19/07/2018
Login
Entrar




DC Lab

29/06/2017

Licentia desburocratiza processos de licenciamento

Ana Carolina Dias
Email
A-   A+
Tecnologia acelera produção dos estudos, disse Santiago/Divulgação
Seguindo a filosofia de inovação da WayCarbon para apresentar soluções de base tecnológica com o objetivo de resolver problemas na área de sustentabilidade, a spin-off Licentia propõe uma ferramenta que pretende desburocratizar processos de licenciamento ambiental e torná-los mais rápidos e baratos. “O licenciamento ambiental é o processo mais caro do orçamento ambiental das empresas e demanda muito tempo. Com a minha experiência como consultor ambiental, buscamos uma ideia de como usar a tecnologia para tornar esse processo mais eficiente”, conta o CEO da Licentia, Leonardo Santiago.

A spin-off adota duas maneiras para acelerar e reduzir o custo do processo de licenciamento ambiental: o uso da tecnologia de Inteligência Artificial para acesso e organização de informações e a disponibilização dos compilados para órgãos ambientais por meio da plataforma on-line.

Por meio do sistema cognitivo IBM Watson, integrado ao sistema que será criado, o primeiro passo é cortar custos e tempo na produção do processo de licenciamento, uma vez que os estudos ambientais já produzidos e validados pelo órgão ambiental vão ser “lidos” e organizados com mais velocidade. Para a concretização dessa etapa, a spin-off contou com conexões do programa de aceleração Fiemg Lab, por meio das quais conseguiu participar do programa IBM Global Entrepreneur, que disponibiliza US$ 120 mil em créditos durante um ano para acessar serviços da empresa.

De acordo com o CEO, essa tecnologia vai permitir acelerar a produção dos estudos, evitando retrabalho. “A computação cognitiva vai permitir ler e classificar esse conhecimento de acordo com os temas tratados e também a área de influência a qual se refere, estruturando uma quantidade enorme de informação e a tornando mais acessível. Vamos conhecer quais são os impactos em localidades específicas para planejar os investimentos de forma a evitar restrições ambientais já existentes”, explica Santiago.

Após o estudo ambiental construído dentro da plataforma com essas informações sistematizadas, o analista do órgão ambiental vai ser capaz de realizar o diagnóstico e a distribuição do processo no órgão por meio da ferramenta. O acesso com a velocidade de um clique facilita ainda a avaliação ambiental integrada, como conta Santiago: “Vão estar disponíveis mapas on-line e informações de todos os outros estudos para serem consideradas. A tão falada avaliação ambiental integrada, que hoje poucas empresas têm condição de fazer por não ter conhecimento dos dados, vai ser possível por meio da Licentia, com uma análise muito mais completa e transparente”, assegura o CEO.

Atualmente, o produtor está validado, em fase de desenvolvimento inicial, com vendas antecipadas. A meta, em seis meses, segundo Santiago, é ter uma plataforma operacional e um piloto testado para apresentar para o mercado. “Estamos em negociação com algumas empresas no setor de mineração, que serão early adopters e vão receber benefícios quando entregarmos o produto pronto”, diz.

Levando em conta o caráter contínuo do licenciamento ambiental, a spin-off optou por oferecer mensalidades com custo relativamente baixo para que as empresas continuem usando a plataforma em diferentes estágios do processo.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

12/07/2017
Diário do Comércio adere à trilha da inovação
Projeto do jornal acompanha o dia a dia das startups aceleradas no Fiemg Lab
11/07/2017
Psicologia Viva inicia processo de internacionalização
Plataforma inicia este mês operação no Chile, com apoio do governo
11/07/2017
Processos seletivos ganham aliado
A procura pelo candidato ideal para uma vaga de emprego pode significar uma caixa de entrada cheia de e-mails e diversos currículos a serem analisados para a triagem dos profissionais...
06/07/2017
Finep Startup investe R$ 1 milhão por empresa
Iniciativa, que contou com o apoio da Fiemg Lab e P7 Criativo, pretende reduzir gap de financiamento existente
05/07/2017
Startups abrem oportunidades de emprego
O crescimento do número de startups em Minas Gerais e no Brasil pode representar uma opção para quem procura por oportunidades de emprego diante do contexto de crise...
› últimas notícias
Indústria pode recorrer à Justiça por repasse de verbas
Antecipação do abono anima CDL-BH
Em Minas, setor automotivo espera impulso com o Rota 2030
PBH cumpre 1ª etapa de auditoria
Demanda por cães de guarda cresce em BH
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


19 de julho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.