20/06/2018
Login
Entrar

FAEMG

14/12/2017

Minas tem safra recorde de grãos, com alta de 21% ante 2016

Clima e tecnologias contribuíram
Email
A-   A+
Os destaques positivos foram o milho, com 7,65 mi de toneladas, e a soja, com colheita de 5,05 milhões de toneladas/Divulgação
A produção de grãos em Minas Gerais foi recorde em 2017, com a colheita de 14,2 milhões de toneladas, um incremento de 21% em relação a 2016. O clima favorável e os investimentos em tecnologias permitiram a expansão de 16,8% na produtividade, enquanto o aumento de área foi de apenas 2,1%. Os destaques positivos foram o milho, com 7,65 milhões de toneladas, e a soja, com uma colheita de 5,05 milhões de toneladas.

A área plantada de grãos alcançou 3,34 milhões de hectares. A forte alta de 21% na produção de grãos mineira está relacionada ao aumento de produtividade, principalmente nas culturas do milho e da soja.

Em 2017, os preços dos grãos, em geral, apresentaram queda devido à grande produção mineira e ao aumento da produção nacional, favorecendo os setores de pecuária.
Em relação aos efeitos climáticos, as culturas, tanto na primeira, quanto na segunda safra, apresentaram desempenho bastante positivo. As chuvas de verão foram abundantes nas principais regiões produtoras e, durante a segunda safra, o volume foi suficiente para garantir a boa produtividade. O incremento tecnológico também fez a produtividade ser ampliada no Estado.

Outras culturas - Minas Gerais é o segundo principal produtor de feijão do País, atrás do Paraná. Na safra de 2016/17, o Estado produziu 560 mil toneladas do grão, contra 522,4 mil toneladas na safra anterior, alta de 7,2%. No Estado, houve aumento na área cultivada, o que elevou a oferta, e resultou em preços mais baixos ao consumidor final, influenciando negativamente na inflação.

A área cultivada de sorgo aumentou, motivada pela valorização do preço do produto no ano anterior, quando foi fortemente utilizado em substituição ao milho nas rações animais. O aumento da produção ocasionou na desvalorização de preços do grão em 2017, da ordem de 18,6%, considerando preços até outubro. A produção subiu de 348 mil toneladas na safra 2015/16 para 720,5 mil toneladas na safra 2016/17, incremento de 107%.

O trigo é outro importante produto que vem se destacando em Minas. A alta qualidade do trigo produzido na região do Cerrado, bem como a boa palhada residual e a alternativa para rotação de culturas tornam o grão cada dia mais atrativo. Nos últimos dois anos, a área de produção se manteve estável, em torno de 81,7 mil hectares cultivados. A produção teve ligeiro aumento, 1%, na safra 2016/17, se comparado à passada.
 
Projeções - A safra de grãos 2017/18 deve apresentar queda de 7,74% com a colheita de 13,1 milhões de toneladas. A regularização tardia das precipitações, o que aconteceu somente em novembro, fez com que muitos produtores que haviam plantado com as primeiras chuvas de outubro tivessem que replantar as culturas, o que elevou os custos de produção.

Devido ao atraso nas precipitações, a perspectiva, até o momento, é que haja queda na produção mineira de grãos. A redução da janela de plantio da segunda safra também gera incertezas, especialmente quanto ao clima, reduzindo a intenção de plantio e fazendo com que produtores prefiram apostar no sorgo, cultura que é mais tolerante ao déficit hídrico.

A produção de soja, no Estado, deve apresentar queda de 6% em volume, caindo das 5 milhões de toneladas na safra 2016/17 para 4,7 milhões na safra 2017/18. Para o milho, a queda estimada é de 7% na produção total mineira, reduzindo para 7 milhões de toneladas produzidas na safra 2017/18. No caso do cereal, a preferência pela soja na primeira safra é uma das razões para a retração. O segundo fator é a redução na janela de produção, que poderá influenciar na segunda safra mineira do grão.

Para o feijão é esperado aumento de 2,5% a produção, alta influenciada pelos preços elevados praticados em 2017, ainda que, comparativamente a 2016 tenham sido menores.

Trigo - No caso do trigo, a perspectiva é de uma produção 3,4% maior, saindo de 219 mil toneladas produzidas na safra 2016/17 para 226,6 mil toneladas. Apesar da manutenção da área, a tendência é de que a expertise dos produtores mineiros na cultura se eleve com o uso de pacotes tecnológicos melhores e mais adaptados.

A Faemg atuou ativamente nas contribuições junto à CNA e outras instituições para o desenvolvimento de políticas públicas para melhorar a competitividade do trigo mineiro e brasileiro. Uma das ações foi a mobilização pela manutenção da tarifa externa comum para o cereal. Esse pleito antecipou uma possível isenção de tarifa de importação de trigo para uma cota de 750 mil toneladas de fora do Mercosul. Se aprovada, a isenção de tarifa de 10% poderia adicionar forte demanda pelo produto produzido no Hemisfério Norte, especialmente dos Estados Unidos e Canadá. Também foram apresentadas, ao governo federal, propostas para fomentar a produção interna do cereal. Resultados são esperados já para o próximo ano.

BALANÇO 2017

Brasil

Produção total : 238,2 milhões de toneladas. Aumento de 28 % em relação à 2015/16
Soja: 114 milhões de toneladas. Alta de 19,5%
Milho: 97,7 milhões de toneladas. Crescimento de 47%
Feijão: 3,4 milhões de toneladas. Incremento de 35,2 %
Sorgo: 1,87 milhões de toneladas. Aumento de 81%

Minas Gerais

Produção total: 14,2 milhões de toneladas. Aumento de 21% em relação a 2016
Milho: 7,65 milhões de toneladas
Soja: 5,05 milhões de toneladas

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

14/12/2017
Conhecimento e integração são caminhos para a superação dos desafios
ENTREVISTA | Robertos Simões, presidente do Sistema Faemg
14/12/2017
Agropecuária fortalece a economia
Além de gerar emprego e renda, o setor tem contribuído para diminuir a inflação
14/12/2017
Melhoria de qualidade do café amplia mercado
Mesmo em um ano de adversidades e preços baixos, o café de Minas ganhou mais espaço no cenário internacional
14/12/2017
Silvicultura | Queda no consumo reduz áreas florestais em 0,4%
Com 1,4 milhão de hectares de florestas plantadas e respondendo por 20% da área nacional, Minas Gerais possui a maior área de reflorestamento do Brasil, segundo os dados da...
14/12/2017
Produção de cana-de-açúcar superou expectativas
Clima favorável e cuidado com as lavouras resultaram em uma safra de 64 mi de toneladas
› últimas notícias
Novo cenário econômico impacta a construção civil
MRS firma parcerias para avançar
Camex susta antidumping a produtos de China e México
Compras das siderúrgicas retraem 3%
Anfavea e Finep estudam construção de centro de testes automobilísticos
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


20 de junho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.