Publicidade
21/04/2018
Login
Entrar

DC RH

01/04/2017

Maioria dos executivos adota políticas com foco em equidade de gênero

Email
A-   A+
Empresas estão implantando estratégias para atrair mais talentos femininos/Divulgação
São Paulo - Cada vez mais, os executivos de grandes empresas consideram diversidade e inclusão fatores fundamentais para o aumento da competitividade e inovação. É o que mostra o estudo “Ganhando a luta pelo talento feminino: como obter a vantagem da diversidade através do recrutamento inclusivo”, da PwC, realizado com 4.792 profissionais e líderes empresariais de 70 países. Cerca de 80% dos executivos ouvidos afirmaram que a estratégia de recrutamento de novos funcionários está alinhada aos princípios da equidade de gênero. Além disso, 78% das organizações estão implantando estratégias para atrair mais talentos femininos.

Para conseguir recrutar e reter os profissionais, essas empresas oferecem oportunidades de carreira em igualdade de condições, salários competitivos e jornadas de trabalho flexíveis. As mulheres tendem a analisar mais, atualmente, a cultura da organização antes de aceitar uma proposta de trabalho: 67% das candidatas observam o grau de diversidade das equipes seniores e, para 56% delas, é importante que a empresa divulgue, publicamente, avanços nos programas de inclusão.

“As mulheres, muitas vezes, deixam a empresa por não contar com as mesmas possibilidades de desenvolvimento dos homens”, diz Ana Malvestio, sócia da PwC e líder de diversidade e inclusão. “Por isso, hoje, elas tendem a observar se a equidade de gênero realmente faz parte do DNA da organização.”

O estudo da PwC revela que 50% das mulheres acreditam que ganham menos que seus pares masculinos com os mesmos cargos e qualificação similar. Em relação à evolução na carreira, em média, 70% das mulheres tendem a ocupar posições menos qualificadas ao retornarem ao trabalho após um período de afastamento por licença maternidade ou outros motivos.

Quanto às estratégias de recrutamento, a maioria das empresas ainda não utiliza tecnologia digital e data analytics. O levantamento da PwC mostra que, atualmente, 30% das organizações utilizam plataformas de seleção de candidatos que facilitam a contratação de profissionais de diversos perfis, gênero e origem, enquanto 28% adotam procedimentos e recursos voltados a reduzir a influência de aspectos emocionais nos processos de seleção. “Não raro, ‘pré-conceitos’ que os recrutadores possam ter, que nós chamamos de vieses inconscientes, exercem influência sobre a decisão deles”, diz Ana Malvestio. “Por isso, é importante ter processos mais transparentes e que levem em conta essa questão”, afirma.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/03/2018
Comece antes que seja tarde
Sem fluxo de caixa e investimento, empresas não conseguem se recuperar
20/03/2018
IDEIAS | 'Femômeno-Ilha" pode afetar crescimento prodissional
Você conhece ou já trabalhou em uma empresa com muitos anos de vida e que mantém seu modelo de gestão engessado? E com um colega que atua há muito tempo em um...
14/03/2018
Carreira vs. filhos preocupa 42% das mulheres
Colaboradoras se sentem preteridas para oportunidades no retorno ao trabalho depois da maternidade
14/03/2018
Profissionais mais maduros ganham espaço
Conhecimento, experiência, sabedoria, autoridade moral e capacidade de liderança são algumas das principais qualidades que podem ser encontradas em profissionais mais maduros ou...
14/03/2018
Ampliação de equipe é algo bom
Ampliar sua equipe é um ótimo sinal. Um excelente indicativo de que a empresa segue no caminho certo e, por conta do aumento de demandas e confiança dos clientes, precisa de...
› últimas notícias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


20 de abril de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.