Publicidade

DC Turismo

11/03/2017

Minas quer atrair argentinos para o Estado

Setur vai apresentar lugares como Inhotim e Ouro Preto para uma comitiva formada por 10 jornalistas portenhos
Daniela Maciel
Email
A-   A+
Prefeituras e conventions bureaus são responsáveis por apresentar os atrativos de suas cidades; ações recíprocas devem ser realizadas em solo argentin/Divulgação
Mesmo depois de receber dois dos maiores eventos esportivos do mundo - Copa do Mundo de Futebol, em 2014, e Jogos Olímpicos, em 2016 -, Minas Gerais ainda não caiu no gosto dos turistas estrangeiros que continuam buscando, principalmente, destinos de sol e praia no Brasil. Disposto a mudar a situação, o trade turístico tem se unido para divulgar e promover o Estado para além das fronteiras e o primeiro alvo é o mais próximo geograficamente: a Argentina.

Dados da Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG) mostram que menos de 2% do nosso fluxo turístico é formado por estrangeiros. Entre eles o de maior destaque são nossos vizinhos portenhos, que respondem a 18,5% dos visitantes internacionais.

Para atacar esse problema, a Setur-MG vai promover entre os dias 27 de março e 1º de abril uma visita ao Estado para jornalistas de 10 veículos argentinos. De acordo com o superintendente de Gastronomia e Marketing Turístico da Setur-MG, Daniel Anilton Duarte Marques, os visitantes passarão por alguns dos atrativos mais representativos do Estado, como: Inhotim, em Brumadinho (Região Metropolitana de Belo Horizonte - RMBH); Congonhas, Ouro Preto, Mariana (Central); São João del-Rei e Tiradentes (Campo das Vertentes), além da Capital.

“Vamos mostrar o nosso produto mais forte, que é Belo Horizonte e cidades históricas. Entre abril e maio, vamos realizar também um Famtour (viagem de familiarização para agentes de viagem) e depois disso, de posse dos resultados, promover ações de publicidade na Argentina. É importante destacar que agências e receptivos têm bons produtos para oferecer, inclusive mesclado com praia”, explica Marques.

Prefeituras e conventions bureaus são responsáveis por apresentar os atrativos de suas cidades. A expectativa é de que ações recíprocas sejam realizadas em solo argentino.

Leia também
Confins ganhará novos voos internacionais


Voos - Toda essa expectativa ajuda a explicar a grande comemoração feita no estabelecimento de dois voos diretos entre Belo Horizonte e Buenos Aires na semana passada. A Gol Linhas Aéreas passou a operar uma frequência semanal e a Azul Linhas Aéreas uma diária. Em 1º de julho, a Azul deve abrir uma segunda frequência diária entre o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, na RMBH, e o Aeroporto Internacional de Buenos Aires, em Ezeiza, na Grande Buenos Aires.

O voo inaugural, realizado no dia seis de março, saiu praticamente lotado. O jato Embraer 195 tem capacidade para 118 passageiros. Entre os passageiros estava o presidente da companhia, Antonoaldo Neves, que falou sobre a questão da conectividade. Em solo argentino a Azul tem parceria com a Areolíneas Argentinas.

“A rota Belo Horizonte-Buenos Aires é uma conquista para a Azul e também para os turistas mineiros e de todo o Brasil. A grande questão desse voo não é BH, somente. Temos um hub aqui, quase 90 voos diários, e até hoje existiam, mais ou menos 15 cidades que não tinham conexão antes e porque esse voo sai daqui e elas agora podem voar para a Argentina”, avalia Neves.

Para o presidente da BH Airport - concessionária que administra o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte -, Paulo Rangel, o voo para a capital portenha beneficia não somente os turistas belo-horizontinos, mas especialmente os viajantes do interior do Estado e de outras cidades brasileiras que ganharam um novo ponto de conexão mais próximo e mais barato.

“A localização estratégica de Belo Horizonte oferece rapidez e a infraestrutura do Aeroporto conforto aos passageiros. Nosso Aeroporto é uma opção mais rápida, mais barata e menos tumultuada que outros grandes aeroportos brasileiros. Temos uma área de desenvolvimento de rota que ajuda as companhias aéreas a identificar as demandas. Esse trabalho foi enfatizado no último ano e estamos começando a colher frutos”, destaca Rangel.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

25/03/2017
Aumento da presença de turistas em Belo Horizonte durante o Carnaval foi de 240%
Maioria dos visitantes no período garante retorno a Belo Horizonte
25/03/2017
Coca-Cola abre visitação à Fábrica da Felicidade
Espaço disponibiliza passeio em que os visitantes vão conhecer a história da bebida e da indústria
25/03/2017
Long stay é nova tendência de mercado
Até pouco tempo atrás, morar em um quarto de hotel parecia coisa de celebridade ou sinal de excentricidade. A modalidade, batizada como long stay, entretanto, tem ficado cada dia mais...
18/03/2017
Brasiliense Nobile chega à Capital
Empreendimento vai passar por reformulação que demandará aporte de R$ 400 mil
18/03/2017
Quality Pampulha faz 3 anos
O Quality Hotel Pampulha, localizado na região de mesmo nome (avenida Presidente Antônio Carlos, 7.456), da rede Atlantica Hotels, completou neste mês de março 3 anos de...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.