Ford apresenta o novo EcoSport na Argentina
SUV compacto ganha mais conforto e tecnologia
15/06/2017
New Fiesta automático tem mais uma versão
A Ford apresentou uma nova versão do New Fiesta 1.6 com câmbio automático. O preço sugerido anunciado é R$ 55,99 mil. De acordo com a montadora, o modelo...
15/06/2017
Michelin lança pneu para ônibus e caminhões
A Michelin lançou uma nova solução para os desafios no transporte urbano, de passageiros e carga. O pneu X Incity Z chega ao mercado para proporcionar benefícios a todos...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.