20/06/2018
Login
Entrar

DC RH

26/06/2013

Meritocracia leva ao engajamento

Email
A-   A+
DANIELA TOVIANSKY/DIVULGAÇÃO
Carmello aponta três categorias de funcionários
Carmello aponta três categorias de funcionários

A meritocracia é um modelo de gestão que busca equalizar os desafios estratégicos da empresa, garantindo produtividade e contribuição de seus funcionários por meio da premiação e do apoio daqueles que entregam o prometido e alcançam suas metas. Mesmo trazendo benefícios tanto para a empresa quanto para os profissionais, esse modelo pode encontrar resistência por parte dos próprios funcionários.

Segundo o consultor de liderança Eduardo Carmello, diretor da Entheusiasmos, a maioria dos trabalhadores sente-se engajada com o modelo meritocrático, mas há exceções. " preciso fazer uma segmentação para explicar melhor o contexto de engajamento e motivação dos diferentes funcionários", comenta.

Ele explica que em primeiro lugar há os profissionais considerados proativos e de alta performance. Segundo Carmello, esses se sentem muito engajados com a gestão meritocrática porque já trabalham bem o conceito de esforçarem-se ao máximo. "Eles apreciam o reconhecimento e a recompensa a partir do seu próprio merecimento, talento e esforço produtivo", afirma o consultor.

A segunda categoria seria de funcionários coativos e mantenedores, considerados profissionais de média performance. Para o especialista, esses funcionários também tendem a se sentirem bastante engajados na meritocracia já que, além de perceberem a justiça do sistema, prezam muito pelo apoio, confirmação, proximidade e orientação do gestor.

Finalmente, Carmello cita a categoria de funcionários de baixa performance. Esses profissionais são ativamente desengajados e, na maioria das vezes, resistentes a esse tipo de gestão. Segundo o consultor, eles partem de um modelo mental onde a empresa sempre deve direitos e bônus a eles, mas não se preocupam em responder à altura com seus deveres e produtividade. " o trabalhador que não se importa com os prazos do seu trabalho, falta muito, faz coisas pela metade e delega suas responsabilidades", explica.

Das três categorias, apenas os funcionários de baixa performance sentem-se bastante refratários e desmotivados em um modelo meritocrático de gestão. Isso acontece justamente porque eles acabam perdendo o privilégio dos ganhos que não vieram do próprio esforço e produtividade.

Vantagens
- Eduardo Carmello ainda explica que cabe aos gestores a função de resolver eventuais problemas de engajamento que possam surgir durante a gestão meritocrática. Dessa forma seria possível colher os frutos prometidos por esse sistema, como melhora no crescimento de forma contínua e sustentável, assim como retenção de talentos. Essas vantagens podem ser indispensáveis em mercados competitivos, razão pela qual grandes empresas como Ambev, GM, Braskem, HP, IBM e Serasa Experian, entre outras, se beneficiam da meritocracia.

"Com uma liderança sólida e atenção às reações dos diferentes tipos de funcionários, é possível aplicar a verdadeira meritocracia, com todos os benefícios que esse modelo pode oferecer", finaliza Carmello.

REPORTAGEM LOCAL


Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/03/2018
Comece antes que seja tarde
Sem fluxo de caixa e investimento, empresas não conseguem se recuperar
20/03/2018
IDEIAS | 'Femômeno-Ilha" pode afetar crescimento prodissional
Você conhece ou já trabalhou em uma empresa com muitos anos de vida e que mantém seu modelo de gestão engessado? E com um colega que atua há muito tempo em um...
14/03/2018
Carreira vs. filhos preocupa 42% das mulheres
Colaboradoras se sentem preteridas para oportunidades no retorno ao trabalho depois da maternidade
14/03/2018
Profissionais mais maduros ganham espaço
Conhecimento, experiência, sabedoria, autoridade moral e capacidade de liderança são algumas das principais qualidades que podem ser encontradas em profissionais mais maduros ou...
14/03/2018
Ampliação de equipe é algo bom
Ampliar sua equipe é um ótimo sinal. Um excelente indicativo de que a empresa segue no caminho certo e, por conta do aumento de demandas e confiança dos clientes, precisa de...
› últimas notícias
Novo cenário econômico impacta a construção civil
MRS firma parcerias para avançar
Camex susta antidumping a produtos de China e México
Compras das siderúrgicas retraem 3%
Anfavea e Finep estudam construção de centro de testes automobilísticos
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


20 de junho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.