Publicidade

DC Turismo

11/03/2017

México, Argentina e Inglaterra despontam na lista para se conhecer em 2017

Email
A-   A+
Para conhecer as Pirâmides de Teotihuacan (foto) o viajante gasta, em média, R$ 160 com o tour/Mara Bianchetti
São Paulo - Se você ainda não decidiu qual será a sua próxima viagem, seja de férias ou em algum dos “feriadões” de 2017, pode aproveitar para conhecer ou voltar aos países que ficaram financeiramente mais atraentes. Um levantamento da Confidence Câmbio mostra que os pesos mexicano e argentino e a libra esterlina foram as moedas que mais se desvalorizaram frente ao dólar no último ano, o que beneficia brasileiros, já que o real valorizou perante a moeda norte-americana ao longo do último ano.

Repleto de belezas naturais e culturais, o México conta com duas cidades na lista do jornal “The New York Times” dos melhores lugares do mundo para se conhecer em 2017: Tijuana e Puerto Escondido. Além disso, o país não exige visto para brasileiros, o que facilita a viagem. Com a menor cotação do peso mexicano, os preços dos passeios ficam mais acessíveis: para conhecer as Pirâmides de Teotihuacan e o Santuário de Guadalupe, o viajante gasta, em média, R$ 160 com o tour. Para visitar os jardins flutuantes de Xochimilco e a Universidade Nacional do México, o custo do tour gira em torno de R$ 150. Já o aluguel de um carro na Cidade do México custa por volta de R$ 90. De acordo com o site “Quanto Custa Viajar” é possível planejar uma viagem de uma semana para o México gastando até R$ 4 mil por pessoa, incluindo passagens, hospedagem e passeios.

A Argentina, que já é muito procurada por brasileiros, promete ser ainda mais visitada em 2017. Isso porque, além da desvalorização do peso argentino, o país anunciou a isenção do pagamento de imposto sobre consumo (IVA) em hotéis para turistas estrangeiros. Com a medida, a hospedagem ficará até 21% mais barata.

Se você gosta de viajar no estilo “mochilão”, consegue passar uma semana em Londres, na Inglaterra, por menos de R$ 4 mil por pessoa, conforme levantamento do site de viagens, que inclui passagem, hospedagem e passeios. Com a queda na cotação da libra esterlina, ficou mais fácil conhecer o país, além de Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte, que também utilizam a moeda. Em Londres, conhecer a roda-gigante mais famosa do mundo, London Eye, custa mais ou menos R$ 80. Já a visita ao Palácio de Buckingham fica em torno de R$ 150. Para hospedagem em hotéis econômicos, o desembolso diário é de aproximadamente R$ 100.

África do Sul e Chile - Outros destinos que estão caindo cada vez mais nas graças dos brasileiros são África do Sul e Chile. Embora o rand e o peso chileno não tenham sofrido desvalorização cambial, as duas moedas foram bastante procuradas na Confidence Câmbio em 2016. O rand, por exemplo, teve aumento de 47% na procura em relação a 2015.

Uma viagem econômica de uma semana para Santiago, no Chile, pode sair, em média, R$ 2 mil por pessoa, conforme o site “Quanto Custa Viajar”, incluindo passagens, hospedagem e passeios.

Já uma visita de 10 dias à Cidade do Cabo, capital legislativa da África do Sul, pode sair por R$ 5 mil, considerando os custos com passagens, hospedagem e passeios.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

25/03/2017
Aumento da presença de turistas em Belo Horizonte durante o Carnaval foi de 240%
Maioria dos visitantes no período garante retorno a Belo Horizonte
25/03/2017
Coca-Cola abre visitação à Fábrica da Felicidade
Espaço disponibiliza passeio em que os visitantes vão conhecer a história da bebida e da indústria
25/03/2017
Long stay é nova tendência de mercado
Até pouco tempo atrás, morar em um quarto de hotel parecia coisa de celebridade ou sinal de excentricidade. A modalidade, batizada como long stay, entretanto, tem ficado cada dia mais...
18/03/2017
Brasiliense Nobile chega à Capital
Empreendimento vai passar por reformulação que demandará aporte de R$ 400 mil
18/03/2017
Quality Pampulha faz 3 anos
O Quality Hotel Pampulha, localizado na região de mesmo nome (avenida Presidente Antônio Carlos, 7.456), da rede Atlantica Hotels, completou neste mês de março 3 anos de...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.