Publicidade
12/12/2017
Login
Entrar

Agronegócio

07/10/2017

Minas ganha mais com exportações

Faturamento do agronegócio cresceu 10,95%, somando US$ 5,98 bi de janeiro a setembro
Michelle Valverde
Email
A-   A+
O volume de carnes destinadas ao mercado externo cresceu 1,9%, com o embarque de 280,3 mil toneladas/Divulgação
A valorização de produtos agropecuários no mercado internacional tem contribuído para o crescimento das exportações do agronegócio de Minas Gerais. Entre janeiro e setembro, os embarques estaduais cresceram 10,95% em valor e encerrou o período em US$ 5,98 bilhões. No intervalo, o volume embarcado, 7,3 milhões de toneladas, ficou 1,9% superior quando comparado com os primeiros nove meses de 2016. Dentre os resultados positivos, destaque para o complexo soja e o grupo das carnes.

De acordo com os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), as exportações do agronegócio mineiro respondem por 31,3% do valor total exportado por Minas. Nos primeiros nove meses do ano, o valor médio da tonelada exportada ficou em US$ 130,55, valor 31% maior que os US$ 99,65 registrados no mesmo período do ano passado.

Ao mesmo tempo em que as exportações do agronegócio cresceram 10,95% e somaram US$ 5,98 bilhões, as importações do setor ficaram 13,75% maiores e movimentaram entre janeiro e setembro US$ 407,9 milhões. Ao todo foram importadas 448 mil toneladas de produtos, aumento de 39,99%. Com o resultado, a balança comercial do setor acumula um superávit de US$ 5,57 bilhões, valor que ficou 10,75% maior que o registrado no mesmo período do ano anterior.

O café, principal item da pauta exportadora do Estado, apresentou alta de 5,1% em valor, que somou US$ 2,41 bilhões. Em volume, foi verificada queda de 5,1%, com o embarque de 867 mil toneladas. O preço médio pago pela tonelada de café subiu de US$ 2.572 para US$ 2.848, valorização de 10,73%. O café responde por 41,3% das exportações do agronegócio.

Leia também:
Crupo das carnes teve alta de 23,6%


Soja - Destaque também para as exportações do complexo soja. As exportações totais cresceram 11,2% atingindo faturamento de US$ 986 milhões. Em volume, foram exportados 2,5 milhões de toneladas, variação positiva de 6,6%.

A demanda aquecida pela oleaginosa estimulou os embarques mineiros que, ao longo dos primeiros nove meses do ano, somaram 2,4 milhões toneladas de soja em grão, volume 5,9% maior. Em relação ao faturamento, a expansão foi de 8,7%, somando US$ 904 milhões.

Alta também na comercialização de farelo de soja. Em volume, o incremento foi de 17,6% com o envio de 132 mil toneladas. Já em faturamento a alta foi ainda mais expressiva, 43%, movimentando US$ 75,8 milhões. As exportações de óleo de soja também estão maiores. Ao todo foram negociadas 7,4 mil toneladas do produto no mercado internacional, alta de 178,7%. O valor gerado foi de US$ 5,4 milhões, incremento de 178,9%.

Açúcar - As negociações de açúcar cresceram 20,4% em faturamento, somando US$ 968,9 milhões. O volume exportado recuou 1,3%, com o embarque de 2,31 milhões de toneladas de açúcar.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

12/12/2017
Centro-Sul investe mais no etanol
Vendas do biocombustível, usado nos tanques dos veículos, continuam aquecidas
12/12/2017
Com as chuvas, safra de laranja de Minas e São Paulo deve crescer 57%
São Paulo - A safra de laranja 2017/18 do parque citrícola de São Paulo e Minas Gerais, principal região produtora do País, deve alcançar 385,2...
12/12/2017
Preços do etanol hidratado variam
São Paulo - Os preços do etanol hidratado nos postos brasileiros subiram em 13 estados e no Distrito Federal na semana passada, segundo levantamento da Agência Nacional do...
12/12/2017
Projeto prevê aumento das exportações
O presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, participou, na última quinta-feira, da assinatura do projeto setorial entre...
08/12/2017
Faturamento aumenta 9,6% em Minas Gerais
Embarques de 8,75 milhões de toneladas de produtos agropecuários geraram US$ 7,34 bi de janeiro a novembro
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.