Publicidade
13/12/2017
Login
Entrar

Minas 2032

11/11/2015

Manter-se em evolução é o maior desafio do agronegócio

Futuro pautado na produtividade, agregação de valor, redução de perdas e desenvolvimento sustentável
Luciane Lisboa
Email
A-   A+
O futuro do agronegócio mineiro passa pela superação de alguns desafios que hoje permeiam a atividade no Estado. Entre eles, o aumento da produtividade, a agregação de valor à produção, a redução de perdas em função do desperdício e a busca pelo desenvolvimento sustentável, principalmente no trato com os insumos fundamentais para o negócio, como o uso da água, a energia e os fertilizantes.

Nesse sentido, o seminário "Minas 2032 - Agronegócio - Desafios, oportunidades, planejamento e estratégias", promovido pelo DIÁRIO DO COMÉRCIO em parceria com a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg) e com o apoio da Elemídia e do Sindicato das Agências de Propaganda do Estado de Minas Gerais (Sinapro-MG), serviu como ferramenta para ampliação e enriquecimento do debate. O evento ocorreu no dia 28 de outubro, na sede da entidade.

"Nosso propósito é olhar sempre para a frente. O ano de 2032 marca o centenário do DIÁRIO DO COMÉRCIO e, com certeza, vamos realizar uma grande festa na ocasião. Por isso, a importância de se discutir hoje o futuro, tentando resgatar a ideia de planejamento, em busca de uma ação bem fundamentada que leve a resultados melhores na economia do Estado e sucessivamente do País", disse o diretor-presidente do DC, Luiz Carlos Motta Costa.

O desafio maior em relação ao futuro do agronegócio mineiro, segundo o presidente da Faemg, Roberto Simões, não é se haverá demanda por parte da população. Pelo contrário, é preciso se preocupar se haverá oferta suficiente de produtos. "A demanda do nosso setor é permanente, já que o foco principal são os alimentos, e a população, no geral, tende a aumentar nesses anos que faltam para chegarmos em 2032", afirmou.

No entanto, pelo lado da oferta, Simões aponta alguns gargalos que precisam ser sanados para a evolução da atividade. "Evoluir quando se começa do zero todo mundo sabe que é fácil, porque quando se faz um, significa que se teve um crescimento de 100%. Mas quando se batem recordes de produção - como nós que já chegamos a colher 209 milhões de toneladas de grãos e outros produtos -, aí pensar em crescimento exige um trabalho maior de inteligência e organização.  nesse ponto que começam os nossos desafios", alertou.

Esta é a quinta edição do "Minas 2032", cuja primeira foi publicada em outubro de 2012, em comemoração aos 80 anos do DC. O objetivo da publicação é projetar o perfil da economia mineira para daqui a 17 anos, quando o jornal completará um século de existência, e provocar ações de agentes públicos e da iniciativa privada em prol do desenvolvimento econômico do Estado.

Nesse contexto, superar os desafios que ainda hoje se fazem presentes no agronegócio, um setor tão essencial não só para o futuro dos mineiros, como para a sobrevivência de toda a humanidade, é prioridade.


Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

11/11/2015
Superar gargalos para garantir a oferta
Ao traçar o panorama da situação atual do agronegócio brasileiro - apresentação que abriu o seminário Minas 2032 - Agronegócio - Desafios e...
11/11/2015
Brasil, historicamente, é um péssimo vendedor
O presidente da Faemg disse ver com muita tristeza a condução da política externa no tocante ao agronegócio. "O Brasil historicamente é um péssimo...
11/11/2015
Planejamento é fundamental
Como não poderia ser diferente, o presidente da Faemg considera fundamental os investimentos em pesquisas de base tecnológica para o avanço do agronegócio. "Chamo a...
11/11/2015
Acesso ao conhecimento ainda é restrito no campo
Como produtor rural, o diretor da Rehgagro Clóvis Correa acredita que o agronegócio tem papel importante na retomada do crescimento da economia brasileira nos próximos anos....
11/11/2015
Mais carinho com a atividade leiteira
Sobre a permanência de futuras gerações no campo, o empresário do agronegócio acredita que, no caso de Minas Gerais, é preciso olhar com muito carinho para...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.