Publicidade
12/12/2017
Login
Entrar

DC Turismo

10/08/2017

Minas lança maior rota de turismo religioso

Circuito passa por 32 municípios
Thaíne Belissa
Email
A-   A+
O Caminho Religioso da Estrada Real liga o Santuário Estadual Nossa Senhora da Piedade, em Caeté, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (foto acim/Acervo Setur MG/Xara
Maior rota turística do Brasil, a Estrada Real poderá ser visitada por um novo roteiro a partir do fim deste ano, desta vez, com foco no turismo religioso. Batizada de Caminho Religioso da Estrada Real (Crer), essa será a maior rota de turismo religioso do País, com um percurso de aproximadamente 1.000 km que liga o Santuário Estadual Nossa Senhora da Piedade, em Caeté, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), ao Santuário Nacional de Aparecida, em São Paulo. Fruto de um conjunto de esforços, a rota já teve investimento de R$ 3,4 milhões. Os detalhes do percurso e seu potencial para a economia em Minas Gerais foram apresentados, ontem, na sede do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), na região Centro-Sul da Capital.

A rota nasceu a partir da experiência de dois caminhantes que, com o apoio do Instituto Estrada Real (IER) e da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), percorreram toda a Estrada Real em 36 dias, identificando os principais marcos para a criação de uma nova rota. O resultado foi o Crer, que tem duas opções de percurso - ambos com cerca de 1.000 Km - e que abarcam 32 municípios mineiros e seis paulistas.

Um dos caminhantes que idealizou o Crer é Cláudio Luiz de Carvalho Leão. Ele explica que o cunho religioso foi um caminho natural para essa rota, já que por onde ele passava via referências ligada à fé. “Percorrendo o Caminho Velho da Estrada Real nos deparamos com o bucolismo dos santuários do Caraça e da Serra da Piedade; com o barroco em Ouro Preto, Mariana, Catas Altas, Congonhas, São João del-Rei e Tiradentes, e com a história de Nhá Chica, que foi beatificada e viveu em Baependi. O resumo disso era uma rota de espiritualidade”, disse.

Mas o idealizador destaca que as riquezas que esperam os turistas no Crer vão muito além da religião e da história, passando também pela natureza, pela gastronomia e pela cultura. Leão acredita que a rota deve atrair entre 20 mil e 30 mil turistas por ano. “O turismo religioso em Minas Gerais e no Brasil já atrai milhares de pessoas: fechamos 2016 com 500 mil visitantes no Santuário na Serra da Piedade, além disso, cerca de 13 milhões de pessoas, por ano, visitam Aparecida, em São Paulo. Isso sem falar do grande público atraído pela Semana Santa nas cidades históricas mineiras e pelas demais festas religiosas. É esse público que já existe que queremos atrair para o Crer”, diz.

O secretário de Turismo de Minas Gerais, Ricardo Faria, destacou que a aposta do governo na rota segue uma política da secretaria que está investindo, cada vez mais, no turismo religioso no Estado. “Minas Gerais é um Estado marcado pela fé e pela religiosidade e essa rota potencializa isso. Além de ser um grande produto turístico, que vai atrair o turista religioso, também vai fomentar o turismo rural e o de gastronomia”, ressaltou.

Leia também:
Primeira caminhada dentro do Crer será a Romaria 550


Incentivo - Segundo ele, a secretaria está investindo R$ 3,4 milhões na rota, sendo R$ 2,4 milhões em estrutura e sinalização do caminho. “Instalamos 22 quiosques, 38 paraciclos, uma escada de acesso, três passarelas, 64 placas informativas, 1.771 totens indicativos e 119 placas de advertência para os motoristas, além da reparação de uma cabeceira de ponte e uma pinguela”, detalhou. O restante do investimento (R$ 1 milhão) foi aportado na compra de uma locomotiva e em sua estação. O trem fará o transporte dos turistas na Serra da Piedade até a entrada do Santuário Estadual Nossa Senhora da Piedade. O caminho tem cerca de 5 quilômetros e não tem acesso para veículos.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

02/12/2017
Cervejas artesanais terão selo de qualidade
A partir de janeiro, as 13 microcervejarias instaladas em Nova Lima poderão solicitar a análise de seu produto
02/12/2017
Ibis Styles, da Accor, chega a Teófilo Otoni
Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, vai ganhar a primeira unidade da bandeira Ibis Styles, da administradora francesa Accor Hotels , no primeiro trimestre do ano que vem. O empreendimento,...
02/12/2017
Faturamento das empresas do turismo cresce 4,3%
A “leve reação” da economia foi um dos fatores determinantes para o aumento de 4,3% no faturamento médio das empresas do setor de turismo no terceiro trimestre do...
18/11/2017
Fasano chega à Capital em 2018
Empreendimento terá 78 quartos e vai contar também com o restaurante Gero
18/11/2017
Nova Lima realizou Circuito do Turismo Empreendedor
A cadeia produtiva do turismo de Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), viveu uma semana agitada com a realização do Circuito do Turismo Empreendedor,...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.