Publicidade
21/01/2018
Login
Entrar

Agronegócio

14/07/2017

Minas Láctea promove a inovação

Evento a ser realizado de 18 a 20 de julho em Juiz de Fora reúne indústria e pesquisadores
Michelle Valverde
Email
A-   A+
Na Expolac a indústria expõe seus produtos e lançamentos, com palestras sobre harmonização/EPAMIG/ Divulgação
Considerado um dos mais importantes eventos do setor lácteo da América Latina, o Minas Láctea reunirá entre 18 e 20 de julho os principais elos da cadeia industrial do leite em Juiz de Fora, na Zona da Mata. Com ampla programação, o evento é considerado uma vitrine para os produtos lácteos e insumos, e uma oportunidade para conhecer as pesquisas desenvolvidas para o setor, as tendências e demandas de mercado. Cerca de 10 mil pessoas devem participar.

Organizado pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), o Minas Láctea agrega o 31º Congresso Nacional de Laticínios, a 43ª Exposição de Produtos Lácteos (Expolac), o 43º Concurso Nacional de Produtos Lácteos, a 43ª Exposição de Máquinas, Equipamentos, Embalagens e Insumos para a Indústria Laticinista (Expomaq) e a 38ª Semana do Laticinista.

“O Minas Láctea começou em 1950, com a Semana do Laticinista, e se consolidou como um evento voltado para o conhecimento e para a transferência de tecnologia, com intensa participação da indústria láctea e da academia. O evento promove a aproximação dos setores industrial, de insumos e da pesquisa, o que é fundamental para a evolução do setor lácteo”, explicou o chefe-geral do Instituto de Laticínios Cândido Tostes (ILCT), Cláudio Furtado Soares.

Concurso - Entre os eventos que compõem o Minas Láctea, o Concurso Nacional de Produtos Lácteos é um dos momentos mais aguardados. No certame, serão premiados os melhores itens de 11 categorias, incluindo queijos, manteigas, doce de leite, entre outros.  Até o momento, cerca de 70 empresas de todo o País já fizeram a inscrição e mais de 200 produtos serão avaliados. Em cada categoria serão classificados os três melhores produtos.

O julgamento dos produtos será realizado nos dias 18 e 19 de julho no laboratório do Instituto de Laticínios Cândido Tostes (ILCT). A premiação será entregue no encerramento do Minas Láctea, no dia 20 de julho, no Expominas Juiz de Fora.

“É importante ressaltar que o Concurso Nacional de Produtos Lácteos é uma ferramenta de competitividade muito importante para a indústria. O laticínio que tem seu produto classificado entre os três melhores explora muito bem este reconhecimento, colocando no rótulo a premiação. Os consumidores adquirem o produto sabendo que ele foi avaliado por um grupo de especialistas de diversas instituições. Isto implica em aumento de produção, geração de empregos e de impostos. Quando se tem um produto premiado, a empresa se desenvolve”.

Inovações - Durante o Minas Láctea será realizada a 43ª Exposição de Produtos Lácteos (Expolac), onde a indústria laticinista irá expor os produtos e as inovações. Nesta edição, além da harmonização tradicional de queijos e vinhos, haverá palestras mostrando como harmonizar queijos com cervejas e cachaças. “A Expolac é uma vitrine para os produtos”, disse Soares.

Outros eventos – Também integra a Minas Láctea o 31º Congresso Nacional de Laticínios. O evento é voltado para a comunidade acadêmica, onde pesquisadores e estudantes fazem apresentações das pesquisas desenvolvidas e voltadas para o setor laticinista. “O Congresso apresenta os resultados de pesquisas desenvolvidas nas entidades de ensino, o que é uma oportunidade para empresários conhecerem as novidades”.

Já a 38ª Semana do Laticinista reunirá os principais especialistas em pesquisa e tecnologias em leite e derivados para apresentação de uma agenda técnica de minicursos. A programação é direcionada a estudantes, professores, pesquisadores e profissionais da indústria do setor de leite e derivados.

Outro atrativo do evento é a 43ª Exposição de Máquinas, Equipamentos, Embalagens e Insumos para a Indústria Laticinista (Expomaq). Nesta edição, todos os 200 estandes foram negociados e mais de 100 empresas irão expor e vender esses e outros produtos voltados para o setor.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/01/2018
VBP da agropecuária cai 9,59% em MG
Resultado de 2017 é atribuído à menor produção de café e à queda nos preços de commodities
20/01/2018
Anvisa define novas regras para rastreabilidade
Brasília - A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta semana a Instrução Normativa Conjunta (INC), elaborada...
20/01/2018
Na pecuária mineira, alta foi de 0,82%
Em 2017, o Valor Bruto da Produção (VBP) da pecuária de Minas Gerais alcançou R$ 20,15 bilhões, variação positiva de 0,82% frente a 2016. No setor,...
20/01/2018
No Brasil, receita cresceu 1,3%
O ano de 2017 se encerra com um Valor Bruto da Produção (VBP) de R$ 540,3 bilhões, 1,3% em valores reais acima do obtido em 2016, que foi de R$ 533,1 bilhões. É o...
19/01/2018
Produção de café em Minas deve crescer até 25,3%
Projeção para 2018 é atribuída à bienalidade positiva e ao ingresso de áreas renovadas, com mais tecnologia
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.