Publicidade
26/04/2018
Login
Entrar

DC Turismo

16/12/2017

MHB anuncia expansão com dois empreendimentos

Mírian Pinheiro
Email
A-   A+
Sem revelar com quem e nem como se dará a conversão, mas que já tem data marcada, dia 24 de dezembro, o diretor administrativo da rede Minas Hospitality Business (MHB), Pablo Ramos, anuncia, para os próximos meses, dois empreendimentos que devem se juntar ao grupo. São hotéis de médio e grande portes, cuja operação se dará na forma de conversão de bandeira e arrendamento, sendo essa última prevista para março de 2018. A expansão, ele diz, recebe investimentos robustos da MHB, mas por questões estratégicas, o montante não pode ser revelado.

“Na modalidade de arrendamento, trata-se de um hotel de médio porte localizado no centro de BH”, comenta, sem dar maiores detalhes, apenas que o empreendimento usará a bandeira Stop Inn.

Quanto ao crescimento exponencial da Rede MHB, apurado em 1.000% em número de unidades administradas em cinco anos, o diretor diz que é resultado da transparência na gestão junto aos investidores, aliado ao melhor custo-benefício para os clientes. “Nos hotéis que assumimos de outras redes conseguimos aumentar em até 35% a ocupação referente ao que era praticado. Já nos hotéis que tiveram a nossa consultoria desde o início da operação todos estão com ocupação acima de 65%”, afirma o diretor.

Segundo ele, são dez hotéis ou 1.078 apartamentos hoje sob a gestão da MHB em Belo Horizonte e região metropolitana : Ímpar Suítes Cidade Nova, Ímpar Suítes Cidade Expominas e Ímpar Suítes Cidade Barão de Cocais. Com a bandeira supereconômica Stop Inn Cristiano Machado, Stop Inn Expominas, Stop Inn Antônio Carlos e Stop Inn Betim. Já o Condo Hotel e Eventos Ville Celestine e o Flat Califórnia têm perfil de Flat mas também atende hóspedes com venda de diárias e o Hotel Beagá Convention. A rede também possui três franquias fora de BH. “A franquia da marca possibilita ao pequeno hoteleiro operar de forma independente e ao mesmo tempo ter os benefícios de pertencer a uma rede”, comenta Ramos.

Leia também:
Rebranding ocorre com frequência no País


Plano de expansão - O foco da MHB, no segundo semestre de 2018, está na ampliação da atuação fora de Minas Gerais. A rede hoteleira quer ganhar mercado nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. O diretor administrativo esclarece que a intenção é dar prosseguimento ao planejamento de expansão em busca de novos resultados positivos. “Será também um ano difícil e de muito trabalho, a economia dá sinais de recuperação, mas o impacto causado tanto pela crise econômica quanto pela superofertas de hotéis na Capital, demorará alguns anos para entrar em equilíbrio”, avalia.

Ele diz que o posicionamento da rede é de continuar crescendo com responsabilidade, sem perder a qualidade e paralelamente continuar estruturando a empresa para absorver novas demandas, “mantendo sempre o bom relacionamento com os grupos de investidores que nos acompanham”. No ano que vem, a MHB estima que o número de colaboradores chegue a 350, entre diretos e indiretos.

Fora da curva - Pablo Ramos conta que, até 2014, o único hotel gerenciado totalmente pela rede era o Ímpar Cidade Nova. Com a expansão hoteleira de Belo Horizonte na Copa do Mundo, a MHB expandiu seu player de gestão oferecendo diferentes opções para o mercado com bandeiras de custo mais baixo. “O custo operacional e administrativo são infinitamente menores em relação ao que é praticado pelas grandes redes, mantendo o mesmo padrão de qualidade para os hóspedes e clientes e buscando sempre transformar o produto rentável para os investidores”, explica Ramos.

A principal estratégia adotada para atrair clientes, ele diz, leva em conta três fatores: preço, qualidade de serviços e conforto com o melhor custo-benefício. “Mantemos agressividade na política comercial. Podemos fazer isso em função do baixo custo na gestão dos empreendimentos”, completa o diretor administrativo. Os hotéis da rede operam com tarifas especiais e cada unidade tem sua política própria de preço. Em média custam de R$ 119 a R$ 189.

Na visão dele, 2017 tem sido o melhor de todos os últimos cinco anos da bandeira. “Crescemos na contramão da crise. Foi um ano de muito trabalho e superação da equipe. Do ponto de vista estratégico, ganhamos capilaridade e musculatura, sendo assim, temos força para negociar melhor com nossos fornecedores e intermediários, ganhamos vitrine na captação de novos talentos, e claro, visibilidade nesse mercado tão competitivo”, comemora.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

21/04/2018
Circuito das grutas terá o primeiro salão de turismo em maio
Evento visa promover a capacitação de gestores da região
21/04/2018
Cidades mineiras mantêm política para o setor de turismo
Informação é de diagnóstico feito no ano passado e divulgado pela Secretaria de Estado de Turismo
21/04/2018
Turismo avança em reservas indígenas
As datas comemorativas são uma ótima inspiração para a definição de roteiros de viagem. O Dia do Índio, comemorado na última quinta-feira, 19...
21/04/2018
Brasil terá campanaha de marketing na Copa de 2018
O Brasil realizará uma campanha de marketing para divulgar os destinos turísticos do País durante a Copa do Mundo da Rússia em junho. O ministro interino do Turismo,...
24/03/2018
Circuito Turístico Mata Atlântica ganha mais 2 municípios
Bugre e Antônio Dias, no Vale do Aço, passam a integrar o destino turístico em Minas
› últimas notícias
Incertezas do Brasil e juros dos EUA levam o dólar a subir
Porto de Santos atinge nível recorde no movimento de cargas em março
Confiança do consumidor sobe só 0,3%
Caixa retoma 1.089 imóveis em Minas
Santander reduz juros anuais para 8,99%
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


26 de abril de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.