17/08/2018
Login
Entrar

Economia

10/08/2018

Líder prevê avanço em horas voadas

Reuters
Email
A-   A+
São Paulo - A maior companhia de táxi aéreo do Brasil, Líder Aviação, projeta um crescimento de 5% no número de horas de aviação executiva em 2019, enquanto lida neste ano com a incerteza gerada em clientes corporativos pelo cenário eleitoral indefinido e crescimento econômico abaixo do esperado.

A empresa, representante oficial do jato executivo japonês Hondajet, tem uma média de voo anual de 5 mil horas, afirmou a diretora de atendimento aeroportuário da Líder, Cynthia Oliveira.

“Historicamente, o segundo semestre é um período de maior atividade. O pior (da retração econômica) já passou e o que enxergamos é retomada”, disse Cynthia Oliveira. “Estamos vendo um aumento de solicitações de cotação para voos”, afirmou, sem dar detalhes.

Segundo a diretora, entre os setores de clientes mais afetados pela crise no País foi o de óleo e gás, que ainda sentiu o impacto de redução de contratos de voo da Petrobras, gerada pela reestruturação da estatal. A petrolífera usa empresas de táxi aéreo para transportar funcionários em plataformas de petróleo no mar.

A Líder participa, na próxima semana, da feira de aviação executiva Labace, na cidade de São Paulo, onde voltará a exibir o Hondajet, modelo que marca o primeiro avião de passageiros desenvolvido no Japão desde a 2ª Guerra Mundial e que disputa o mercado de jatos executivos com fabricantes estabelecidos como a Embraer.

Cynthia  Oliveira disse que a Líder “fez algumas vendas” do Hondajet, que tem preço de tabela de US$ 5,250 milhões, no Brasil, no ano passado, e o primeiro modelo com prefixo brasileiro chegou ao País no começo deste ano. Segundo ela, a Líder tem mais duas unidades do modelo para chegar neste ano, das quais uma será incorporada à própria frota da companhia.

Na Labace, a Líder, que tem frota de 40 helicópteros e 20 aviões, vai exibir uma nova versão do jato japonês, Elite, que possui alcance ampliado em cerca de 400 quilômetros.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

17/08/2018
Desocupação diminui em Minas Gerais
Estimada em 10,8%, taxa recua 1,8 ponto percentual no segundo trimestre ante o primeiro
17/08/2018
Cemig fecha primeiro semestre com lucro de R$ 700 mi, alta de 45%
No fim de junho, dívida líquida somava R$ 13,3 bi
17/08/2018
Consumo de bens industriais avança 9,9% em junho, deixando efeito greve
Rio de Janeiro - O consumo de bens industriais aumentou em 9,9% em junho ante maio, segundo o Indicador Ipea Mensal de Consumo Aparente de Bens Industriais, divulgado ontem pelo Instituto de...
17/08/2018
Fontes de geração renováveis são 81,9% da capacidade instalada
Essa é também a origem de 87,8% da produção total no País
17/08/2018
Aumento de 0,5% passa a incidir hoje, nas refinarias, sobre o litro da gasolina
Rio de Janeiro - O litro da gasolina nas refinarias passará a custar R$ 1,9810 a partir de hoje, um aumento de 0,5% em relação ao preço de R$ 1,9711 cobrado ontem....
› últimas notícias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


17 de agosto de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.